ColunistaCrônicasDestaquesFórmula 1Post

Crônicas Russas -Na reversal russa, o Vettel entregou a posição como outros grandes campeões sempre fazem

As ordens de equipe na Fórmula 1 fazem parte da sua história, muitas vezes utilizadas para beneficiar um dos pilotos, quando a equipe tem um propósito. Foi assim em 1978, a Lotus que detinha o melhor carro do grid, estabeleceu que faria Mario Andretti, campeão daquela temporada e assim escolheu Ronnie Peterson que se submeteu a não atacar o companheiro de equipe se tornando o seu fiel escudeiro. Os times às vezes demoram para escolher o primeiro piloto, o que dificulta nas decisões futuras.

Ronnie Peterson e Mario Andretti no GP da Holanda de 1978, estrategia da equipe deu certo e garantiu o ultimo título da equipe inglesa na F1 – Fonte: Reprodução!

É fácil abominar a categoria, com situações como o famoso GP da Áustria de 2001 quando pela primeira vez, Rubens Barrichello, precisou ceder a segunda posição para Michael Schumacher, na sexta corrida do campeonato. Mais tarde, em 2002, o mesmo voltou a acontecer, o brasileiro liderava a prova, mas recebeu uma ordem de equipe para dar a primeira posição ao alemão e assim na última volta, quase estacionando na pista e deixou ser ultrapassado. O momento foi narrado por Cleber Machado, “Hoje não! Hoje não!!! Hoje sim… Hoje sim???’’ e eternizado para sempre nas memorias dos fãs.

“Hoje não! Hoje não!!! Hoje sim… Hoje sim???’’ – Fonte: Reprodução

Após as ordens de equipe se suavizarem em 2018 a Mercedes determinou a inversão de Valtteri Bottas com Lewis Hamilton, para que o inglês ficasse com a primeira posição na pista, tentando defender o inglês dos ataques da Ferrari, que não existiram. Ao final da corrida as posições deveriam ser retomadas, pois Bottas havia conquistado a pole no sábado, mas o time alemão determinou que a prova terminaria daquela forma, para fazer com que Hamilton conquistasse sete pontos a mais, ampliando a vantagem no campeonato, sem chances o finlandês cruzou a linha de chegada na segunda posição

“Valtteri, it’s James.” – Fonte: Reprodução

E enquanto as pessoas discutem se é certo ou errado, a cada GP, nova “instruções’’ são passadas pelo rádio ou estabelecidas nos boxes, a novela se repete de diferentes formas, lembram do Multi 21…? Corrida da Malásia de 2013, onde Sebastian Vettel deveria ter permanecido atrás de Mark Webber, pois a equipe queria evitar algum dano se os pilotos batalhassem, mas restando 11 voltas para o final Vettel desacatou o time e realizou a ultrapassagem vencendo a prova. Somem ai mais um pódio com cara de poucos amigos, assim como na corrida russa.

“Multi 21 Seb, multi 21”, – Fonte: Reprodução

Se o carro da Ferrari não tivesse quebrado na Rússia, certamente a comemoração final não seria das mais agradáveis, mas a competição é isso, além de disputar com os companheiros de equipe é fato que os pilotos querem o melhor para si, independente do que os times acham mais adequado existe o conflito interno de qual papel eles querem defender na pista.

Em 2015 no GP de Singapura, Max Verstappen foi aplaudido por se negar ceder a posição para Carlos Sainz, quando estavam juntos na Toro Rosso… Se a situação de combinado nos boxes, neste final de semana não tivesse vindo a público, certamente teríamos os fãs de Vettel, em embate com os de Leclerc, discutindo sobre qual conduta seria a mais adequada.

Verstappen e o famoso do teimoso – Fonte: Reprodução

Em várias situações de escolhas é normal ver o outro lado reclamando ao se sentir injustiçado e mais uma vez lembro, está não será a última vez, fatos novos acontecem, mas alguns são uma repetição do passado, ainda que não planejado. O atrativo destas discussões fáceis de presenciar se dão pelos rádios dos pilotos que são gravados no calor do momento, porque no paddock os baldes de água fria às vezes o esperam. Os rádios só ajudam na construção dos personagens…

Independente da temporada, vamos ter o piloto reclamão, o injustiçado, o cheio de problemas e aquele que não parece muito adequado ao papel que realiza… mas a única certeza que temos é que vamos ter mais uma temporada, podendo o elenco se renovar ou não, mas para a cativação do show, ainda que o plot principal seja a corrida, é nas discussões humanas que muitos se identificam.

[powerpress_subscribe]

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados