Dia 78 dos 365 dias dos mais importantes da história do automobilismo – 07 de agosto de 2011 – Thiago Camilo vence a Corrida do Milhão da Stock Car na estreia do BP em Interlagos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Em 2011 aqui era tudo mato, do site do Boletim do Paddock as suas redes sociais, infelizmente na época eu não tinha noção das dimensões desta empreitada, na época era só eu, Odin e mais uns dois ou três desavisados que acessavam o blog, na época ainda no Blogspot.

Seis anos se passaram, o Boletim do Paddock tornou-se um segundo ofício, este que em 07 de agosto de 2011 fez com que eu realizasse um dos meus maiores sonhos, ir a Interlagos.

lll Dos Prolegômenos

Naquela época eu era um usuário muito mais assíduo do twitter e entre um papo e outro o Alexandre Carvalho do Almanaque Fórmula 1 fez uma simples pergunta no twitter:

Respondi, sim eu sou fã da McLaren para quem ainda não percebeu, porém, esta pergunta era para participar de uma matéria que foi publicada em uma revista digital da Cosan Mobil sobre fãs da McLaren, a revista foi publicada apenas para iPads, porém infelizmente eu nunca consegui ler o que foi publicado pois na época eu não tinha iPad e quando eu comprei um iPad a revista já não estava mais disponível, porém o Victor Martins do Grande Prêmio fez uma resenha sobre ela. 

Capa da revista Mobil mag. Fonte: Agência Frog

Após este fato, fui convidado pela Cosan Mobil a ir para Interlagos e assistir a Corrida do Milhão da Stock Car e de bobo eu só tenho jeito de falar e de andar acabei aceitando e assisti uma prova espetacular, a maior atração era o canadense e campeão de Fórmula 1 que faria a sua participação nesta etapa, afinal, um milhão de Reais na conta não faz mal a ninguém.

Então no dia 06 de agosto de 2011 chega em minha casa o convite, o ingresso e fita para credencial:

Como podem notar, na época nem foto eu sabia tirar. Fonte: Facebook

Na época eu fiz um post sobre a corrida, pois a ideia era da Cosan Mobil era levar blogueiros para cobrir a corrida, porém, todavia, entretanto, nas idas e vindas do Boletim do Paddock entre servidores o post se perdeu, porém eu ainda tinha o rascunho dele, que segue abaixo:

lll Da Corrida

Domingo frio, porém, com sol forte típico clima paulista de agosto, acordei mais eufórico que noivo que ia casar com a moça mais bonita do baile, cabelo cortado, unhas paradas, banho tomado, gel no cabelo e aparatos, lá ia eu, mais bonito que filho de barbeiro em quermesse.

Me dirigi a arquibancada do “S” do Senna, que imagem que tive de Interlagos, para vocês terem uma ideia, eu estava zerado, fui só com o café da manhã na barriga e mais nada sem dinheiro, era um caipira em passeio.

Quando os carros apontam na entrada do S após a largada veio um arrepio, primeiro carro a ser visto foi o da Red Bull Racing de Daniel Serra que largou melhor que o pole Marcos Gomes, logo atrás Cacá Bueno vem forte e ganha duas posições e já entra na briga pelo pódio, porém ainda é apenas o começo.

Cacá Bueno, Allam Khodair e Thiago Camilo brigam ferozmente pela terceira posição, sendo que o tricampeão é ultrapassado pelos dois adversários na entrada da reta caindo de terceiro para quinto.

Giuliano Losacco quebra e para em um ponto perigoso da pista, obrigando a direção de prova a enviar o Safety Car na 12ª volta, na 15ª volta pista liberada e Safety Car recolhido e dada a relargada e até aqui Jacques Villeneuve segue oculto na corrida.

Boxes abertos para a rodada de pit stops, Daniel Serra é o primeiro a entrar entre os líderes e na volta 17 Thiago Camilo e Cacá Bueno entram nos boxes, porém a porca da roda dianteira esquerda do carro do Cacá dá trabalho aos mecânicos forçando a troca de apenas três pneus do carro da Red Bull Racing o que comprometeu a sua disputa pelo Milhão.

Da onde eu estava consegui assistir a lindas disputas por posição, começando da 20ª volta até a bandeirada final, pois Thiago Camilo, Daniel Serra, Allam Khodair, Marcos Gomes, Max Wilson, Nonô Figueiredo e Popó Bueno realizavam ultrapassagens entre eles doo qual era impossível definir quem venceria e vi vários frisos quebrados ali no “S” do Senna, porém Thiago Camilo se destaca e assume a primeira posição.

Destaque para Max Wilson que vinha em uma corrida de recuperação após largar da 30ª posição e já poderia sonhar com a terceira posição quando Nono Figueiredo, já Thiago Camilo que havia largado em 7º abria a volta final, se benzendo e pedindo orações, o que deu certo, pois cruzou em primeiro lugar sendo o mais jovem piloto a conquistar a corrida do Milhão, seguido de Daniel Serra e Max Wilson.

Ah e havia o Canadense na prova, Jacques Villeneuve, largou apenas em 27º (lembrando que o referido número era o número da Ferrari de seu pai na Fórmula 1), porém na prova ele e a equipe apostaram em uma estratégia diferente dos demais pilotos, largando mais leve e parando na sexta volta para reabastecer, o canadense liderou por algumas voltas antes de fazer um novo Pit Stop e terminou em 18º.

Corrida terminada, hora de regressar e fazer o review da corrida, que dia, fui picado pela mosca do automobilismo, prometi retornar a Interlagos o mais breve possível e quem sabe para uma corrida de Fórmula 1.

lll Confira o resultado final da Corrida do Milhão da Stock Car em 2011:

1º.: Thiago Camilo (SP/RCM Motorsports), 36 voltas em 1h06min27s374;

2º.: Daniel Serra (SP/RBR), a 8s417;

3º.: Max Wilson (SP/RC), a 13s447;

4º.: Nonô Figueiredo (SP/Full Time), a 13s623;

5º.: Átila Abreu (SP/AMG Motorsports), a 20s824;

6º.: Xandinho Negrão (SP/Full Time), a 23s571;

7º.: Popó Bueno (RJ/A. Mattheis Motorsport), a 25s442;

8º.: Ricardo Maurício (SP/RC), a 28s317;

9º.: Julio Campos (PR/RZ), a 29s225;

10º.: Antonio Pizzonia (AM/Scuderia 111), a 30s002;

11º.: Marcos Gomes (SP/Full Time), a 31s234;

12º.: David Muffato (PR/Boettger), a 31s403;

13º.: Eduardo Leite (SP/Hot Car Competições), a 31s617;

14º.: Allam Khodair (SP/Vogel), a 32s214;

15º.: Ricardo Zonta (PR/RZ), a 32s970;

16º.: Ricardo Sperafico (PR/Amir Nasr), a 33s294;

17º.: Rodrigo Sperafico (PR/JF Racing), a 34s732;

18º.: Jacques Villeneuve (CAN/Mico’s), a 35s290;

19º.: Valdeno Brito (PB/Full Time), a 35s753;

20º.: Denis Navarro (SP/Bassani), a 38s173;

21º.: Alan Hellmeister (SP/Scuderia 111), a 39s944;

lll Não completaram a prova:

Cacá Bueno (RJ/RBR);

Lico Kaesemodel (PR/RCM Motorsports);

Luciano Burti (SP/Boettger);

Tuka Rocha (SP/Vogel Motorsport);

Felipe Maluhy (SP/ProGP);

Alceu Feldmann (PR/A. Mattheis Motorsport);

Rodrigo Navarro (SP/JF Racing);

Giuliano Losacco (SP/Hot Car Competições);

Duda Pamplona (RJ/ ProGP);

Tarso Marques (PR/Amir Nasr);

Diego Nunes (SP/Bassani);

Serafin Jr. (AMG Motorsports);

lll Fora das pistas

Decidi que colocaria a música que eu estava ouvindo como louco naquela época:

Rubens

rubensGPnetto, sempre foi um apaixonado pela F1, em especial pela Mclaren, esta por paixão e pela Ferrari por criação, melhor temporada foi a 2008, admira e muito o Emerson Fittipaldi e tem como o carro dos sonhos o Mclaren MP4/4 e sonha em pilotar um dia em Spa.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: