ColunistaFórmula 1Post

Haas permanece com Schumacher e Mazepin para a temporada de 2022

Na Rússia, a Haas aproveita para confirmar a dupla para a temporada de 2022, Schumacher e Mazepin seguem com a equipe

Nesta manhã de quinta-feira (23) as vésperas do GP da Rússia, a Haas fez a confirmação formal da sua dupla de pilotos para 2021. A Haas mantém Mick Schumacher e Nikita para a temporada de 2022. Os estreantes estão em sua primeira temporada com a equipe americana, sendo preparados para um próximo ano onde vão se deparar com um novo regulamento.

A dupla foi formada no último ano, quando eles deixaram a Fórmula 2 ao final de 2020 para competir na categoria principal em 2021. Está temporada se resumiu a um ano de aprendizado, a Haas já sabia que não poderia oferecer muito aos seus jovens pilotos, onde deixaram claro que o foco não era este ano e sim a próxima temporada. Eles direcionaram os recursos do time para a construção do novo carro, visando uma temporada melhor quando os novos regulamentos serão introduzidos.

Durante a temporada Mazepin e Schumacher se encontraram várias vezes em pista, onde geraram alguns toques e até mesmo uma tensão entre eles.

“Sabíamos que queríamos dar continuidade em 2022 e estou feliz em confirmar exatamente isso com Mick Schumacher e Nikita Mazepin competindo pela Haas no próximo ano. 2021 proporcionou a ambos os pilotos a oportunidade de aprender sobre a Fórmula 1 e, como estreantes eles fizeram muito isso este ano. Com certeza foi uma temporada difícil com o pacote que tínhamos, mas ao mesmo tempo ambos abraçaram o desafio e trabalharam junto com a equipe para aprender nossos processos e se adaptar aos rigores de uma temporada de Fórmula 1, tanto interna quanto externamente. Agora, enquanto olhamos para a temporada de 2022, estamos confiantes de que podemos seguir em frente como uma equipe e dar a Mick e Nikita um pacote competitivo para dar o próximo passo em suas carreiras”, disse Guenther Steiner.

Mick Schumacher segue com a Haas por mais uma temporada – Foto: reprodução

Mick Schumacher, campeão da Fórmula 2 em 2020 é filho do heptacampeão mundial de Fórmula 1, Michael Schumacher. O piloto ressaltou a sua evolução e a oportunidade de correr na Fórmula 1.

“Estou vivendo um sonho fazendo parte do grid da Fórmula 1. O primeiro ano junto com a Haas F1 foi emocionante e instrutivo, e tenho certeza que posso trazer toda a experiência que ganhei para o próximo ano. Novos regulamentos técnicos, a ambição impressionante de toda a equipe Haas F1 e o apoio da Ferrari, claro que acredito que isso nos deixará mais próximos do pelotão intermediário em 2022 e poderemos lutar por pontos.”

“Estou ansioso para fazer parte de uma equipe que está cada vez mais forte e farei tudo o que puder para nos levar adiante. Por fim, gostaria de agradecer Academia de Pilotos da Ferrari pela confiança que continuam a me dar e pelo apoio que têm me dado ao longo dos anos”.

Nikita Mazepin completou: “Estou muito animado para o próximo ano, com o novo carro e simplesmente para ter a oportunidade com a Haas e crescer junto com eles. Acho que sairemos fortes no próximo ano.”

A Haas já começou a temporada com dificuldades, então já tínhamos ideia de que esse seria um ‘ano de passagem’ na Fórmula 1, o carro é basicamente o do ano passado, com as mudanças necessárias para se adaptar ao regulamento de 2021. Ao longo do ano o time precisou trocar os chassis dos pilotos, principalmente por conta de algumas batidas. A equipe atualmente é a única que não tem pontos, superada por Williams e Alfa Romeo.

Alguns esperavam que Mick Schumacher ocuparia o assento ao lado de Valtteri Bottas na Alfa Romeo, mas a Haas já tinha a perspectiva de manter a dupla.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados