27 de dezembro, brotou Jerome D’Ambrosio – Dia 220 de 365 dias mais importantes da história do automobilismo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Etterbeek, Bélgica, dia 27 de dezembro de 1985, nascia Jerome D’Ambrosio. O jovem belga iniciou sua carreira no kart aos 12 anos. Tricampeão belga, venceu também a Mônaco Cup Kart em 2000 e a Copa do Mundo de Kart em 2002.

Fonte: @Lotus

Ingressou em 2003 na Formula Renault 1.6 onde conquistou o título belga tendo como patrão Thierry Boutsen. Neste ano participou de testes para o programa de jovens pilotos da Renault sendo um dos escolhidos, mas seu vínculo com os franceses durou apenas até o final de 2004. Foi galgando degraus dentro da Formula Renault chegando a série máxima a 3.5 em 2005, mas quase nunca apresentando performances dignas de nota. Partiu então para o Euroseries 3000 e também fez participações na classe GT2 do FIA GT. Para 2007 tentou a sorte na Formula Master onde foi campeão.

Marussia Virgin 2011 Fonte: @Virgin

Em 2008 iniciou a jornada na GP2 (atual F2) pela equipe DAMS tendo como companheiro de time Kamui Kobayashi. Foi o 9° colocado em 2008 e o 11° em 2009, mesmo assim manteve-se na DAMS para 2010 quando finalmente conquistou sua primeira vitória na categoria, e logo em Mônaco. Foi substituído por Romain Grosjean em algumas etapas e fechou em 12° lugar na classificação final do campeonato. Para 2011 assumiu o lugar de Lucas di Grassi na Marussia (ex Virgin). Com um equipamento pouco competitivo quase nada pode fazer, suas melhores classificações foram a 20° posição em Spa e Suzuka. Em corrida a melhor colocação foi 14° conquistado em Melbourne e na tumultuada e longa etapa de Montreal. Fechou o ano à frente de seu experiente companheiro de equipe, Timo Glock não foi além da 15° posição em corrida.

Para 2012 passou a ser piloto de testes da Lotus (ex Renault) tendo disputado o GP da Itália no lugar do suspenso Romain Grosjean. Classificou em 15° e terminou em 13°, foi seu último GP na F1. Permaneceu como piloto de testes da Lotus em 2013 e em 2014 foi para o Blancpain Endurance Series pilotando um Bentley.

Lotus, GP da Itália 2012 Fonte: @Lotus

Ainda em 2014 decidiu apostar na recém-criada Formula E. Contratado pela Dragon Racing fez uma ótima temporada terminando campeonato em uma ótima 4° colocação com 113 pontos, a sua frente apenas os 3 pilotos que chegaram a etapa final disputando o título. Herdou a vitória no Eprix de Berlim após a desclassificação de Lucas di Grassi da Audi Abt. O bom desempenho do belga foi decisivo para a Dragon ser a vice-campeã entre as equipes atrás apenas da eDams Renault. Na temporada 2015 / 2016 conquistou sua primeira pole com os carros elétricos em Punta del Este e novamente aproveitando-se de desclassificação de Lucas di Grassi herdou a vitória no México. Fechou a segunda temporada em 5° com 83 pontos.

Formula E Fonte: @F-E

Jerome perdeu o ritmo na terceira temporada, o melhor resultado foi o 7° lugar na etapa inaugural em Hong Kong. Com várias quebras marcou apenas 13 pontos fechando a classificação final em uma modestíssima 18° colocação. O belga provou ter uma simbiose com Lucas di Grassi, afinal herdou a vaga do brasileiro na Marussia na F1 e suas 2 vitorias na Formula E ocorreram após desclassificações do brasileiro.

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da história, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, Wikipédia erra o Cristiano não.