ColunistasFórmula 1Post

Preview do GP da Espanha – Características da pista, o circuito aguardado pelas equipes

O GP da Espanha faz parte da história da Fórmula 1, a primeira prova foi disputada no dia 28 de outubro de 1951, em Pedralbes. Jarama foi o primeiro circuito permanente da Espanha, mas a categoria também passou por Montjuïc e Jerez até se mudar para Barcelona em setembro de 1991, quando a primeira prova foi realizada no circuito da Catalunha, permanecendo no calendário até hoje.

Já foram disputadas 30 provas em Barcelona, o circuito sofreu cinco alteração desde que a Fórmula 1 passou a realizar as suas corridas na Catalunha, mas o seu layout sempre foi voltado para exigir da aerodinâmica dos carros, a direção do vento também é uma questão no circuito, podendo mudar drasticamente durante o dia.

LEIA MAIS: SÉRIE CIRCUITOS DA F1: Jarama

Todos estes pontos também acabam influenciando na configuração dos carros, que também não é muito fácil de encontrar o acerto ideal. No entanto é uma das melhores pistas para a realização de testes e em 2020 como a pré-temporada não foi feita no circuito, as equipes estão ansiosas para aproveitar o traçado e testar alguns pacotes de atualização. Os times devem aproveitar os treinos livres para coletar dados preciosos e importantes sobre as suas máquinas. Os testes no Bahrein foram limitados, além de dias bem atípicos naquele autódromo.

Foto: reprodução/Barcelona

Com circuitos que eles têm poucos dados fazendo parte do início da temporada, este é o momento para validar os trabalhos/atualizações que foram realizados. A própria Red Bull já havia comentado que precisava desta quarta prova do ano, para entender como eles estão no campeonato.

LEIA MAIS: SÉRIE CIRCUITOS da F1: Jerez de la Frontera

Barcelona não proporciona muitas ultrapassagens, a pista conta com dois pontos de aferição e utilização do DRS, mas se classificar bem, acaba ajudando no resultado do domingo. O melhor ponto para ultrapassagem é a curva 1, pois é onde os pilotos acabam freando forte, após passarem pela enorme reta.

A pista é composta por 16 curvas e apenas 3 são feitas em velocidade baixa. Ela possui apenas uma reta extremamente longa, mas as mais curtas, exploram bem a downforce dos carros, não é à toa que é utilizada para testes de pré-temporada. Barcelona é uma pista completa, conta com curvas rápidas de raio longo e médio, além de curvas de muita velocidade. A curva 10 sofreu uma alteração para a prova de 2021, ficando com um raio mais aberto.

Pneus

A Pirelli volta a postar nos pneus mais duros da gama, são os compostos que acabam entregando a melhor performance no circuito e que já foi utilizada em 2019, 2020 e agora retorna nesta temporada, são os: C1 composto duro (faixa branca), C2 médio (faixa amarela) e C3 macio (faixa vermelha). As equipes contam com 2 jogos de pneus duros, três conjuntos de pneus médios e 8 de pneus macios. 

LEIA MAIS: Pirelli confirma cronograma de testes dos pneus de 18 polegadas para a temporada 2022

Após o GP, entre os dias 11 e 12 a Pirelli realizará os testes com os pneus de 18 polegadas, Alpine, Red Bull e Alfa Romeo vão permanecer em Barcelona para a rodada de testes.

Os pilotos vão completar 66 voltas, após a modificação na curva 10 – realizada para ter mais segurança, o traçado ficou com 4.675 KM, ganhando 20m. 

Clima

Para sexta-feira e sábado, são esperadas temperaturas na casa dos 25°C, um dia seco e ensolarado, mas no domingo, algumas pancadas de chuva podem aparecer no circuito, no horário que a corrida está marcada. O vento também deve estar presente durante as sessões. 

LEIA MAIS: GP da Espanha – Pirelli aposta em pneus mais duros para Barcelona

Números e Estatísticas para o GP da Espanha de Fórmula 1

Primeiro GP foi em 1991, vitória de Nigel Mansell, Williams-Renault;

Com 66 Voltas, o circuito tinha 4.655m de extensão, após a alteração na curva 10 o traçado fica com 4.675 KM sendo percorrida uma distância 308.424 KM;

GPs Decisivos:

Em 1951, Juan Manuel Fangio a bordo de uma Alfa Romeo conquistava o seu primeiro título de pilotos no Circuito de Pedrales em 28/10/1951;

Em 1987 a Williams conquistava o título de Construtores no GP realizado em Jerez de la Frontera em 27/09/1987;

Vamos aos dados e estatísticas de Barcelona:
Vitórias | Pilotos
1. Michael Schumacher – 6
2. Lewis Hamilton – 5
3. Mika Hakkinen – 3
Única vitória brasileira foi de Felipe Massa em 2007 na Ferrari;

Vitórias | Construtores
1. Ferrari – 8
2. Williams – 6
3. Mercedes – 6

Vitórias | Motores
1. Mercedes – 11
2. Renault – 10
3. Ferrari – 8
4. TAG Heuer – 1

Poles | Pilotos
1. Michael Schumacher -7
2. Lewis Hamilton – 5
3. Mika Hakkinen – 2
Única pole brasileira foi de Felipe Massa em 2007 na Ferrari;

Poles | Construtores
1. Mercedes – 8
2. Ferrari – 7
3. Williams – 5

Poles | Motores
1. Mercedes – 12
2. Renault – 9
3. Ferrari – 7

Melhores Voltas | Pilotos
1. Michael Schumacher – 7
2. Lewis Hamilton – 5
3. Mika Hakkinen – 2
Rubens Barrichello em 2009 de BrawnGP e 2003 de Ferrari;

Felipe Massa em 2006 e 2007 de Ferrari;

Melhores Voltas | Construtores
1. Ferrari – 9
2. Mclaren – 4
3. Mercedes – 4
4. Williams – 3

Melhores Voltas | Motores
1. Ferrari – 11
2. Mercedes – 9
3. Renault – 6

Pódios | Pilotos
1. Michael Schumacher – 12
2. Lewis Hamilton – 9
3. F. Alonso – 7
[…]
7. Rubens Barrichello – 4
[…]
12. Felipe Massa – 3
[…]
23. Ayrton Senna – 1

Pódios | Construtores
1. Ferrari – 25
2. Mclaren – 14
3. Mercedes – 11
4. Williams – 10
5. Red Bull – 10

Pódios | Motores
1. Mercedes – 26
2. Ferrari – 25
3. Renault – 24

Voltas Na Liderança | Pilotos
1. Michael Schumacher – 411
2. Lewis Hamilton – 305
3. Mika Hakkinen – 185
[…]
11. Felipe Massa – 56
[…]
13. Rubens Barrichello – 41
[…]
28. Ayrton Senna – 1

Voltas Na Liderança | Construtores
1. Ferrari – 577
2. Mercedes – 365
3. Williams – 317

Voltas Na Liderança | Motores
1. Mercedes – 698
2. Ferrari – 579
3. Renault – 562

Voltas Percorridas | Pilotos
1. Michael Schumacher – 1.165
2. Rubens Barrichello – 1.043
3. Jenson Button – 1.032
[…]
5. Felipe Massa – 972
6. Lewis Hamilton – 853
7. Kimi Raikkonen – 843

Voltas Percorridas | Construtores
1. Williams – 3.346
2. Ferrari – 3.365
3. Mclaren – 3.265
[…]
10. Mercedes – 1.234

Voltas Percorridas | Motores
1. Ferrari – 6.806
2. Renault – 6.020
3. Mercedes – 5.857

Agenda GP da Espanha – Foto: Boletim do Paddock

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!