18 de Abril 2010, Saia da Frente Por Favor – Dia 332 dos 365 dias mais importantes da história do automobilismo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×
Fonte: PitPass.com

A F1 chegava a Xangai para a 4° etapa do fantástico campeonato de 2010. Até ali 3 vencedores diferentes: Alonso no Bahrein, Button na Austrália e Vettel na Malásia e mesmo assim a Felipe Massa liderava o campeonato com 39 pontos, Vettel e Alonso tinham 37 pts., Button e Rosberg 35, Hamilton 31, Kubica 30 e Webber 24, lembrando que era o primeiro ano em que pontuavam 10 carros. A Red Bull dominou a primeira fila com Vettel e Webber, Alonso e Rosberg ocupavam a segunda fila, as McLaren com Button e Hamilton na terceira fila, a seguir Massa, Kubica, Schumacher e Sutil completavam o top 10. O domingo amanheceu nublado na China e uma fina garoa dava seu ar da graça de vez em quando.

Na largada Fernando Alonso deu literalmente o pulo do gato queimando a largada, uma imagem clássica deste momento é Charlie Witting apontando momentos após a partida que o espanhol da Ferrari havia cometido a irregularidade, Jenson Button chegou a reclamar pelo rádio enquanto a manobra estava sob investigação.

Fonte: PitPass.com

Mas não foi apenas o ferrarista que provocou confusões no começo da prova, ainda na primeira volta Liuzzi da Force India roda e leva consigo Buemi da Toro Rosso e Kobayashi da Sauber, Barrichello da Williams e Alguersuari da Toro Rosso escaparam por pouco do strike, o Safety Car precisou ser acionado. Vários pilotos vão aos boxes para colocar pneus intermediários, Rosberg, Button, Kubica, Petrov, De la Rosa e Kovalainen mantem-se na pista com os pneus slick. Dos que pararam Alonso e Sutil se deram melhor, Webber era o 11°, Massa 12°, Hamilton 14° e Vettel 15°.

Fonte: PitPass.com
Fonte: PitPass.com

Volta 6, Alonso é punido com uma passagem pelos boxes pela queima de largada. O espanhol da Ferrari volta em 11°. Schumacher é o primeiro a entrar nos boxes e volta aos pneus slick. Vettel e Hamilton protagonizaram uma intensa disputa na entrada e na saída dos boxes. Marquem bem este fato, em breve ele se repetiria. Na relargada Rosberg, Button, Kubica e Petrov comandavam o GP chinês.

Fonte: PitPass.com

Após algumas volta, Felipe Massa quase repete o feito de Lewis Hamilton em 2007, quando atolou o carro na estreita entrada dos boxes. Como a garoa deu uma pausa, Button, Rosberg, Kubica e Petrov se deram muito bem. Volta 22, Jaime Alguersuari quebra a asa dianteira de sua Toro Rosso e provoca nova entrada do Safety car. Neste momento Fernando Alonso protagoniza a grande polêmica daquele GP ao ultrapassar Felipe Massa na entrada dos boxes tal qual Hamilton havia feito com Vettel no início da prova, porém desta vez tratava-se de uma disputa entre 2 pilotos do mesmo time, Massa precisou aguardar a troca de Alonso para fazer a sua, resultado : além de perder a posição para o espanhol foi superado também por Rubens Barrichello. Mas o principal golpe desta manobra foi psicológico, a partir dali Massa nunca mais conseguiu se impor a Fernando Alonso culminando com o famoso “Fernando is faster than you” no GP da Alemanha. A Ferrari tinha dono e Massa sabia que não era ele.

Fonte: F1-Fansite

Daí até o final Jenson Button comandou brilhantemente as ações vencendo em Xangai, para completar a festa da McLaren Lewis Hamilton foi o segundo, Nico Rosberg o terceiro, notem que apenas motores Mercedes chegaram ao podium. Desde o Nurburgring 1997 quando Jacques Villeneuve, Jean Alesi e Heinz Harald Frentzen pilotavam máquinas com motor Renault que 3 motores da mesma marca não dominavam o podium, a Mercedes já havia conquistado tal feito em 1955 no GP da Inglaterra com Stirling Moss, Juan Manuel Fangio e Karl Kling.

Fonte: Pinterest

A fantástica temporada de 2010 estava apenas começando e a F1 iria para seu habitat natural, a Europa, com a seguinte classificação:

Fonte: StatsF1.com

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da história, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, pois é um PHD e MDA em Fórmula 1 ainda é Graduado, Pós-Graduado, Mestrado e Doutorado sobre História da Fórmula 1, Wikipédia erra o Cristiano não.

%d blogueiros gostam disto: