Classificação Baku – Com final movimentado, Bottas fatura Pole pela Mercedes e Leclerc como favorito bate

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A classificação em Baku não podia deixar as adversidades de lado, portanto a pole que tinha cara de Ferrari, foi faturada pela Mercedes, com Valtteri Bottas registrando 1:40:495, depois do cronômetro ter zerado. O finlandês tomou a ponta que até aquele momento era de Lewis Hamilton. 

Sebastian Vettel ficou como representante da Ferrari no Q3, pois Charles Leclerc que já havia estabelecido a sua marca, garantindo a sua passagem para a fase seguinte, bateu no muro de contenção. O alemão chegou perto de conquistar a segunda posição, mas Hamilton mesmo após ter cometido um erro, surpreendeu ao se colocar a 0s059 do companheiro de equipe.

Max Verstappen fechou na quarta posição, seguido por Sergio Pérez da Racing Point.

A prova de classificação durou mais que o habitual, por conta das duas bandeiras vermelhas provocadas por Robert Kubica da Williams e Charles Leclerc, em batidas que ocorreram no mesmo ponto.

A Fórmula 1 retorna amanhã às 9h10, pelo horário de Brasília, em prova que promete fortes emoções.

lll Saiba como foi a Classificação

A temperatura na pista havia caído para 37°C, com 17° no ambiente e 68% de umidade.

Assim que a regressiva do Q1 se iniciou, os pilotos não perderam tempo e deram início a classificação, todos apostando nos pneus supermacios (faixa vermelha).

George Russell inaugurava a tabela de tempos com 1:47:604, mas era facilmente superado, Bottas assumia a liderança com 1:42:430, seguido por Leclerc com 1:42:652. Raikkonen era visto em terceiro com 1:43:415. Lewis Hamilton cometeu um erro na sua primeira volta, perdendo o ponto de frenagem e utilizando a área de escape para retornar a pista.

Sérgio Perez conseguia superar o finlandês da Alfa Romeo ao anotar 1:43:415, enquanto Sebastian Vettel e a dupla da Red Bull estavam fechando as suas primeiras voltas cronometradas.

O alemão da Ferrari fechou com 1:42:348, enquanto Hamilton com 1:43:497, começava a perder espaço na tabela de tempos.

Restando dez minutos para o término da sessão, as posições eram: Leclerc, Bottas, Vettel, Giovinazzi, Albon, Gasly, Kvyat, Raikkonen, Magnussen e Pérez.

O monegasco liderava com 1:41:426, enquanto o inglês era visto em décimo quinto. Na zona de corte, Grosjean, Stroll, Russell, Kubica e Hulkenberg. O canadense da Racing Point tinha dado um ”beijo” no muro e retornava aos boxes e Stroll teve a asa dianteira danificada.

https://twitter.com/F1/status/1122125619888906240

No quinto giro do pneu, Hamilton subia para a terceira posição com 1:42:348. Grande parte dos pilotos havia retornado aos boxes, trocando os compostos para mais uma tentativa de voltas rápidas.

Pierre Gasly mesmo tendo que cumprir punição, passava a liderar o Q1, com 1:41:335. Hamilton continuava melhorando e tinha 1:41:614. Aos poucos outros pilotos deixavam os boxes, para aproveitar os últimos 3 minutos.

Com o encerramento da primeira parte da sessão, Ricciardo se livrou da zona de corte e ficou com a décima quinta posição ao anotar 1:42:486, enquanto Robert Kubica acabava batendo na subida do castelo, entre as curvas 8 e 9. O polonês acabou passou muito próximo do muro e tocou do lado esquerdo, desestabilizando o carro e não conseguiu concluir a virada.

A pista precisou ser limpa e por conta disso atrasava o início do Q2.

https://twitter.com/F1/status/1122128556040052736

lll Eliminados

16) Lance Stroll 1:42:630

17)  Romain Grosjean 1:43:407

18) Nico Hulkenberg 1:43:427

19) George Russell 1:45:062

20) Robert Kubica 1:45:455

https://twitter.com/F1/status/1122131144546377728

lll Q2

A sessão demorou para ser restabelecida, por conta da barreira de contenção que fora danificada e a pista que teve necessidade de ser limpa. As 10:50 pelo horário de Brasília os carros foram liberados para dar continuarem a classificação.

https://twitter.com/F1/status/1122136374398935040

Charles Leclerc e Sebastian Vettel eram os únicos pilotos que apostavam nos compostos macios (faixa amarela), para estenderem a sua parada no domingo, todos os outros do grid estavam com os supermacios, trabalhando em uma outra estratégia. Max Verstappen roubou a ponta de Valtteri Bottas ao anotar 1:41:388 e superava o finlandês por 0s134.

Lewis Hamilton estava em terceiro, seguido por Pérez com a Racing Point. Leclerc era visto em quinto, mas Vettel ficava apenas com a décima primeira posição em sua primeira tentativa.

Mais uma bandeira vermelha foi estabelecida, restando pouco mais de sete minutos para o término da sessão. Charles Leclerc que havia surpreendido no TL3, acabou batendo no mesmo ponto que Robert Kubica. No entanto o monegasco tinha um acidente diferente, pois acabou travando as rodas dianteiras ao perder o ponto de frenagem. O jovem piloto da Ferrari estava na quinta posição no momento do acidente.

https://twitter.com/F1/status/1122139414262624256

Sebastian Vettel, instantes antes havia dado uma carimbada no muro, como o polonês, mas conseguia livrar a traseira do carro.

Antes da paralisação as posições eram: Verstappen, Bottas, Hamilton, Pérez, Leclerc, Raikkonen, Kvyat, Sainz, Norris e Magnussen.

Na zona de corte: Albon, Vettel, Ricciardo, Giovinazzi e Gasly. O alemão da Ferrari por conta dos pneus macios, não conseguiu encaixar uma boa volta com os compostos e era ameaçado. Giovinazzi que também foi punido neste final de semana, seguia lutando por uma posição melhor, para não ocupar o último lugar do grid.

O acidente de Robert Kubica e Charles Leclerc podem render uma punição mais rigorosa, dependendo das modificações que forem realizadas nos carros destes dois pilotos, por conta do sistema de parque fechado. 

A pista foi liberada às 11:24 pelo horário de Brasília e rapidamente os pilotos retornavam para o novo stint de voltas rápidas. Vettel deixava os boxes com os pneus supermacios instalados.

Sebastian Vettel conseguia deixar a zona de corte e subia para a sétima posição, mas permaneceu na pista para mais um giro. Ricciardo melhorava a marca, mas ficava apenas em décimo primeiro lugar.

Com o cronômetro zerado, Vettel subiu para a quinta posição. Antonio Giovinazzi obteve o décimo lugar com 1:42:381, garantindo a participação no Q3. No entanto era a primeira vez no ano que nenhum dos dois carros da Haas conseguiram chegar a última fase. Carlos Sainz era empurrado para décimo primeiro, acompanhado pelo australiano da Renault.

lll Eliminados

11) Carlos Sainz 1:42:398

12) Daniel Ricciardo 1:42:477

13) Alexander Albon 1:42:494

14) Kevin Magnussen 1:42:699

15) Pierre Gasly – Sem Tempo e com punição

https://twitter.com/F1/status/1122147426490515458

lll Q3

https://twitter.com/F1/status/1122148923794173952

Mesmo com a pista liberada, os pilotos optaram por permanecer um pouco mais nos boxes. Kvyat fora o único a não dar início a última atividade tendo apenas um jogo de supermacios para tentar uma posição melhor na largada.

Verstappen foi o primeiro tempo de referência, anotando 1:41:447. Pouco depois Hamilton registrava 1:40:703, seguido por Vettel com 1:41:124. Bottas foi empurrado para o terceiro lugar com 1:41:172. Pérez aparecia em décimo quinto, seguido por Norris e Giovinazzi. Kimi Raikkonen era visto em oitavo com 1:45:310.

Verstappen que permaneceu na pista, conseguindo melhorar para 1:41:069, saltando para a segunda posição, mas perdendo a chance de dar mais uma volta com pneus novos no circuito.

Daniil Kvyat foi liberado com pouco mais de três minutos e em sua primeira volta cronometrada no Q3, assumia a sexta posição.

Os outros pilotos se juntaram ao russo, com pouco mais de dois minutos. Valtteri Bottas tomou a ponta de Lewis Hamilton ao anotar 1:40:495. Sebastian Vettel ficou com a terceira posição ao anotar 1:40:797.

https://twitter.com/F1/status/1122152650315841536

Verstappen amanhã vai largar do quarto lugar, seguido por Pérez, Kvyat e Norris. Antonio Giovinazzi vai cumprir a sua punição, mas com referência ao oitavo lugar. Raikkonen ganhou uma posição, mas fechou o sábado em nono.

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.