ColunistaFórmula 1Post

TL3 Bahrein – Verstappen crava volta rápida e fica com a ponta, mas grid está muito embaralhado

A classificação deve trazer outra perspectiva do grid, já que as posições estão bem embaralhadas, mas Verstappen é o favorito para a pole

O terceiro treino livre realizado neste sábado (27) contou com Max Verstappen dominando mais uma vez a sessão. O piloto anotou 1m30s577 com os pneus macios. A verdade deve começar a aparecer nesta classificação, já que o grid ainda continua muito misturado e com os companheiros de equipe apresentando uma grande diferença entre eles em alguns casos.

A McLaren que havia começado forte, despencou no grid quando alguns pilotos passaram a trabalhar as voltas rápidas. Estes tempos ainda são bem incertos, pois os times ainda devem estar realizando alguns ajustes nos seus carros, preparando-os para a classificação.

Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

Na pista a temperatura estava na casa dos 48°C, com 38°C no ambiente. O calor estava dominando o fim de semana no Bahrein.

Yuki Tsunoda foi o primeiro a seguir para a pista e realizar uma volta de verificação, a AlphaTauri extravasou os trabalhos na sexta-feira (26), pois optaram por realizar um ajuste fino no AT02 com os engenheiros

A sessão começou bem morna, mesmo com a alteração do tempo de duração dos treinos livres, as equipes perderam cerca de 20 minutos da terceira atividade. Quando passaram a liberar os seus pilotos, estavam fazendo de forma bem controlada.

Os primeiros tempos aferidos eram bem altos, passando da casa dos 2 minutos. A pista estava bem escorregadia, com pouca aderência e os pilotos demonstravam mais cautela em seus primeiros giros. Após os tempos registrados por Bottas e Alonso, Carlos Sainz anotou 1m33s931 de pneus duros. Mas pouco depois Lewis Hamilton assumiu a ponta com 1m32s933.

Charles Leclerc acabou extravasando os limites de pista na curva 3 ao perder a traseira do carro, no mesmo ponto que Kimi Raikkonen perdeu o controle da sua Alfa Romeo na sexta-feira, mas acabou batendo na barreira de contenção.

Com a aproximação da conclusão da primeira meia hora de atividades, Max Verstappen havia registrado 1m32s617 com os pneus duros. Lando Norris seguia repetindo um bom trabalho com a McLaren assim como o realizado no dia anterior, o piloto estava ocupando a terceira posição com 1m32s897 de pneus macios. Antonio Giovinazzi que também estava utilizando o composto C4, era o quarto colocado com a Alfa Romeo (1m33s556).

Vários pilotos estavam trabalhando com os pneus macios, poucos times começaram a atividade explorando os pneus duros e médios.

Valtteri Bottas acabava chando a atenção pelos erros, o piloto teve uma sequência de voltas rápidas deletadas por extravasar os limites de pista na curva 4. 

Com a conclusão da primeira meia hora, os dez primeiros eram: Verstappen, Gasly, Hamilton, Norris, Pérez, Giovinazzi, Raikkonen, Sainz, Ricciardo e Leclerc.

De pneus macios novos, Pierre Gasly encaixou o melhor tempo, com 1m32s321. A sessão se voltas rápidas estava tendo continuidade, com os pilotos ainda apostando nos pneus macios, já se preparando para a classificação.

Sebastian Vettel aparecia apenas na décima nona posição, após aferir os seus tempos com os pneus duros. O alemão deu uma passada rápida nos boxes, após o time ver uma imagem onde algum objeto acabou passando direto pelo capacete de Vettel, dando a impressão de que algo havia se soltado do carro – como uma aleta do AMR21.

O grid seguia bem misturado, mas os tempos eram bem altos, provavelmente por conta do calor e da falta de aderência do asfalto com as altas temperaturas. 

A Ferrari roubou a cena mais uma vez, Carlos Sainz havia encaixado o terceiro melhor tempo – 1m32s108 – se posicionando logo atrás da Mercedes. O espanhol estava apresentando um melhor desempenho que Leclerc, com o monegasco ocupando a quinta posição. A dupla da Ferrari estava trabalhando com os pneus médios.

Max Verstappen seguia imprimindo um ritmo forte, superou Hamilton anotando 1m30s577 de pneus macios. A diferença para Hamilton era de 0s739. O piloto da Red Bull voltou a dominar a ponta.

O desempenho da Aston Martin era bem mediano com Lance Stroll ocupando a nona posição, enquanto Sebastian Vettel era o décimo quarto.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados