ColunistaFórmula 1Post

NOVOS PROTAGONISTAS, VELHAS RIVALIDADES

A batalha pelo título da Formula 1 começou no Kart

As novas regras da F1 permitem que os carros persigam uns aos outros por muitas voltas. Ali, colados uns aos outros, batalhando por posições, os pilotos – cada vez mais – lembram as brigas do kart. Categoria de base para a maioria dos membros da elite do automobilismo, lá, muitos deles trocaram as primeiras farpas.

Há 10 anos, no circuito de Val d’Argenton, em Nantes, na França,  dois garotos travavam uma briga acirrada. Jovens e agressivos, tocando rodas, se revezando na liderança… Até que, em determinado momento, dividiram uma curva e um deles empurrou o outro em uma poça enorme d’água. Após a corrida, ambos foram desqualificados. Um famoso vídeo da TKartMagazine entrega os protagonistas dessa briga.

“Eu estava liderando e, no final, ele me acertou e me jogou para fora da pista” esbraveja um jovem Max Verstappen. Em seguida, Charles Leclerc responde, “Foi apenas um incidente de corrida”.

Em 2019, na Áustria, tivemos um pequeno teaser dessa rivalidade na F1. A três voltas da bandeirada, o holandês aproveitou o vacilo do piloto da Ferrari, colocou por dentro, empurrando-o para fora com direito a toque entre os carros. Max, que havia caído de segundo para nono na largada, reagiu com excelente ritmo de corrida e fez vibrar o mar laranja na ultrapassagem final, como se fosse um gol. Charles ficou bastante frustrado, mais uma vez  a vitória escapara no finalzinho (lembram do Bahrein, também em 2019?).

 Você se lembra do GP da Áustria de 2019? Confira aqui!

Em Jeddah, mais uma disputa eletrizante, Charles versus Max. A cordialidade ainda está presente – dentro e fora das pistas – mas esse clima vai esquentar, não restam dúvidas. Após dois anos de projetos ruins da Ferrari, Leclerc está de volta. Mais experiente, o dono do carro #16 não vai se deixar intimidar pelo atual campeão.

O monegasco já declarou que não gostava de Max quando era mais novo. E, apesar do respeito, não há motivos para crer que sejam grandes amigos. Alguém aí se lembra da batalha em Silverstone, 2019? Ou o toque na primeira curva de Suzuka, no mesmo ano? Não quero aqui, fazer o “Drive to Survive” e supervalorizar a rivalidade entre eles (como se fosse o novo Senna x Prost ou a mesma intensidade que Hamilton x Max – TORCEDORES, CALMA!), mas uma coisa era batalhar pelo que sobrava das Mercedes, outra coisa será a batalha pelo título.

Se a AMIZADE dos tempos de kart entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton não resistiu a batalha pelo campeonato, imagina uma RIVALIDADE? O fã da Fórmula 1 agradece, o futuro é agora.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados