TL1 Canadá – Mercedes começa sexta-feira com dobradinha, comandada por Lewis Hamilton

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Mercedes deu início ao final de semana, nesta sexta-feira (07), já na liderança, com Lewis Hamilton ocupando a primeira posição, após anotar 1:12:767. Valtteri Bottas companheiro do inglês figurou em alguns momentos na ponta, mas terminou a sessão separado por 0s147. A equipe alemã ainda conseguiu o feito de cravar uma volta igualzinha no decorrer do treino livre.

Charles Leclerc foi o terceiro com a Ferrari, conseguindo superar Max Verstappen com a Red Bull. Logo em seguida, Sebastian Vettel era visto em quinto, em uma sessão bem discreta.

Kimi Raikkonen ficou com a sexta posição, levantando as esperanças da Alfa Romeo, após uma péssima corrida em Mônaco da equipe. No entanto Antonio Giovinazzi deixou trabalho para os mecânicos, pois bateu o e danificou a roda e suspensão traseira do carro #99. O italiano vinha em uma boa performance na sessão e no momento da batida era o sexto colocado.

Carlos Sainz defendeu a McLaren na sétima posição, acompanhado por Daniel Ricciardo da Renault. Sergio Pérez tenta demonstrar que a pista de Montreal é favorável para a Racing Point, concluindo a sessão em nono. Kevin Magnussen foi o décimo com a Haas.

A Fórmula 1 retorna às 15h pelo horário de Brasília para a realização do segundo treino livre.

lll Saiba o que aconteceu no Primeiro Treino Livre

A Mercedes confirmou a atualização do motor para está prova, a equipe acreditava estar em desvantagem por conta do circuito que exige mais velocidade.

Na pista a temperatura estava na casa dos 17°C, com 26°C no ambiente.

 

Carlos Sainz foi o primeiro a deixar os boxes e dar início ao primeiro treino livre. O espanhol foi acompanhado por Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo e Kevin Magnussen da Haas, que realizavam a volta de instalação.

Lando Norris abriu a tabela de tempos ao anotar 1:23:598, com os pneus duros, mas logo após aferir a primeira marca, retornou aos boxes.

Max Verstappen era visto com o flow-vis espalhado em algumas áreas do lado direito do carro. Como de costume é normal as equipes realizarem alguns testes aerodinâmicos neste primeiro momento, dito isso Sainz deixava os boxes mais uma vez com grades de aferição, instaladas na dianteira do carro.

Nicholas Latifi, piloto da F2 estava a bordo da Williams, no lugar de Robert Kubica e logo o canadense foi liberado para realizar as suas primeiras voltas, anotando 1:19:311 de pneus médios.

Após alguns giros, Latifi conseguiu melhorar a sua volta, anotando 1:18:347, mas logo depois Sainz conseguia superar este tempo de referência, ao anotar 1:17:769. Vinte minutos de sessão já havia se passado e aos poucos o circuito começava a ficar movimentado.

Os pilotos cometiam alguns erros, extravasando os limites de pista ou tentando encontrar o melhor ponto para realizar algumas curvas.

Max Verstappen ao ser liberado, logo tomou a primeira posição anotando 1:15:998 e era seguido por Raikkonen com 1:16:806, mas Carlos Sainz seguia na disputa pela ponta da tabela de tempos. Enquanto isso a dupla da Mercedes seguia nos boxes.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Bottas, Verstappen, Hamilton, Sainz, Pérez, Leclerc, Raikkonen, Vettel, Albon e Kvyat. Na primeira volta de Bottas o tempo era de 1:14:160.

Os tempos melhoravam rapidamente e Bottas anotava 1:13:495, assim como Hamilton que tinha exatamente a mesma marca e eram os primeiros pilotos a andar na casa de 1s13. Ambos utilizavam os compostos macios. A dupla da Ferrari, era vista em quinto com Leclerc e Vettel em oitavo de pneus médios.

Após quarenta minutos, os carros retornavam aos boxes para a devolução dos primeiros compostos usados. As posições eram: Bottas, Hamilton, Verstappen, Pérez, Satroll, Ricciardo, Leclerc, Hulkenberg, Vettel e Norris.

Restando quarenta minutos para o término da sessão, Pierre Gasly retornava a pista, o piloto da Red Bull que estava em décimo sexto, retornava de compostos médios e conseguia avançar para a décima terceira posição.

De pneus médios, Bottas conseguia melhorar a sua volta e andar na casa de 1s12, após anotar 1:12:914, mesmo cometendo um erro no segundo setor. Logo depois Hamilton superava o tempo do companheiro de equipe, ao anotar 1:12:767. Giovinazzi era visto na quarta posição com 1:14:582 ao superar Grosjean.

O italiano da Alfa Romeo acabou provocando uma bandeira amarela na curva 9, ao perder o ponto da curva. Com isso Giovinazzi rodou e danificou a suspensão do lado esquerdo. O trator precisou entrar na pista para a remoção do carro que ficou fora de condição para o piloto retornar com ele aos boxes.

https://twitter.com/F1/status/1137011736844918784

A pista rapidamente foi liberada e com isso os pilotos deram seguimento as suas voltas rápidas.

Restando pouco mais de 20 minutos, as posições eram: Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Raikkonen, Sainz, Vettel, Ricciardo, Magnussen e Pérez.

Os últimos minutos foram utilizados para algumas voltas em simulação de corrida. 

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!