GP do Canadá – Vettel cruza linha de chegada na dianteira, mas com punição, Hamilton fica com a vitória

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Ficou claro que o final de semana foi da Ferrari, a escuderia italiana liderou dois treinos livres, além de conquistar a pole com Sebastian Vettel. Neste domingo (09) não foi diferente, o alemão manteve a ponta na largada e até cruzou a linha de chegada na primeira posição, mas uma punição colocou tudo a perder.

Durante a volta 48, Vettel escapou nas curvas 3 e 4, e após análises da FIA, a punição de cinco segundos foi dada. Como não teve mais nenhuma parada por parte do líder, o tempo foi acrescido a sua volta final e com isso Vettel perdeu a primeira posição para Lewis Hamilton.

Desta forma Hamilton só precisou seguir o curso natural e deixar de forçar o carro, como estava realizando antes da punição sair.

Charles Leclerc também foi ao pódio, com o terceiro lugar. O monegasco teve um dia calmo, não ameaçou os líderes e não correu o risco de perder a terceira posição. Disputou ainda a melhor volta da pista e só perdeu ela, porque Valtteir Bottas instalou pneus macios nas últimas voltas.

Ainda na zona de ponto, com um bom destaque, vimos os dois carros da Renault, Daniel Ricciardo defendendo a sexta posição, seguido de Nico Hulkenberg. Pierre Gasly mesmo largando na frente do companheiro de equipe, não teve um bom desempenho e terminou em oitavo. Lance Stroll levou a Racing Point para a nona posição com Daniil Kvyat da Toro Rosso, fechando o Top-10.

Apenas Alexander Albon e Lando Norris não concluíram a prova.

A Fórmula 1 retorna no dia 21 para a realização do primeiro treino livre para o Grande Prêmio da França.

lll Saiba como foi a Corrida

Carlos Sainz foi punido com a perda de três posições no grid de largada, por ter atrapalhado Alexander Albon, durante a classificação. Com isso o piloto da McLaren largou da décima segunda posição.

Kevin Magnussen largou do pit-lane depois da Haas mexer em seu carro, no sistema de parque fechado, em decorrência da batida na sessão classificatória.

No carro de Hamilton era identificado um problema hidráulico nos freios.

Momentos antes da largada, a temperatura na pista estava na casa dos 52°C, com 29°C no ambiente.

 

Volta 1: Sebastian Vettel conseguia manter a ponta, com Hamilton na segunda posição, disputando espaço com Charles Leclerc. Daniel Riccirdo conseguia se manter em quarto, seguido por Pierre Gasly e Nico Hulkenberg. Valtteri Bottas caia para a sétima posição. Atrás Giovinazzi caia para a décimo terceiro, após ser ultrapassado por Sergio Pérez.

 

Albon fora prejudicado em toque com Pérez e o italiano da Alfa Romeo, com isso danificava a asa dianteira e seguia para os boxes logo após a primeira volta para trocar a asa dianteira. Desta forma o tailandês retornava de pneus duros.

Grosjean tinha um pedaço do carro de Albon preso na sua Haas e precisava retirar ele com a mão. Com isso o francês espalhava e acabava por cortar a pista e utilizar a área de escape para retornar.

 

Volta 4: Carlos Sainz seguia para os boxes, abandonando os pneus macios e passando a utilizar os compostos duros.

Volta 5, as posições eram: Vettel, Hamilton, Leclerc, Ricciardo, Gasly, Hulkenberg, Bottas, Norris, Verstappen e Kvyat.

Volta 6: Ao final dela, Verstappen conseguia realizar a ultrapassagem em Norris, assumindo a oitava posição. No começo o inglês estava com um bom rendimento, conseguindo render mais na reta da largada do que o carro do holandês, mas com o passar da prova e aliado com os compostos que eram diferentes, Verstappen se saia melhor na disputa.

Volta 8: Era a vez de Pierre Gasly trocar os pneus, também optando pela utilização dos compostos duros. O piloto da Red Bull retornava em décimo terceiro.

Volta 9: Os pilotos que tinham os pneus macios, iniciavam as suas trocas. Daniel Ricciardo era mais um piloto a instalar os pneus duros. Enquanto isso Lando Norris quebrava a suspensão traseira esquerda e parava na saída dos boxes, provocando uma bandeira amarela generalizada no circuito.

 

Volta 12: A pista era liberada para ultrapassagens.

Era a vez de Pérez seguir aos boxes, também optando pelos pneus duros.

Volta 13: O setor 1 ficava em regime de bandeira amarela.

Volta 15, as posições eram: Vettel, Hamilton, Leclerc, Hulkenberg, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Stroll, Gasly e Giovinazzi. Do primeiro ao sexto, ninguém havia trocado os pneus. Stroll e Giovinazzi estavam na mesma situação.

Volta 17: Nico Hulkenberg trocava os pneus e optava pela utilização dos duros. Na ponta Vettel abria mais de dois segundos de vantagem para Hamilton e este tinha 4s de vantagem para Leclerc.

Hamilton fritava os compostos dianteiros, mas por estar com os pneus médios, precisava permanecer por mais algumas voltas na pista.

Volta 22: Leclerc seguia com a melhor volta na pista, após melhorar para 1:16:515.

Volta 24: Hulkenberg reclamava do câmbio e acreditava em uma possível quebra do carro. O alemão da Renault estava em sétimo.

Volta 27: Sebastian Vettel seguia para os boxes, retornando de pneus médios, na terceira posição. A distância entre ele e Hamilton havia caído antes do alemão ser chamado para a troca.

 

Volta 29: Era a vez de Lewis Hamilton realizar a parada, retornando atrás de Vettel, com mais de quatro segundos atrás do adversário. Charles Leclerc se tornava o líder.

 

Volta 31: Giovinazzi acabava rodando sozinho.

 

Valtteri Bottas tinha um pequeno problema com a troca do pneu traseiro esquerdo. O finlandês passava a ser o sexto colocado.

Volta 34: Charles Leclerc retornava de pneus duros, atrás de Max Verstappen que ainda não havia realizado a parada. O monegasco passava a ser o quarto colocado.

Volta 37: Bottas tentava chegar a quinta posição, se aproximando de Daniel Ricciardo para concluir a ultrapassagem. O australiano tinha conseguido evitar a investida, pois tinha um carro da Williams a sua frente no ponto de detecção do DRS.

Volta 38: Ao final dela, o finlandês conseguia concluir a ultrapassagem e assumir a quinta posição.

Volta 39: Hamilton já andava abaixo de um segundo, conseguindo utilizar o DRS para se aproximar do alemão.

Volta 41: O inglês cometia um erro e a distância entre ele o alemão, voltavam a aumentar. 

 

 

Volta 44: Valtteri Bottas anotava 1:15:046, se tornando a volta mais rápida da corrida.

Volta 45, as posições eram: Vettel, Hamilton, Leclerc, Verstappen, Bottas, Ricciardo, Hulkenberg, Stroll, Gasly e Sainz. Apenas o holandês da Red Bull e canadense da Racing Point não haviam realizado nenhuma troca de pneus.

Volta 46: Stroll seguia para os boxes e retornava na décima primeira posição.

Volta 48: Sebastian Vettel perdia a traseira da Ferrari e Hamilton se aproximava mais.Com isso o movimento passava a ser investigado pelos comissários de prova.

 

Volta 49: Finalmente Max Verstappen trocava os pneus e retornava em sétimo com um jogo de pneus médios, estratégia diferente do que todos que estavam na sua frente tinham.

Volta 52, as posições eram: Vettel, Hamilton, Leclerc, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Hulkenberg, Gasly, Sainz e Stroll.

Volta 53: Vettel conseguia a melhor volta, com 1:14:903.

Volta 54: A volta rápida ficava se alternando e Bottas conseguia melhorar para 1:14:895.

Volta 56: Vettel seguia na liderança, ampliando a diferença para Hamilton, que começava a ficar próxima dos dois segundos. Leclerc na terceira posição, rodava praticamente sozinho.

Volta 58: A punição para o alemão saia e cinco segundos seriam acrescidos ao seu tempo, ao final da prova. Com o andamento da corrida Vettel perderia a primeira posição para Hamilton.

Volta 60: Kimi Raikkonen realizava mais uma troca de pneus e de décimo terceiro, passava a ser o décimo quinto.

Volta 64: Charles Leclerc detinha a melhor volta com 1:14:356.

Volta 65: Valtteri Bottas seguia para os boxes, como tinha uma boa distância para Verstappen a Mercedes tentaria a melhor volta da prova.

Volta 68: Lance Stroll ultrapassava Carlos Sainz para se tornar o nono colocado. O piloto da McLaren ainda perdia a posição para Daniil Kvyat.

Volta 70: Sebastian Vettel cruzou a linha de chegada na ponta, mas com a punição se tornava o segundo colocado. Hamilton desta forma ficava com a vitória e Leclerc fechava o pódio na terceira posição.

 

 

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below


Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!