ColunistaFórmula 1Post

TL1 Rússia – Em atividade tímida, Valtteri Bottas leva Mercedes ao primeiro lugar

Foram completadas poucas voltas, diversas bandeiras amarelas foram provocadas ao longo da sessão e ainda é difícil atestar a real posição das equipes no circuito

A primeira atividade na Rússia foi pouco movimentada, os pilotos seguiram bastante tempo parado nos boxes. Valtteri Bottas foi o líder da sessão com 1m34s923, enquanto Lewis Hamilton realizou testes mais tímidos e fechou o dia na décima nona posição. A Mercedes realizou testes com pneus diferentes nos carros dos seus pilotos, o finlandês treinos com os macios e médios, enquanto o inglês dedicou o seu tempo aos pneus macios e duros. Além disso Hamilton foi visto em modo de simulação de corrida nos últimos minutos.

Após diversas bandeiras amarelas e até uma paralisação provocada pela batida de Nicholas Latifi, os pilotos ainda buscaram algumas voltas rápidas em Sochi. Desta forma Daniel Ricciardo fechou a primeira atividade no segundo lugar, após anotar 1m35s430 de pneus macios e foi acompanhado de perto por Max Verstappen com 1m35s577.

Sergio Pérez que não recebeu o mesmo pacote de atualizações de Lance Stroll, conseguiu terminar o TL1 no quarto lugar, seguido pelo companheiro de equipe. A Renault segue marcando presença com Esteban Ocon na sexta posição. Daniil Kvyat, piloto da AlphaTauri foi o sétimo, acompanhado por Alexander Albon da Red Bull e Sebastian Vettel da Ferrari. Pierre Gasly foi o décimo, colocando mais um dos carros da AlphaTauri entre os dez.

Confira: Em busca da diversidade no automobilismo, Hamilton quer mudanças reais

Por conta da pouca movimentação na pista é difícil afirmar o real desempenho das equipes nesta primeira sessão, a dupla da McLaren ficou fora dos dez primeiros.

O TL2 começa às 9h pelo horário de Brasília e deve mostrar um pouco mais do desempenho das equipes em Sochi.

Confira: O sistema de Tokens para atualizações de peças

Saiba como foi o Primeiro Treino Livre na Rússia

Na pista a temperatura estava na casa dos 24°C, com 27°C no ambiente.

Assim que os boxes foram liberados, a dupla da Red Bull e AlphaTauri invadiram o circuito, cada equipe utilizava um tipo diferente de pneus para a volta de instalação.

Perto dos dez primeiros minutos de sessão, Lewis Hamilton foi o primeiro a registrar tempo no circuito, anotando 1:37.716, com os pneus duros. Pouco depois foi a vez de Valtteri Bottas anotou 1:37.313 com os pneus médios.

O circuito voltou a ficar vazio e Alexander Albon só foi liberado quando a conclusão da primeira meia hora já estava próxima. O tailandês anotou 1:38.364, com os pneus duros instalados. Kvyat obteve a segunda posição com 1:37.633 e assim como Bottas, utilizava os pneus médios.

Poucos pilotos apostavam nos pneus macios para este início de atividade, mas Kevin Magnussen e Sebastian Vettel poderiam ser vistos com eles. Por conta do asfalto pouco abrasivo, a Pirelli optou pela utilização da gama mais macia em Sochi, desta forma os compostos utilizados são: C3 (Duro – Faixa Branca), C4 (Médio – Faixa Amarela) e C5 (Macio – Faixa Vermelha).

Daniel Ricciardo tinha 1:36.852 e foi superado por Max Verstappen com 1:36.751, ambos utilizavam os pneus duros.

Com a conclusão da primeira meia hora, os dez primeiros eram: Bottas, Verstappen, Ricciardo, Pérez, Leclerc, Gasly, Sainz, Kvyat, Ocon e Stroll. Entre eles, apenas o finlandês da Mercedes e o monegasco da Ferrari estavam utilizando os pneus macios.

Carlos Sainz provocou uma bandeira amarela no e logo depois o virtual Sefety Car por conta da batida na curva 7. O espanhol acabou perdendo a traseira do carro e bateu no muro de contenção, a McLaren pediu para o piloto retornar com cuidado para os boxes, por conta da peça que estava instalada no MCL35.

Antonio Giovinazzi era o único piloto que não tinha tempo aferido e 40 minutos de sessão já fora concluído.

Após uma breve pausa nos boxes, Lewis Hamilton foi liberado mais uma vez para a pista e após ter os pneus macios instalados, o piloto da Mercedes passou a utilizar os pneus duros. O inglês passou a reclamar do desempenho dos compostos e logo retornou para os boxes. Hamilton ocupava apenas o décimo quinto lugar.

Próximo da conclusão da segunda meia hora, Nicholas Latifi provocou uma bandeira vermelha ao bater na curva dez quando perdeu a traseira do carro. A primeira atividade em Sochi não estava sendo intensa, os pilotos realizavam poucas saídas dos boxes e alguns erros eram cometidos por conta da pista que ainda estava pouco emborrachada.

Com a conclusão da segunda meia hora, as posições eram: Bottas, Ocon, Pérez, Verstappen, Ricciardo, Leclerc, Gasly, Vettel, Sainz e Kvyat.

Restando 28 minutos para o encerramento da sessão, a pista voltou a ser liberada. Ocon melhorou a sua marca para 1:36.061 e permanecia na segunda posição, enquanto outros pilotos estavam em volta rápida pelo circuito.

Max Verstappen conseguiu bater o tempo do francês ao anotar 1:35.577 de pneus macios e era seguido de perto por Sergio Pérez com 1:35.796, ambos com os pneus macios instalados.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Um Comentário

  1. Muito obrigado pelo texto, me mantendo bem informado, principalmente quando não acordo para assistir o treino

    Agora falando do treino, parece que foi um treino bem morno, ninguém se lançou, foi algo mais estudado por parte das equipes. Estranho ver o Lewis andando atrás do pelotão, talvez fechando pela primeira vez do ano na pior posição em treinos. Vettel por sua vez, me pareceu consistente, terminando em uma boa P9. Surpresa para o Ricciardo terminando em P2, inclusive a Renault subiu bastante de produção.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

%d blogueiros gostam disto: