ColunistaPostStock Car

Vitórias de Casagrande e Foresti marcaram a terceira etapa da Stock Car

A Stock Car realizou duas corridas no Velocitta, as provas foram marcadas por muita disputa

Neste fim de semana a Stock Car tem duas etapas para realizar, desta forma a categoria terá provas no sábado e no domingo. A terceira rodada foi disputada nesta tarde, onde Gabriel Casagrande munido de um bom ritmo conseguiu vencer a primeira corrida no Velocitta.

Ricardo Zonta que foi o pole da prova, terminou a corrida na segunda posição. O pódio ainda contou com Thiago Camilo. A primeira corrida foi bem movimentada, mas o destaque é realmente a performance de Casagrande que já era rápido desde a largada.

A segunda prova foi marcada por diversos incidentes, mas também pela boa estratégia estabelecida por Lucas Foresti para que o piloto da KTF conseguisse assegurar a liderança da corrida, mesmo com as paradas dos boxes. Foresti superou Barrichello para receber a bandeira quadriculada da segunda prova. O pódio teve a presença de Ricardo Zonta, o terceiro lugar e seu segundo pódio do fim de semana.

O sábado da Stock Car

Os treinos livres aconteceram nesta sexta-feira, a primeira atividade foi liderada por Ricardo Maurício que retornou para a Stock Car depois do afastamento da etapa de Interlagos por conta do Covid-19. Gabriel Casagrande cravou o melhor tempo do TL2 no Velocitta.

E mesmo com Ricardo Zonta não ocupando as primeiras posições durante os treinos livres o piloto da RC Motorsport cravou a pole quando anotou 1m31s125. Ele precisou superar as dificuldades dos treinos de sexta-feira, além dos diversos ajustes que a equipe fez, para finalmente encontrar um bom tempo no sábado. Daniel Serra que esbanja boa performance com a Eurofarma cravou 1m31s272, ficando com o segundo lugar. Casagrande que liderou o TL2, foi o terceiro colocado, seguido por Allam Khodair, Thiago Camilo e Diego Nunes.

Corrida 1

Gabriel Casagrande vence primeira corrida no Velocitta depois de superar Zonta com estratégia – Foto: reprodução Stock Car

Rubens Barrichello deveria largar da última posição pelo incidente em Interlagos, mas após apresentar um recurso, o piloto da Full Time largou da oitava posição, sem cumprir a punição neste fim de semana.

Ricardo Zonta largou da pole e fez um traçado para fechar Daniel Serra e evitar uma ultrapassagem no início da corrida. Por conta da aproximação do grid, alguns toques ocorreram no final do pelotão. Casagrande logo assumiu a segunda posição, para começar a caçada em busca pela primeira posição. Khodair assumiu a terceira posição depois de ultrapassar Daniel Serra que caiu para a quarta posição.

Na segunda volta os dez primeiros eram: Zonta, Casagrande, Khodair, Serra, Camilo, Nunes, Ramos, Gomes, Barrichello e Suzuki. Galid Osman e Átila Abreu foram os primeiros pilotos que abandonaram a prova. Gustavo Frigotto rodou, depois de ser tocado por Tuca Antoniazi e caiu para a trigésima posição.

Na ponta Casagrande estava atacando Ricardo Zonta, imprimindo muita potência para ficar colado no com o piloto da RCM Motorsport. Enquanto Christian Hahn tocou em Felipe Massa que acabou rodando durante a quinta volta, ficando atravessado na pista.

Rapidamente os comissários aplicaram uma punição para Antoniazi e o piloto da HotCar se dirigiu para os boxes abandonando a prova. Felipe Massa também abandonou a corrida na sétima volta.

Casagrande que estava muito mais veloz, ultrapassou Zonta para assumir a liderança, conseguindo abrir uma vantagem de mais de 1s5. Com a janela dos boxes aberta na sétima volta, Casagrande rapidamente foi para os boxes realizar a sua parada.

Neste meio tempo, Tony Kanaan acabou rodando.

Nos boxes Allam Khodair e Marcos Gomes bateram nos boxes, o piloto da Blau estava sendo liberado após a parada e Gomes tinha chegado no pit-lane para fazer o seu pit.

Ainda durante a janela dos boxes aberta, Casagrande ultrapassou Zonta mais uma vez. Quando todos os pilotos completaram as suas paradas, os dez primeiros eram: Casagrande, Zonta, Khodair, Camilo, Barrichello, Ramos, Serra, Baptista, Suzuki e Salas. Serra perdeu mais espaço após as paradas nos boxes.

Khodair foi punido com 20 segundos pela batida com Gomes, com os comissários entendendo que ele tinha culpa no incidente que ocorreu nos boxes.  Desta forma na volta 18 o piloto da Blau passou pelos boxes pois a primeira punição fora um Drive Through, como a punição foi atualizada, ele receberia 20 segundos ao final da prova.

Restando pouco tempo para o encerramento da corrida, os dez primeiros eram: Casagrande, Zonta, Camilo, Barrichello, Ramos, Suzuki, Serra, Baptista, Nunes e Salas.

A última volta foi extremamente disputa entre Casagrande e Zonta, mas foi o piloto do carro #83 que recebeu a bandeira quadriculada para vencer a primeira corrida deste sábado. Camilo completou o pódio. Frigotto se recuperou, para completar a corrida na 19 posição.

Foto: reprodução
Foto: reprodução

Corrida 2 

Lucas Foresti vence segunda corrida – Foto: reprodução

Com a inversão do grid, Salas largou da primeira posição depois de terminar a primeira prova em décimo, acompanhado por Nunes, Baptista, Serra, Suzuki, Ramos, Barrichello, Camilo, Zonta e Casagrande.

Salas ficou com a ponta, enquanto Casagrande espalhou e saiu da pista na reta dos boxes após um toque com Felipe Lapenna abandonando a prova após vencer a primeira corrida. A largada foi bem conturbada, com uma batida que envolveu Tuca Antoniazi, Tony Kanaan e Felipe Massa. A situação que envolveu vários carros será analisada depois da prova.

A segunda corrida no Velocitta foi marcada por vários incidentes, como o de Frigotto com Hahn.

Na quarta volta os dez primeiros eram: Salas, Nunes, Barrichello, Zonta, Baptista, Maurício, Suzuki, Foresti, Navarro e Ramos. Salas ainda era o líder da corrida, com uma vantagem que passava de um segundo para Diego Nunes.

Barrichello estava sendo atacado por Zonta que tentava chegar no pódio da segunda corrida em uma performance memorável após cravar a pole e completar a primeira corrida no segundo lugar.

Na sétima volta, Jimenez bateu forte na barreira de pneus, se perdendo na reta dos boxes em direção à primeira curva. O Safety Car entrou na pista e a parada nos boxes foi adiada.

No cronômetro restavam 13 minutos quando o Safety Car deixou a pista. Os boxes foram abertos e rapidamente os líderes começaram a realizar as suas paradas. Salas fez uma parada mais demorada, enquanto Nunes teve a chance de ser devolvido para a pista à frente do piloto da KTF.

Com o encerramento das paradas Foresti havia assumido a liderança da corrida. Barrichello quase ficou com a primeira posição, mas a KTF fez uma parada espetacular e conseguiu manter voltar na ponta. Foresti liderou a prova, com mais de 1s5 de vantagem para Barrichello.

Durante a volta 17, Abreu perdeu espaço na luta pela oitava posição, pois Campos e Maurício ultrapassaram o piloto da Shell.  

Como Foresti cruzou a linha de chegada e ainda restavam alguns segundos para o encerramento, o grid teve que completar duas voltas, antes do encerramento da corrida.

Hahn e Piquet se tocaram. Khodair abandonou a corrida.

Foresti venceu a segunda corrida realizada neste sábado. Obtendo a sua primeira vitória, acompanhado por Barrichello, enquanto Zonta conquistou o segundo pódio do final de semana.

Foto: reprodução
Foto: reprodução
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados