30 De Setembro, O Nascimento de uma Lenda – Dia 132 De 365 Dias Dos Mais Importantes Da História Do Automobilismo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Ah, os Países Baixos… País de belezas naturais incomparáveis, países de chocolates e cervejas mundialmente reconhecidas, países das liberdades individuais e do progressismo social, e países que nos deram, na forma do circuito de Spa Francorchapms, a melhor pista do calendário da F1.

Também revelaram pilotos de grande talento, amplamente reconhecidos no automobilismo, tais como Thierry Boutsen, Jacky Ickx e Willy Mairesse. Além desses, temos Stoffel Vandoorne na categoria máxima, fazendo boa figura.

Jacky Ickx, um dos maiores do BENELUX. Fonte: @Tumblr

Mas hoje, o homenageado não poderia ser outro.

Eric van de Poele nasceu em 30 de setembro de 1961, na cidade de Verviers. Ele participou de 29 fins de semana de corridas na F1, sem se qualificar para 24, além de não marcar pontos em corrida alguma.

O jovem Eric Van de Poele Fonte: @Tumblr

Após militar nas categorias de base nos 80, nosso herói conseguiu realizar o sonho de ser contratado por um time na F1, a equipe Modena, que carregava o potente, pesado e beberrão motor Lamborghini V12, graças à patrocinadores de longa data. Nas primeiras corridas, o novo time falhou na pré-qualificação. Porém, uma atuação de gala se sucederia: na última volta do GP de San Marino, Eric Van de Poele e sua Lambo estavam em quinto lugar, quando o combustível acabou, o que o jogou para nono.

Apesar do bom resultado, essa foi a última participação do belga no ano. Com a F1 inchada de equipes, por maiores que fossem os esforços, a asa negra da não qualificação era constante.

Para 1992, Van de Poele assinou com a antigamente poderosa Brabham, e logo na primeira prova, alcançou um honroso 13º… e só. Apesar de ser páreo para seu companheiro, o inglês Damon Hill, o carro era insuficiente para o talento de Eric, que no meio do ano mudou-se para a um pouco melhor Fondmetal.

No novo time, três qualificações seguidas (Hungria, Bélgica e Itália) e dois abandonos. Como a vida é uma caixinha de surpresas, a nova equipe do belga fechou as portas antes do fim da temporada, deixando-o a pé. A única vaga disponível para o ano seguinte era a de piloto de testes da coitada Tyrrel, que Eric aceitou de bom grado, conciliando uma rotina não muito atribulada de testes em um time pequeno com uma carreira nova nos carros de turismo.

Uma combinação de cores não muito auspiciosa. Fonte: @Tumblr

A sorte sorriu para Van de Poele nos carros fechados, que venceu as 24 horas de Spa em 1987, 1998, 2005, 2006 e 2008, nas 12 horas de Sebring de 1995 e 1996, e a Petit Le Mans de 1998, além de ter sido vencedor em sua categoria por três vezes nas 24 Horas de Le Mans, se mantendo em alto nível até 2008, quando competiu na Rolex Sports Car Series.

+++

In other News…

Nasceram no dia 30 de setembro o comunicador brasileiro Chacrinha, em 1917, e o meia holandês e grande jogador do Milan Frank Rijkaard, 1962. O ator James Dean faleceu em 1955, em um misterioso e muito comentado acidente de carro, quando seu Porsche 550 Spider perdeu o controle enquanto participava de uma corrida de estrada, pondo um fim precoce à uma carreira que mal iniciava.

Muito próximo da Bélgica, país que comentamos hoje, no dia 30 de setembro de 1997, nasceu um piloto que fez carreira meteórica nas categorias de base, e hoje divide opiniões do público na Formula 1, um tal de Max Verstappen. Mas sobre ele, fica pra próxima.

¯\_(ツ)_/¯

 

Joshué Fusinato

Advogado. Geek. Apaixonado por Formula 1. Equilibrado. Um eremita online. O resto é mero detalhe.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: