ColunistaPostStock Car

Thiago Camilo vence 8ª etapa da Stock Car e dedica vitória para Amadeu Rodrigues

Camilo teve uma corrida bem disputada, mas aproveitou o momento para lembrar de Amadeu, um grande mestre dentro do automobilismo

A 8ª etapa na Stock Car foi bem movimentada, Thiago Camilo conquistou a segunda vitória na temporada revertendo mais uma vez a pole em vitória. A corrida foi bem disputada, Camilo parecia ter uma boa vantagem na prova e seguiu na liderança se distanciando de Guilherme Salas, mas durante a parada nos boxes os dois foram juntos e Salas teve vantagem já que realizou uma parada mais rápida.

A prova seguiu, mas o Safety Car entrou na pista após a batida de Átila Abreu, os carros se aproximaram e a vantagem que Salas tinha adquirido foi completamente reduzida. Camilo aproveitou a relargada para atacar o piloto da KTF, mas só conseguiu realizar a ultrapassagem quando o final da prova se aproximou.

Camilo assumiu a liderança e venceu a prova, mostrando toda a maestria na sua pilotagem. Além disso o piloto da Ipiranga deixou uma das imagens mais emocionantes do fim de semana, a corrida que está sendo dedicada a memória do chefe de equipe da Hot Car, Amadeu Rodrigues contou com uma homenagem de Camilo que dedicou o seu pódio para Amadeu e as filhas Juliana e Bárbara que estão coordenando a equipe neste fim de semana.

Se o fim de semana já fora emocionante com todas as outras homenagens, essa acabou tocando mais uma vez todos que estavam vendo a corrida.

Para completar o pódio, vimos Daniel Serra assumindo a terceira posição, após ultrapassar o argentino Matias Rossi, pouco depois da manobra executada por Camilo em Salas.

A Stock Car retorna neste domingo para a realização da classificação e das duas provas que fazem parte da 9ª etapa.

Saiba como foi a 8ª etapa da Stock Car disputada em Curitiba

Cesar Ramos manteve a ponta, enquanto Salas assumia a segunda posição. Galid Osman caiu para a última posição, após ter espalhado. Julio Campos que estava disputando a décima posição largou bem e assumiu a nona posição.

No segundo giro era possível ver um toque entre Nelsinho Piquet e Cesar Ramos, que estavam batalhando pela quinta posição, Piquet acabou espalhando e foi ultrapassado.

Já que os pilotos estavam disputando apenas uma corrida neste sábado,eles não estavam economizando os equipamentos. Os pilotos passaram a acionar os botões de ultrapassagem para manter o contato com o piloto que estava a sua frente.

Algumas escapadas na pista acabavam acontecendo, como Salas que extravasou os limites de pista na disputa com Camilo. Enquanto isso era possível ver Daniel Serra se aproximando de Nunes na tentativa de chegar ao pódio.

Nelsinho Piquet passou a perder desempenho e já era o décimo colocado na 4 volta, após ser ultrapassado por Cacá Bueno. Nesta mesma volta o piloto da Full Time Bassani foi punido com um drive-through, pelo incidente com Cesar Ramos no início da corrida, quando os dois se tocaram.

Gaetano di Mauro acabou abandonando a prova após um toque na largada, como o carro ficou comprometido, o piloto precisou abandonar a prova.

Zonta e Marcos Gomes se enfrentavam pela décima quinta posição, o piloto da RCM Motorsport não economizava o seu equipamento e atacava Gomes, com isso o carro do piloto ficou danificado, após um toque na traseira que fez parte da carenagem ficar solta.

Na oitava volta Denis Navarro atacava Ricardo Maurício, brigando pela décima posição da prova, o piloto da Cavaleiro Sports estava utilizando o botão de ultrapassagem para a aproximação.

E antes da abertura dos boxes, os dez primeiros eram: Camilo, Salas, Nunes, Serra, Rossi, Baptista, Ramos, Campos, Bueno e Maurício.

A janela de boxes foi aberta na nona volta e rapidamente Daniel Serra foi realizar a sua parada, trocando o pneu traseiro esquerdo e já aproveitou para abastecer o carro com um pouco de combustível.

Enquanto as paradas aconteciam, Lucas Foresti tinha um problema e era visto parado na pista. A parada de Cesar Ramos foi muito ruim, já que a equipe enfrentou dificuldades para trocar o pneu traseiro esquerdo.

Salas não apostou no abastecimento e desta forma teve uma parada mais rápida, enquanto Camilo retornou atrás do piloto da KTF, já que precisou abastecer, antes de realizar a troca de um composto.

Átila Abreu escapou na quarta curva e o Safety Car entrou na pista.

Após todas as paradas, os dez primeiros eram: Salas, Camilo, Rossi, Serra, Nunes, Baptista, Zonta, Khodair, Barrichello e Campos. Felipe Lapenna abandonou a corrida. Vários carros começaram a apresentar problema.

O Safety Car deixou a pista quando restavam pouco mais de 13 minutos de prova, Salas tentou se afastar de Camilo, mas os dois estavam bem próximos. O argentino Matias Rossi seguia tentando atacar o piloto da Ipiranga, buscando a segunda posição. Enquanto isso Rafael Suzuki acabou rodando, após um toque com Navarro e rapidamente os comissários puniram o piloto da Cavaleiro.

Rafael Suzuki enfrentava problemas, rodando na última posição, o piloto acabou escapando da pista sozinho.

A disputa pela ponta continuava, já que Salas e Camilo estavam bem próximo e os pilotos alternavam a utilização dos botões de ultrapassagem. E nos últimos três minutos, Camilo conseguiu concluir a ultrapassagem e assumiu a ponta. Enquanto Zonta e Nunes se enfrentavam pela quinta posição e após forçarem, Zonta rodou e o incidente passou a ser investigado.

Salas não conseguiu realizar a mesma manobra e seguia na segunda posição e Serra assumiu a terceira posição com a ultrapassagem realizada em Rossi.

Na última volta nem Camilo e nem Salas tinham botão de ultrapassagem, enquanto Serra e Rossi tentavam realizar a ultrapassagem no piloto da KTF.

Camilo venceu a 8ª etapa disputada em Curitiba, seguido por Salas e Serra, o piloto da KTF conseguiu garantir a segunda posição.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados