TL2 Hungria – Pierre Gasly lidera dobradinha da Red Bull, em sessão acometida pela chuva e pouca movimentação na pista

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A segunda sessão de treinos livres, realizada (2) hoje na Hungria, ficou comprometida pela chuva, desde a liberação dos boxes, uma garoa fina tomou conta de alguns trechos do circuito, mas os pilotos ainda conseguiram utilizar os pneus de pista seca por alguns minutos. Pierre Gasly assumiu a ponta com 1:17:854, superando Max Verstappen e a dupla da Mercedes.

O holandês, como segundo colocado, ficou separado do francês por apenas 0s055 e Lewis Hamilton na terceira posição tinha 1:17:995, 0s141 de Gasly. Valtteri Bottas fechou na quarta colocação, após vir de um TL1 com problemas no motor que precisou ser trocado. Daniel Ricciardo da Renault terminou em quinto, praticamente um intruso naquelas posições.

Kimi Raikkonen terminou a sessão em sexto com a Alfa Romeo, anotando 1:18:682, Charles Leclerc apareceu com a Ferrari em sétimo, acompanhado por Nico Hulkenberg em oitavo. Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo, com Daniil Kvyat da Toro Rosso completaram o top-10. Sebastian Vettel foi o décimo terceiro colocado, os pilotos não forçaram o carro, mesmo com a pista ainda em boas condições. 

Os pilotos não conseguiram executar as voltas em modo de simulação de corrida, por conta da garoa. Após quarenta minutos de sessão, não existia um pneu adequado para as condições de pista, pois ela não estava completamente molhada e também não tinha bons trechos secos possibilitando o uso dos pneus slick.

Várias escapadas de pista, foram presenciadas, no entanto apenas Alexander Albon perdeu o carro na última curva do circuito, em sua primeira volta. Com medo de arriscar, os times preferiram esperar pela chuva mais forte, para liberar os seus pilotos para mais algumas voltas, ainda pensando em uma forma de não degradar os pneus que podem ser usados para a classificação.

A Fórmula 1 retorna amanha às 7h, pelo horário de Brasília, para a realização do terceiro treino livre.

lll Saiba como foi o Segundo Treino Livre na Hungria

A temperatura na pista estava na casa dos 32°C, com 24°C no ambiente. A chuva retornava ao circuito e molhava alguns trechos da pista.

Valterri Bottas após sofrer problemas com o motor no TL1 e ficar a sessão inteira parado nos boxes, logo foi liberado pela equipe no início do TL2. A Mercedes voltou a utilizar o motor do GP da Alemanha. Rapidamente Bottas anotou 1:19:416, em seu primeiro giro cronometrado.

Com apenas cinco minutos de sessão, Alexander Albon, acabou extravasando os limites de pista na última curva antes da reta dos boxes e bateu com o carro da Toro Rosso ao perder a traseira. A pista foi lima, o carro removido e com cerca de 4 minutos o pit-lane foi liberado

Antes da batida de Albon, Kimi Raikkonen era o líder com 1:19:174, seguido por Gasly com 1:19:233 e Bottas.

Com a chuva aumentando, a atividade se intensificou, Bottas melhorou a sua marca para 1:18:289 de pneus médios, seguido por Ricciardo com 1:18:597 de pneus macios, com Hamilton em terceiro com 1:18:600 de compostos duros.

Após 15 minutos de sessão, as posições eram: Hamilton, Verstappen, Bottas, Gasly, Ricciardo, Raikkonen, Grosjean, Leclerc, Kvyat e Vettel.

Com a sexta volta do pneu macio, Gasly assumiu a primeira posição com 1:17:854, seguido por Verstappen com 1:17:909, separados por apenas 0s055. O francês estava de pneus macios com o holandês de médios. As equipes alternavam entre os seus pilotos a utilização das gomas disponíveis para o final de semana.

Com pouco mais de seis minutos, para a conclusão da primeira meia hora a pista ficava vazia. As posições eram: Gasly, Verstappen, Hamilton, Bottas, Ricciardo, Raikkonen, Leclerc, Hulkenberg, Giovinazzi e Kvyat.

Alguns pilotos como, Bottas, Raikkonen, Kvyat e Pérez foram os primeiros a instalar os pneus intermediários, mas realizaram apenas uma volta e retornaram para os boxes, logo depois.

Restando cerca de 50 minutos, a temperatura na pista havia diminuído para 28°C.

Os pilotos davam voltas espaçadas com os pneus de chuva intermediária, mas não permaneciam na pista ao ponto de cronometrar uma volta com eles.

Com 32 minutos de sessão restante, Carlos Sainz passou a utilizar os pneus médios, mas a garoa que ainda caia, não possibilitava uma volta boa e após extravasar os limites de pista, o espanhol, mais uma vez retornou aos boxes.

Restando 25 minutos para o término, a chuva finalmente chegou na pista, e aos poucos os pilotos começaram a ser liberados. Kimi Raikkonen aproveitou para treinar a largada, assim como Verstappen com a Red Bull.

A liderança ficou com Pierre Gasly e o tempo não pode ser batido por conta das condições de pista.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.