ColunistasDestaquesFórmula 2Post

Iwasa faz boa largada e vence Corrida Principal da Fórmula 2 na França

Após flertar com a vitória, Iwasa ataca na largada, assume a liderança e vence corrida da Fórmula 2 em Paul Ricard com a Dams

Neste início de domingo (24) a Fórmula 2 invadiu mais uma vez a pista de Paul Ricard. Ayumu Iwasa conquistou a sua tão sonhada vitória na categoria, resultado que ele já vinha flertando ao longo do campeonato.

Iwasa fez uma excelente largada, atacou Jack Doohan ainda na primeira volta da prova, para logo assumir a liderança. Logan Sargeant que conquistou a pole na sexta-feira ao superar Iwasa, não teve uma boa resposta na largada e logo perdeu contato. O piloto japonês disparou na primeira posição e nem mesmo o Safety Car que surgiu no começo da prova foi capaz de abalar a sua confiança para buscar a vitória.

Mesmo com as estratégias realizadas e as trocas de pneus que foram acontecendo, Iwasa conseguiu manter a ponta. Guiando pela Dams, o piloto recebeu a bandeira quadriculada na primeira posição. O pódio ainda contou com Théo Pourchaire e Frederik Vesti, pois com a movimentação gerada pela troca de pneus os pilotos avançaram.

Logan Sargeant não terminou a prova pois enfrentou um problema nos boxes ao realizar a sua troca de pneus, enquanto Doohan ficou vendido no final da corrida e ainda foi ultrapassado por Felipe Drugovich; o brasileiro conquistou o quarto lugar. Doohan que largou do quarto-lugar, teve que se contar com a quinta posição ao término da prova.

Liam Lawson foi o sexto colocado, seguido por Jehan Daruvala. Com uma boa estratégia e a realização de ultrapassagens, Clément Novalak terminou a corrida em oitavo, acompanhado por Roy Nissany que também escalou o pelotão.

Com o abandono de Richard Verschoor na última volta da prova, Enzo Fittipaldi herdou o décimo lugar.

A Fórmula 2 retorna na Hungria, para realizar a décima etapa da temporada 2022.

Saiba como foi a Corrida Principal da Fórmula 2

Após o encerramento da corrida Sprint realizada no sábado, alguns pilotos foram punidos, alterando o resultado da prova. A punição recebida por Théo Pourchaire fez o piloto francês cair para a sétima posição, enquanto Felipe Drugovich ficou com o terceiro lugar, herdando o pódio.

Outro resquício dessas punições afetou Enzo Fittipaldi, o brasileiro foi considerado culpado no incidente com Roberto Mehri, perdendo cinco posições no grid de largada desse domingo.

Quando a prova teve início, os pilotos se depararam mais uma vez com uma pista quente, no traçado era aferido 37°C, com 27°C no ambiente. A corrida começou com dez minutos de atraso.

Por conta da classificação realizada na sexta-feira, Logan Sargeant que conquistou a pole, ganhou a oportunidade de começar a corrida da ponta, dividindo a primeira fila com Ayumu Iwasa que também disputou a pole.

Marino Sato seria investigado pós-corrida por liberação insegura no pit-lane, Verschoor informou pelo rádio que quase bateu no adversário.

Largada autorizada, Sargeant não começou bem então caiu para a terceira posição, enquanto Iwasa e Doohan disputavam a ponta, com o piloto da Dams contando com uma performance excelente. Muita disputa aconteceu na largada, Pourchaire tentou atacar Vesti, mas o companheiro de equipe não deu espaço ao vice-líder do campeonato. Drugovich caiu para a sétima posição, sendo muito pressionado na pista, mas tentava fugir de incidentes para conquistar o máximo de pontos.

Marcus Armstrong perdeu o controle do carro após um toque com Dennis Hauger, abandonando a corrida na sequência; David Beckmann também estava envolvido no incidente. Sato também foi forçado a encostar o carro, desta forma o Safety Car entrou na pista durante a segunda volta para realizar a remoção dos carros que ficaram pelo caminho.

Antes da relargada os dez primeiros eram: Iwasa, Doohan, Sargeant, Vesti, Pourchaire, Vips, Drugovich, Lawson, Verschoor e Daruvala. Drugovich começou a prova com os pneus duros, desta forma realizaria um stint mais longo neste início de prova.

O Safety Car deixou a pista ao final da 5ª volta. Iwasa tentava controlar a ponta, com Doohan já desafiando o adversário, mas o piloto da Dams conseguiu conservar a liderança. Drugovich perdeu a posição para Lawson, caindo para o oitavo lugar, mas o piloto brasileiro estava em uma estratégia pensando primeiramente na conservação dos pneus antes de uma abordagem mais agressiva.

Daruvala e Nissany se tocaram na disputa da décima posição, o piloto da Prema realizou a ultrapassagem por fora. A corrida seguiu e Fittipaldi já ocupava a décima quinta posição. Novalak foi para os boxes abrindo a rodada de paradas, mas o piloto da MP Motorsport retornou para a pista na 20ª posição.

Na sequência Fittipaldi realizou a sua troca de pneus e ao ser devolvido para a pista, foi ultrapassado por Novalak que estava com pneus mais aquecidos. As paradas começavam a ficar mais intensas e aqueles que largaram com os pneus macios, estavam instalando os pneus duros. Hauger cumpriu a sua parada obrigatória na décima volta, mas já tinha uma passagem nos boxes por conta da substituição da asa dianteira.

Entre os dez primeiros, foi a vez de Pourchaire, Vips, seguirem para os boxes. Mehri que tinha avançado no pelotão também fez a sua troca de pneus. A parada de Vips foi desastrosa e demora, enquanto Mehri enfrentou problema e abandonou a prova.

Iwasa e Doohan permaneciam na liderança, com cerca de 2 segundos separado os pilotos. Sargeant foi chamado aos boxes na décima terceira volta, o seu carro desligou pouco depois da troca de pneus, abandonando a corrida na sequência.

https://twitter.com/Formula2/status/1551119269802418176

Doohan então realizou a sua troca de pneus na décima quarta volta, com Drugovich também entrando nos boxes. Na pista o piloto da Virtuosi foi ultrapassado por Pourchaire. No giro seguinte foi a vez de Iwasa, Vesti e Verschoor completarem as suas trocas. Na pista apenas Lawson, Daruvala, Williams e Cordeel estavam com os pneus que começaram a corrida.

Doohan ultrapassou Vesti, ficando com a sétima posição. Iwasa ainda seria o líder da prova depois que as paradas fossem concluídas. O piloto da Virtuosi tentava manter contato com Pourchaire para brigar pela vice-liderança da prova.

Quando Lawson parou, o piloto da Carlin foi devolvido à frente de Drugovich, mas o brasileiro tinha a oportunidade de atacar o rival por ter pneus mais aquecidos e desta forma assumiu a sétima posição durante a 18ª volta.

Pourchaire que tentava cozinhar Doohan, mas viu o piloto da Virtuosi partir para o ataque usando o DRS. Doohan atacou a zebra e pegou o cone de sinalização da pista, na sequência o piloto rodou sozinho, pois perdeu o controle do carro. Doohan era o quarto colocado. Como não ocorreu toque, a direção de prova não investigou mais o incidente.

Com todas as paradas concluídas, na 20ª volta os dez primeiros eram: Iwasa, Pourchaire, Vesti, Doohan, Drugovich, Lawson, Nissany, Verschoor, Daruvala e Novalak.

A prova se encaminhava para o final, Verschoor que atacava Nissany na busca pela sétima posição, foi surpreendido por Daruvala, com o piloto da Trident caindo para a nona posição.

Hauger era atacado por Fittipaldi que buscava a décima terceira posição. Ainda na disputa pela sétima posição, Daruvala realizou a ultrapassagem em Nissany. Instantes depois foi a vez de Fittipaldi concluir a ultrapassagem no piloto da Prema. Williams então viu a oportunidade para atacar Hauger e quase concluir a ultrapassagem na reta principal.

Restando quatro voltas para o final, Nissany tentou um traçado defensivo, mas Verschoor conseguiu a oitava posição. Drugovich chegou em Doohan, podendo brigar pela quarta posição ao final da prova. Hauger e Bolukbasi foram para os boxes, com o piloto da Charouz abandonando a corrida. Hauger retornou na última posição.

Drugovich concluiu a ultrapassagem em Doohan durante a volta 27. O brasileiro também contava neste momento da prova com a volta mais rápida (1m47s258) aferida na volta 25.

Na última volta Drugovich anotou novamente a melhor volta da prova, conseguindo 1m46s901. Verschoor abandonou a prova com problemas, desta forma Fittipaldi entrou na zona de pontuação.

Iwasa venceu a Corrida Principal da Fórmula 2 na França após perder a pole na sexta-feira, o piloto japonês dividiu o pódio com Pourchaire e Vesti. Drugovich se aproximou de Vesti, mas não conseguiu realizar a ultrapassagem no adversário, antes do encerramento da prova.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!