AutomobilismoColunistaFórmula 1Post

GP DA CHINA – A FERRARI TAMBÉM TE DÁ ASAS

Antes do treino classificatório começar, os espectadores já esperavam ver duas flechas de prata e um cavalo negro dominando as três primeiras colocações para a largada do final de semana, porém Riccardo conseguiu quebrar essa barreira e ficou em segundo lugar. Quando as luzes verdes se acenderam, Nico Rosberg foi ultrapassado antes mesmo da primeira curva por Ricciardo, que assumiu a liderança da corrida, mas tivemos um contratempo na segunda volta, o pneu dele acabou estourando, ele caiu para 18° posição e deu inicio a uma corrida de reocupação, que não abalou a sua confiança, realizou diversas ultrapassagens e quando viu a bandeira quadriculada estava em quarto lugar.  

Na outra RBR, ocupada por Kvyat, que também teve um final de semana movimentado, despertou raiva em Sebastian Vettel, durante a largada ao ver sua aproximação rápida na parte de dentro da primeira curva, s e assustou e no reflexo de evitar uma colisão, tentou desviar o que gerou uma pancada no seu companheiro de equipe Kimi Raikkonen e o prejuízo de uma asa e uma parada nos box para fazer a troca da peça. Ao final da corrida o jovem russo chegou em terceiro lugar e ainda foi eleito com o voto popular o piloto do dia. 

A Ferrari previa um final de semana com bons resultados para os dois pilotos da escuderia, Raikkonen que largou em terceiro lugar tinha uma oportunidade muito grande mas viu o ”dia perfeito” esvair de suas mãos depois da colisão com o seu companheiro de equipe,  ao final da corrida Vettel soltou o verbo, dizendo que se não tivesse ido para esquerda, os três teriam deixado a prova, e Kvyat continuava respondendo ele com ironias. O fato é, com três corridas já concluídas no campeonato quem ocupa o terceiro lugar em pontuação é Ricciardo da RBR e não algum dos dois pilotos da Ferrari que eram os mais esperados para estarem ocupando esse lugar e ”ameaçando” as Mercedes. A unidade motriz quebrada do finlandês em Melbourne e a de Vettel em Bahrein então ocasionando um grande prejuízo para a Ferrari que esperavam grandes resultados com a SF16-H.  
Com a Williams de Massa esse final de semana tivemos uma apresentação de confiança, onde se defendia muita bom dos ataques de seus adversários, fazendo duas paradas e andando a maior parte do tempo com pneus médio, fez o sua segunda parada com 31 voltas e completou 25 voltas com o segundo composto médio, somando 22 pontos e em sexto lugar no mundial contra 7 pontos do seu companheiro de equipe.  
Rosberg continua na frente de seu companheiro de equipe, sendo praticamente inabalável, somando seis vitorias seguidas, enquanto Hamilton vem encontrado muitas predas no seu caminho, tendo que substituir o cambio no GP da China e com problemas no sistema de recuperação de energia de seu motor durante o treino classificatório, e com o histórico de duas largadas ruins na Austrália e no Bahrein, que o levaram a não conseguir resultados surpreendentes nesses dois GPs. Não teve culpa ao tocar com Nasr durante a largada, no incidente perdeu a asa dianteira, fazendo 5 pit stops, na tentativa de recuperação, cometeu erros chegando apenas em 7° lugar. 
Durante algumas voltas da corrida a McLaren de Fernando Alonso e Button conseguiram ficar entre os dez primeiros colocados, porém no final da corrida Alonso estava em 12° lugar, uma posição apenas a frente de seu companheiro de equipe, Button fez apenas o uso de pneus supermacios e médios, deixando os macios, que foram mais usados pela maioria dos pilotos. Não importa o esforço parece que eles se mantem sempre no mesmo lugar. 
 

<

p style=”text-align: left;”>A próxima etapa é o GP da Rússia no dia 1° de Maio, até lá unicórnios.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo