Feliz Dia Internacional da Mulher!

Sharing is caring!

Como já contei aqui em uma outra reportagem com a Bia Figueiredo, a trajetória das mulheres no Automobilismo começa na década de 1950. Maria Teresa de Filippis deixou seu nome na História a partir de 1958, sendo a primeira mulher a pilotar na Fórmula 1. Desde então, nomes importantes vem surgindo. Jamie Chadwick, Giovanna Amati, Lella Lombardi, são alguns deles.

Maria Teresa Filippis começou a carreira uma década antes do estopim do movimento Feminista Contemporâneo, iniciado nos EUA e que se alastrou por diversos países industrializados entre 1968 e 1977. Naquela época, as reivindicações se baseavam na luta pela igualdade jurídica, política e econômica. Em 1958, Maria Teresa foi proibida de correr por ser mulher. O diretor de provas, Toto Roche, foi à conferência de imprensa, mostrou uma grande fotografia da Maria Teresa e afirmou que “uma jovem tão bonita como aquela não deveria usar nenhum capacete a não ser o secador do cabeleireiro. Filippis recorreu, mas sem sucesso.

Neste Dia Internacional da Mulher, devemos lembrar da luta de todas as mulheres do passado e do presente. Das mulheres que lutam e que lutarão. Para fechar esta matéria, deixarei as palavras da futura piloto de corridas de arrancada, Isabelly Dardin (16). Ela está presente com frequência em eventos de velocidade que acontecem no Autódromo José Carlos Pace, como o Drag Race/Racha em Interlagos e as Corridas Proibidas. Segue na íntegra o depoimento:

Nos dias de hoje, ainda é difícil pensar em mulheres nas corridas de arrancada. Estamos inseridas em um universo que é majoritariamente masculino. Ser mulher dentro deste mundo te torna diferente, única! Entretanto, percebo que há um movimento no nosso mundo (das corridas de arrancada). A mulherada está começando a tomar conta. Estamos batendo recordes e superando limites. Eu logo, logo, vou estar representando as moças dentro das pistas! É muito bom ter o apoio de pessoas que amamos, como eu tenho do meu pai. É totalmente gratificante olhar o passado e ver o quanto isso tudo é importante na minha vida! Ser mulher é não desistir dos seus sonhos. Ser mulher é ter sua própria opinião. Ser mulher é ser única…

shares
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com