ColunistasFórmula 1Post

Verstappen vence GP de Abu Dhabi mesmo realizando mais paradas

Max Verstappen e Lewis Hamilton chegaram em Abu Dhabi para disputar o título da temporada 2021, como sempre os pneus tiveram um papel muito importante no capítulo que marcou o desfecho deste ano.

A prova em Abu Dhabi costuma ser realizada em apenas uma parada, os desgastes dos pneus não são tão acentuados, mas o desempenho dos compostos depende muito da forma como cada piloto guia e o próprio consumo de pneus que cada carro tem.

A Mercedes passou o fim de semana avaliando principalmente os pneus médios e duros, pois o seu carro tem uma performance melhor com eles, além disso, o carro de 2021 tinha muitos problemas com a questão do superaquecimento dos compostos traseiros. A Red Bull por outro lado, consegui trabalhar de forma melhor com os pneus macios, pois a sua questão estava ligada a atingir a temperatura ideal, e com eles, o time austríaco conseguia.

LEIA MAIS: Safety Car muda rumo da corrida e Verstappen conquista 1º título mundial na F1

Lewis Hamilton fez uma excelente largada, começando a corrida com os pneus médios, por assumir a liderança a Mercedes ficou atenta para responder as paradas feitas por Max Verstappen. A primeira do holandês ocorreu na volta 13, pois ele tinha optado por largar com os pneus macios, a Mercedes respondeu na volta seguinte.

A prova seguiu e o Virtual Safety Car foi surgir na volta 36, fazendo Verstappen parar uma segunda vez, trocando os pneus duros, por outro jogo de compostos de faixa branca novos. A questão é que não havia um certo ou errado para a Mercedes, mas sim a forma como os rivais reagiriam. Se Hamilton fizesse uma parada adicional no VSC, provavelmente Verstappen não pararia e o inglês teria que fazer uma corrida, tentando reduzir a distância para o holandês.

Independente de qual fosse a escolha, o outro piloto teria que fazer a estratégia oposta para tentar um resultado diferente. Afinal, os dois líderes do campeonato chegaram empatados na rodada final.

A questão que quando Hamilton não parou uma segunda vez, a Red Bull optou por instalar outro jogo de pneus, dando para Verstappen não apenas a chance do seu piloto tentar atacar o inglês, mas se um Safety Car pintasse, o piloto teria pneus mais novos que o rival.

Se aproximando do final da corrida, Hamilton ainda liderava a prova em uma distância confortável, mas Nicholas Larifi bateu na volta 53 e ativou a entrada do Safety Car para a remoção do carro. A Red Bull teve a reação de chamar Verstappen mais uma vez para os boxes e instalar os pneus macios. No momento que o incidente aconteceu, os líderes da prova estavam dando uma volta em alguns pilotos.

LEIA MAIS: FIA rejeita protestos da Mercedes, mas equipe vai apelar sobre decisão dos comissários

A pista demorou para ser limpa, parecia que a corrida não seria reestabelecida até o final, mas optaram por fazer uma volta sem o Safety Car. Como o pneu de Hamilton era mais velho, Verstappen fez a ultrapassagem. Sobre a questão do momento da saída do Safety Car, a Mercedes está discutindo a forma como a regra foi usada.

Os pneus da rodada

Estratégia adotada por cada time em Abu Dhabi – Foto: reprodução Pirelli

C3 (Duro – Faixa Branca): foi o pneu que todo o grid resolveu contar em sua estratégia, justamente por oferecer mais durabilidade e possibilitar os pilotos de concluir a corrida com apenas uma parada. Verstappen estabeleceu a volta mais rápida com o uso do pneu duro. Nas paradas realizadas pelo holandês, o piloto instalou os pneus duros novos, enquanto Hamilton trabalhou a sua estratégia com pneus duros usados.

C4 (Médios – Faixa Amarela): era um pneu mais durável para ajudar aqueles pilotos que optariam por alongar o primeiro stint. A realidade era que os pilotos conseguiram completar mais de 20 voltas com esse pneu e realmente alguns pilotos fizeram. A dupla da Mercedes optou por eles para fazer a largada, para Hamilton funcionou, o piloto conseguiu assumir a liderança da corrida e estabelecer uma distância para Verstappen.

C5 (Macio – Faixa Vermelha): quando se pensa em aderência e facilidade para chegar na temperatura ideal, os pneus macios são ideias, entretanto, a sua durabilidade é menor. No momento que a corrida tem início em Abu Dhabi, as temperaturas estão mais elevadas, portanto para carros que tem problema com o superaquecimento, eles não são ideias. A Red Bull observou que conseguiria operar esse pneu em uma boa janela, portanto em sua estratégia, eles não fizeram a utilização do pneu médio nenhuma vez.

Verstappen venceu a corrida fazendo quatro paradas.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!