Ricardo Maurício venceu a Corrida do Milhão em Interlagos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Ricardo Maurício é o novo milionário da Stock Car, o piloto da Eurofarma RC, cruzou a linha de chegada na primeira posição neste domingo (25) no Autódromo de Interlagos, após travar uma disputa intensa com Lucas di Grassi.

O carro de Maurício estava inferior, mas não era o suficiente para pará-lo e após subir para a primeira posição na rodada de pit-stops, ainda foi ultrapassado pelo piloto convidado da equipe. Lucas di Grassi foi punido e com isso Ricardo Maurício herdou a primeira posição.

A ponta foi dominada pelo equipamento da Eurofarma, Di Grassi havia despontado, mas Maurício permanecia na sua cola, abusando da utilização dos botões de ultrapassagem e se garantindo na segunda posição.

Gabriel Casagrande foi o segundo colocado com a Crown Racing, a disputa entre ele e Thiago Camilo também foram intensas. Daniel Serra por sua vez, fechou o dia na terceira posição, o companheiro de Ricardo Maurício assumiu a posição na última volta, após ultrapassar Camilo e Bruno Batista.

O campeonato fica da seguinte forma: Daniel Serra lidera com 212 pontos, seguido por Ricardo Maurício com 205 e Thiago Camilo subindo para a terceira posição com 185 pontos.

Saiba como foi a Corrida do Milhão da Stock Car

Os dez primeiros na largada eram: Lucas Di Grassi, Ricardo Maurício, Thiago Camilo, Daniel Serra, Gabriel Casagrande, Bruno Baptista, Ricardo Zonta, Nelson Piquet Jr, Felipe Fraga e Max Wilson.

Lucas di Grassi conseguia despontar na liderança, deixando Ricardo Maurício e Thiago Camilo, com a luta pela segunda posição. Daniel Serra havia subido para quarto, enquanto Felipe Fraga havia escapado da pista e perdia posições.  

Os três primeiros colocados foram mantidos, com Lucas di Grassi abrindo uma vantagem de quase um segundo para o segundo colocado e ambos se distanciavam do restante do pelotão.

Atrás as coisas pegavam fogo, com Marcos Gomes e Max Wilson se estranhando na pista, com o carro do piloto da KTF, e com isso ficava com a carenagem danificada.

Na volta três Rubens Barrichello conseguia ultrapassar Marcos Gomes e Max Wilson e passava a abrir vantagem para os dois competidores. Desta forma o piloto da Full Time Spors, havia subido para a nona posição.

Na quarta volta, Thiago Camilo precisava se defender dos ataques de Gabriel Casagrande que era o quarto colocado.

Grandes ultrapassagens ocorriam na reta dos boxes, com o auxílio do botão de ultrapassagem. Rubens Barrichello por sua vez acabou perdendo rendimento e foi perdendo posições até cair para o último lugar, por conta de um problema na bomba de combustível. O piloto da Full Time conseguiu levar o carro até os boxes, abandonando a prova enquanto os pilotos davam início a sexta volta.

O meio de pelotão era dinâmico e na décima volta às posições eram: Di Grassi, Maurício, Camilo, Casagrande, Baptista, Serra, Zonta, Piquet Jr, Fraga e Gomes.

Cacá Bueno em décimo quinto, segurava um ‘trenzinho’ que havia se formado atrás dele. E foi na volta dez que Rafael Suzuki rodou sozinho e acabou na última posição.

Durante a volta onze, Baptista havia assumido o quarto lugar e após a ultrapassagem em Casagrande e Nelson Piquet se tornou o sétimo, com a ultrapassagem em Zonta.

Os boxes foram abertos na décima segunda volta. Ricardo Maurício foi um dos primeiros a se dirigir para os boxes, assim como Marcos Gomes. Rapidamente os pilotos foram se encaminhando para as suas trocas e os boxes ficaram extremamente cheios. Enquanto isso Di Grassi seguia na pista para ampliar a vantagem dele.

Lucas di Grassi realizava uma parada um pouco demorada e com isso Ricardo Maurício realizava a ultrapassagem no líder, enquanto e ele passava pelos boxes. Felipe Fraga, Valdeno Brito e Átila Abreu foram os últimos pilotos a realizar o pit-stop.  

Galid Osman realizou mais uma parada, por conta de um pneu furado.

Após todas as paradas nos boxes, às posições eram: Maurício, Di Grassi, Casagrande, Camilo, Baptista, Serra, Fraga, Gomes, Piquet Jr e Zonta.

Ricardo Maurício e Di Grassi, estavam colados e a disputa entre eles acontecia movida aos botões de ultrapassagem.

Na volta 18, Max Wilson se defendia dos ataques de Cacá Bueno e a briga estava valendo a décima quinta posição.

Lucas di Grassi utilizou o fã push e acabou ultrapassando Maurício, no entanto ele utilizou a linha dos boxes para conseguir o espaço e tomar a posição, além disso ele havia passado com quatro rodas fora do limite permitido.

Restando cinco minutos Gabriel Casagrande realizou uma ultrapassagem em Thiago Camilo, no mesmo ponto que Di Grassi e Maurício, mas o piloto da Crown utilizou a linha de fora, obtendo o terceiro lugar de forma limpa.

Di Grassi foi punido com um drive through, mas o piloto convidado da Eurofarma não cumpriu a punição e se manteve na pista.

Restando menos de dois minutos Marcel Coletta e Felipe Lapenna acabavam se tocando e com isso Coletta se tornava o vigésimo quarto.

Ricardo Maurício acabou cruzando a linha de chegada na primeira posição seguido por Gabriel Casagrande e Thiago Camilo. Lucas di Grassi fora desclassificado pela manobra de ultrapassagem em Maurício.

Daniel Serra acionou o botão de ultrapassagem e ainda conseguiu ultrapassar Bruno Baptista e Thiago Camilo, com isso o piloto da Eurofarma se tornava o terceiro colocado.

Os dez pilotos eram: Maurício, Casagrande, Serra, Camilo, Baptista, Fraga, Piquet, Gomes, Di Mauro e Zonta.

Resultado da Corrida do Milhão 2019:

1 . Ricardo Maurício ( Eurofarma RC ), 30 voltas em 48min30s
2 . Gabriel Casagrande ( Crown Racing ), a 5.755
3 . Daniel Serra ( Eurofarma RC ), a 8.383
4 . Thiago Camilo ( Ipiranga Racing ), a 8.436
5 . Bruno Baptista ( RCM Motorsport ), a 8.922
6 . Felipe Fraga ( Cimed Racing ), a 9.942
7 . Nelson Piquet Jr ( Full Time Sports ), a 10.170
8 . Gaetano di Mauro ( Shell Helix Ultra ), a 13.086
9 . Marcos Gomes ( KTF Sports ), a 13.797
10 . Ricardo Zonta ( Shell V-Power ), a 16.349
11 . Julio Campos ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 26.509
12 . Diego Nunes ( KTF Sports ), a 27.777
13 . Valdeno Brito ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 31.160
14 . Cacá Bueno ( Cimed Racing ), a 32.921
15 . Átila Abreu ( Shell V-Power ), a 39.177
16 . Rafael Suzuki ( Hot Car Competições ), a 39.413
17 . Cesar Ramos ( Blau Motor Sports ), a 40.142
18 . Lucas Foresti ( Vogel Motorsports ), a 42.493
19 . Guga Lima ( Vogel Motorsports ), a 47.532
20 . Felipe Lapenna ( Cavaleiro Sports ), a 48.414
21 . Denis Navarro ( Cavaleiro Sports ), a 48.984
22 . Marcel Coletta (Cimed Racing), a 53.870
23 . Pedro Cardoso ( Hot Car Competições ), a 55.666
24 . Galid Osman ( Shell Helix Ultra ), a 1 Voltas.
25 . Max Wilson ( RCM Motorsport ), a 4 Voltas.
26 . Bia Figueiredo ( Ipiranga Racing ), a 17 Voltas.
27 . Rubens Barrichello ( Full Time Sports ), a 20 Voltas.
28 . Allam Khodair ( Blau Motor Sports ), a 22 Voltas.
29 . Lucas Di Grassi ( Eurofarma ), desclassificado

Resultado do campeonato:

1- Daniel Serra – 212 pontos

2- Ricardo Maurício – 205

3- Thiago Camilo – 185

4- Julio Campos – 179

5- Rubens Barrichello – 168

6- Felipe Fraga – 143

7- Gabriel Casagrande – 125

8- Max Wilson – 122

9- Cacá Bueno – 117

10- Marcos Gomes – 114

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!