ColunistaFórmula 1

TL1 Mônaco – Daniel Ricciardo lidera dobradinha da Red Bull

Diferente das outras sessões de treinos livres, a de Mônaco é realizada na quinta-feira do final de semana do Grande Prêmio. Daniel Ricciardo liderou a sessão para a Red Bull seguido pelo companheiro de equipe Max Verstappen ao registrar 1:12:126 com os pneus hipermacios de 15 voltas, rodando abaixo do tempo da pole de Kimi Raikkonen  marcado no mesmo circuito na temporada passada com os pneus ultramacios. Hamilton ficou com a terceira posição.

Grande parte das equipes apostaram na utilização do composto estreante da temporada para esta prova (os hipermacios). É surpreendente o quanto ele melhora a sua desenvoltura à medida  em que os pilotos vão dando as suas voltas na pista. A aposta é de ainda uma parada para essa corrida.

Fernando Alonso deu poucas voltas no circuito depois de ter problemas nos sensores da sua McLaren e de passar por uma verificação.

Uma das coisas legais para essa corrida será ver Bottas, que faz uma homenagem para Mika Hakkinen em seu capacete, comemorando a primeira vitória deste outro finlandês em Mônaco que já completa 20 anos.

lll Saiba como foi a primeira sessão de trinos livres

https://twitter.com/F1/status/999576401966784512

Os pilotos não demoraram a deixar os boxes para realizar as suas voltas de instalação e Ericsson, Leclerc, Sirotikin, Stroll, Ocon e a dupla da Ferrari e Renault utilizavam os compostos estreantes para este Grande Prêmio, os hipermacios.

Antes de atingirem os primeiros 10 minutos da sessão Sirotikin era o primeiro a registrar tempo e tinha 1:19:249 e não demorou muito para ser superado por Bottas com 1:17:299, seguido por Hamilton com 1:18:413.

Na volta seguinte o finlandês da Mercedes melhorava ainda mais e tinha 1:15:780. A marca era registrada com os compostos ultramacios.

Sirotkin e Bottas alternaram a liderança da ponta, com o piloto da Williams conseguindo marcar 1:15:697 com os hipermacios, mas na volta seguinte foi a vez do piloto inglês da Mercedes registrar 1:15:229. A diferença entre eles não estava apenas ligada aos compostos, sendo a sexta prova da temporada, já tínhamos uma ideia dos vários problemas da equipe de Grove.

Com poucos carros na pista e pouco mais de dez minutos de sessão, Hamilton ainda era o líder com 1:14:749, seguido por Bottas que tinha 1:14:882, logo depois vinham os dois pilotos da Williams e Hartley. Ricciardo, que também estava na pista passava, a ser o terceiro colocado e tinha os compostos de faixa rosa instalados no seu carro. Fernando Alonso treinava com os supermacios.

Com quinze minutos de sessão e apenas três voltas realizadas por Alonso, o espanhol era chamado para os boxes com problemas na direção e no pedal de freio da sua McLaren.

Ricciardo passava a assumir a liderança do TL ao registrar 1:28:924 enquanto Sirotkin se dirigia lentamente para os boxes em decorrência de um pneu furado, após tocar no muro de contenção na reta dos boxes.

https://twitter.com/F1/status/999581099260080128

Com a primeira posição bem concorrida, Max Verstappen tomou a ponta do companheiro de equipe  com 1:13:975. Ricciardo e Vertappen não estavam no mesmo momento de volta e o australiano contava com pneus mais desgastados que o do holandês, mas não eram impedidos de realizar voltas rápidas na pista e ficarem próximos.

Após a conclusão da primeira meia hora da sessão as posições eram: Verstappen, Ricciardo, Vettel, Bottas, Raikkonen, Hartley, Sainz, Hamilton, Gasly e Ocon.

Verstappen era o primeiro a marcar abaixo de 1:13 (1:12:941) com os hipermacios de 13 voltas, mas duas voltas depois o holandês conseguia melhorar para 1:12:723. Aos poucos a atividade na pista foi diminuindo para que os pilotos realizassem a troca e devolução dos pneus utilizados na primeira meia hora de sessão para a Pirelli.

https://twitter.com/F1/status/999584796069199873

Fernando Alonso seguia parado nos boxes a equipe trocava o assoalho do seu carro e todo o sistema de freios da sua McLaren, além dos sensores que também estavam com problemas.

Sirotkin foi o primeiro a retornar para a pista, seguido por Stroll e Bottas, todos utilizando os hipermacios neste novo stint. Bottas passava a ser o quarto colocado com 1:13:708 e Hamilton ficava entre os carros da Red Bull com 1:13:038. Sirotkin aparecia em sexto com 1:13:962 e Stroll era o décimo com 1:14:782.

Nesta nova sessão de voltas rápidas e ainda com poucos pilotos na pista Hamilton retornava a ponta com 1:12:480. Stroll, que era o décimo colocado, seguia reclamando do desequilíbrio do carro, volta a volta. Sebastian Vettel conseguia superar Bottas pulando para a quarta posição com 1:13:451 e restava pouco mais de 40 minutos para o término do TL1.

A Red Bull retornava para a pista e pouco tempo depois do alemão da Ferrari ter se tornado o terceiro colocado, Ricciardo conseguia supera-lo e tinha 1:12:725 e Verstappen retornava para a ponta com 1:12:366. Pérez era o sétimo colocado com 1:13:944, com Ocon em nono.

Na pista apenas a Toro Rosso seguia utilizando os compostos ultramacios. Aproximando-se da conclusão da segunda meia hora de sessão, o holandês da Red Bull conseguia ir melhorando aos pouquinhos, para mais uma vez um pouco mais do seu carro e tinha 1:12:280, no entanto na volta seguinte vindo muito rápido na pista, acabava fritando os compostos e passando reto pela área de escape e seguindo aos boxes. Ao retornar para a pista a direção de prova passou a analisar as imagens, pois achou a forma como ele retornou muito perigosa.

https://twitter.com/F1/status/999590717856079872

Com a conclusão da segunda meia hora de sessão as posições eram: Verstappen, Hamilton, Ricciardo, Vettel, Raikkonen, Bottas, Pérez, Sainz, Sirotkin e Ocon.

Ricciardo que seguia na pista conseguia ficar a apenas 0s056 do companheiro de equipe ao assumir a segunda posição com um pneu de 11 voltas e restavam pouco mais de 20 minutos para o término da sessão.

Com 15 voltas do pneu o australiano passava a ser o líder da sessão com 1:12:126. Sainz também demonstrava uma boa performance dos hipermacios e era o sexto colocado com 1:13:456.

https://twitter.com/F1/status/999593885776171008

Restando menos de 15 minutos para o término da primeira sessão em Mônaco, os pilotos passaram a investir na simulação da corrida e permaneciam com os compostos bem desgastados. Grosjean conseguia colocar um dos carros da Haas em entre os dez, ocupando a nona posição e Magnussen era apenas o vigésimo. A equipe americana foi mais uma a enfrentar problemas nesta sessão. Alonso conseguiu retornar para a pista para realizar algumas voltas e ficava com a décima sétima  posição. Daniel Ricciardo liderou a dobradinha da Red Bull.

https://twitter.com/F1/status/999598975832461312

Etiquetas
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: