TL3 Azerbaijão – Leclerc se mantém na ponta, em domínio da Ferrari

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Repetindo o feito da sexta-feira (26), Charles Leclerc ocupou mais uma vez a ponta da tabela de tempos, ao anotar 1:41:604, com os pneus supermacios. A equipe italiana demostra ter uma vantagem confortável sobre a Mercedes que ficou com a quarta e quinta posições, ocupadas por Valtteri Bottas e Lewis Hamilton, respectivamente.

Quando o monegasco elevou o desafio, Sebastian Vettel parecia que ficaria atrás até mesmo de Max Verstappen, mas conseguiu evoluir e registrar 1:41:802. O holandês estão estabeleceu a separação entre Ferrari e Mercedes.

A atividade foi intensa como o TL2, por conta da primeira sessão que não pode ter continuidade depois do incidente de George Russell com o bueiro. Desta vez não tivemos paralisação, mas alguns pilotos naturalmente utilizaram as áreas de espace por perderem os pontos de freada.

A Fórmula 1, retorna às 10h pelo horário de Brasília para a realização da sessão classificatória.

lll Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

A temperatura na pista começou elevada, na casa dos 43°C, no ambiente estava em 16°C. A umidade também estava elevada, em 70%.

Assim que tivemos a liberação dos boxes, Carlos Sainz já estava alinhado no pit-lane e puxava a fila que havia se formado. Os pilotos primeiramente investiram na volta de instalação.

Pierre Gasly foi o primeiro a abrir a tabela de tempos, anotando 1:49:815, com quase 10 minutos de sessão já realizada. Robert Kubica aparecia na segunda posição com 1:49:832, mas os tempos estavam extremamente altos, se comparados ao TL2 e ambos estavam com os compostos supermacios (faixa vermelha) instalados.

Valtteri Bottas, não demorou para tomar a liderança e logo reduzir a primeira marca que tinha obtido e anotava 1:45:179 e Lewis Hamilton ocupava o segundo lugar com 1:46:959. A dupla da Mercedes estava utilizando os pneus macios (faixa amarela).

A Ferrari não demorou para liberar a sua dupla, Charles Leclerc imprimiu um ritmo forte, mas também contava com o auxílio dos pneus supermacios e anotava 1:44:352, com Sebastian Vettel próximo ao companheiro de equipe, com 1:44:500.

Alternando entre voltas rápidas e outras mais lentas, Hamilton deu o troco pouco depois anotando 1:43:929. Outros pilotos já apareciam na tabela de tempos e do quinto para trás, as posições eram: Norris, Albon, Pérez, Giovinazzi, Stroll e Hulkenberg.

Passados 20 minutos da sessão, as posições seguiam se alternando rapidamente, Leclerc e Hamilton brigavam pelas primeiras posições mesmo com os pneus já desgastados e de diferentes desempenhos. Raikkonen repetia essa briga com Lando Norris e Alexander Albon na quarta posição.

Os pilotos continuavam utilizando a área de escape para evitar acidentes no circuito de Baku, quando perdiam o ponto de freada.

Com meia hora de sessão realizada, Ferrari e Mercedes já haviam se encaminhado para os boxes em uma pausa mais longa, Leclerc liderava com 1:42:638, Vettel tinha 1:42:951, contra o 1:43:259 de Hamilton.

As posições eram: Leclerc, Vettel, Hamilton, Albon, Verstappen, Kvyat, Sainz, Bottas, Pérez e Raikkonen.

O silêncio na pista foi quebrado, quando restava 20 minutos para o final, Bottas e Hamilton foram liberados para utilizar os compostos supermacios e dar início a um novo stint de voltas rápidas.

O finlandês da Mercedes que era o oitavo, conseguia subir para a quarta posição ao anotar 1:43:233, enquanto Hamilton era o terceiro colocado com 1:43:176. Pierre Gasly que ficou boa parte da sessão nos boxes, sendo liberado com 15 minutos para dar os seus primeiros giros no TL3, dava prioridade para a simulação de corrida já que tem uma punição a cumprir. O francês teve a caixa de câmbio trocada e não perde cinco posições por ter ter uma punição estabelecida na sexta.

Leclerc melhorava a sua marca para 1:42:638 e era seguido por Verstappen com 1:42:852. Vettel foi empurado para a terceira posição com 1:42:951. Hamilton retornava à quarta posição com Bottas.

O monegasco dava um show pouco depois, ao anotar 1:41:604, superando o holandês por 1s248, enquanto Hamilton e Vettel utilizavam a área de escape por perderem o ponto de frenagem.

Todos os pilotos estavam dando voltas rápidas, Vettel superava Verstappen com 1:41:802, enquanto o holandês permanecia com a sua marca a três minutos para o final do TL3.

Com o cronometro zerado, era possível ver Verstappen a frente dos carros da Mercedes, onde Bottas havia se posicionado melhor que companheiro de equipe. Magnussen melhorou a sua marca se tornando o sétimo colocado, assim como Albon em oitavo, Raikkonen fora superado mais ficou com a décima posição.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.