Max Wilson vence pela primeira vez na temporada e Rubens Barrichello é surpreendido na saída dos boxes

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Max Wilson faturou a sua primeira vitória na temporada, em Londrina no Autódromo Internacional Ayrton Senna. O piloto da Eurofarma RC, ficou emocionado com a conquista, pois esse era um dia especial, já que pela primeira vez sua mãe estava em um autódromo e teve a chance de presenciar em uma corrida com vitória do filho. Além disso a equipe havia trabalhando muito no seu carro e no de Daniel Serra e com isso a Eurofarma RC conseguiu colocar seus dois pilotos no pódio.

Marcos Gomes conquistou a segunda posição, realizando a ultrapassagem em Rubens Barrichello, quando o piloto da Full Time Sports ainda estava saindo dos boxes. Daniel Serra aproveitou este mesmo momento para conquistar o terceiro lugar da prova.

Fotos: Duda Bairros

Rubens Barrichello perdeu a dianteira, ainda na largada para Max Wilson. Quando a janela dos boxes foi liberada os pilotos começaram a se encaminhar para os boxes e dessa forma Barrichello seguia na pista para tentar abrir uma vantagem, no entanto o seu pitstop não foi muito bom, aliado com a utilização dos botões de ultrapassagem dos pilotos que vinham na pista foi inevitável perder as posições. Felipe Fraga finalizou a corrida na quinta posição.

Realizando uma boa prova e largando em oitavo lugar, Átila Abreu ficou em sexto, terminando à frente de Lucas di Grassi, da Hero Motorsport. Júlio Campos perdeu o rendimento ao longo das voltas e ficou com a oitava posição, seguido por Cacá Bueno na nona colocação com o carro da Cimed Racing. Thiago Camilo conseguiu a décima posição com a Ipiranga Racing e a oportunidade de largar na ponta na corrida seguinte.

Ricardo Maurício, sem botões de push para conseguir ganhar mais potências nas ultrapassagens, acabou sendo uma presa para os outros pilotos, mas não entregou sua posição com facilidade e largando em oitavo perdeu apenas quatro posições ao final da corrida.

Foi uma corrida sem acidentes e sem a necessidade da entrada do Safety Car.

lll Saiba como foi a prova

Antes da largada, chegou a cair uma garoa no Autódromo Internacional Ayrton Senna em Londrina (PR), mas nada prejudicial para o andamento da sessão.

Rubens Barrichello perdeu a ponta para Max Wilson na curva 6, Marcos Gomes continuava na terceira posição, mas pressionava o piloto da Full Time Sports. Rubinho e Max alternavam na utilização dos botes de ultrapassagem. Gomes fazia de tudo para tentar segurar Felipe Fraga que estava em quarto lugar.

Fotos: Duda Bairros

Bia Figueiredo já seguia para os boxes na segunda volta.

Daniel Serra assumiu a quinta posição de Júlio Campos, utilizando o botão de ultrapassagem para conquistar a posição. Ainda na ponta a briga era entre Marcos Gomes e Rubens Barrichello, o piloto da Cimed Chevrolet Racing Team tentava de todas as formas tomar a posição, mas mesmo com o botão de ultrapassagem ele não conseguia concluir a manobra.

Antonio Pizzonia foi ultrapassado por Vitor Genz em uma briga pela décima terceira posição. Nelson Piquet perdia o décimo nono lugar para Diogo Nunes.

Allam Khodair, que não tinham botões de ultrapassagem para essa prova devido a uma punição, acabou se encaminhando para os boxes e abandonou a prova, restava pouco mais de meia hora para o término da sessão.

Daniel Serra que vinha voando na pista, conseguia ultrapassar Felipe Fraga e já era o quarto colocado na corrida.

Ricardo Maurício tentava voar na pista, no entanto o piloto estava sem o push para ajudar e com isso já caía para a nona posição, o piloto havia largado em oitavo, pulado para sétimo, mas passava a perder lugares justamente por não ter o auxílio da potência extra.

Fotos: Duda Bairros

Daniel Serra e Felipe Fraga seguiam trocando de posições na pista e restando pouco mais de 27 minutos para o término da sessão, Fraga se tornava o quarto colocado.

Na décima posição, Maurício passava a ser ameaçado por Ricardo Zonta e Thiago Camilo que estavam logo atrás. Na mesma volta Lucas di Grassi saltava para sexto colocado, após ultrapassar Júlio Campos.

Uma fila se formou após o nono colocado, Átila Abreu. Ricardo Zonta, Ricardo Maurício, Vitor Genz, Thiago Camilo e Antonio Pizzonia estavam todos atrás – e bem próximos – do carro 51. Cacá Bueno na sétima posição havia ultrapassado Júlio Campos.

Assim que a janela dos boxes foi aberta na volta 15, Cesar Ramos foi o primeiro a se encaminhar para sua parada.

Fotos: Duda Bairros

A rodada de paradas havia se iniciado, mas os pilotos levaram um pouco mais de tempo para irem aos boxes. Marcos Gomes, dos pilotos dianteiros, era o primeiro a realizar uma parada, seguido por Daniel Serra.

Felipe Lapenna, Diogo Nunes, Vitor Genz e Bruno Baptista eram mais alguns pilotos que haviam se encaminhado para as suas trocas.

Na volta seguinte foi a vez de Max Wilson, o piloto da Eurofarma RC realizou apenas a troca dos dois pneus do lado esquerdo e não reabasteceu, deixando para a segunda prova. Felipe Fraga, Antonio Pizzonia e Gabriel Casagrande paravam nesta mesma volta.

Fotos: Duda Bairros

Rubens Barrichello que havia ficado na pista para mais algumas voltas, se encaminhou para os boxes restando 15 minutos para o término da sessão. Max Wilson conseguiu se manter na dianteira e Marcos Gomes assumia a segunda posição, seguido por Daniel Serra, jogando Barrichello para a quarta posição.

Zonta e Camilo se estranhavam na pista após a saída do piloto da Ipiranga Racing do pitlane.

Átila Abreu e Nelson Piquet eram os dos últimos a seguirem para os boxes.

Quando os pilotos voltaram a se reposicionar na pista, Max Wilson seguia como líder, as outras nove posições atrás do piloto da Eurofarma RC eram: Marcos Gomes, Daniel Serra, Rubens Barrichello, Felipe Fraga, Átila Abreu, Lucas di Grassi, Júlio Campos, Cacá Bueno e Ricardo Maurício. Júlio Campos e Cacá Bueno seguiam disputando a oitava posição, pouco tempo depois o piloto da Prati-Donaduzzi conseguia realizar a ultrapassagem utilizando o push, restando pouco mais de 10 minutos para o término da sessão.

Thiago Camilo, após atacar Maurício, conquistava a décima posição. Vitor Genz que vinha colado neles, já passava a cobiçar o décimo primeiro lugar do piloto da Full Time Sports.

O carro de Rafael Suzuki começava a vazar óleo na pista restando 3 voltas para o término da sessão.

Max Wilson seguia na liderança, com Marcos Gomes em segundo, Daniel Serra tentava defender a sua terceira posição de Rubens Barrichello.

Fotos: Duda Bairros

Sérgio Jimenez piloto da Squadra G Force, no finalzinho da prova, acabou ficando estacionado na pista e abandonou a prova.

Max Wilson venceu a prova e sua mãe estava pela primeira vez no autódromo para comemorar a vitória com ele. Marcos Gomes conseguiu se manter na segunda posição, com Daniel Serra em terceiro.

Fotos: Duda Bairros

lll Resultado Corrida 1 – Top-10*
1. 65 Max Wilson (Eurofarma RC)
2. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team)
3. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)
4. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports)
5. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing)
6. 51 Átila Abreu (Shell V-Power)
7. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport)
8. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing)
9. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing)
10. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing)
*RESULTADOS SUJEITOS A VERIFICAÇÕES TÉCNICAS E DESPORTIVAS – Fonte: StockCar.com.br

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.