22 de Novembro de 2015, Kyle Busch renascido das cinzas é campeão da Nascar – Dia 185 dos 365 dias mais importantes da história do automobilismo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A temporada 2015 da Sprint Cup, a principal categoria da Nascar, teve um campeão cuja história é digna dos melhores roteiros de cinema. Kyle Busch guiando um Toyota da equipe Joe Gibbs iniciou a temporada sofrendo um sério acidente as vésperas da Daytona 500, simplesmente a prova mais importante da Nascar.

Buschinho disputa também a Xfinity Series, divisão de acesso a Cup, cujas provas são disputadas as sextas e aos sábados, e foi correndo por esta categoria que Kyle se quebrou.

Resultado, o piloto da Joe Gibbs teve que se ausentar de 12 corridas, necessitando de uma recuperação física em tempo recorde além de ter que conseguir os resultados necessários para tentar se classificar ao Chase. Parecia que a ano estava perdido, mas o piloto conseguiu se classificar para o Chase, avançando em todas as eliminatórias e chegando a grande final em Miami na disputa do título da Cup.

Kyle Busch, Kevin Harvick, Jeff Gordon e Martin Truex Jr disputariam o título de 2015 da Nascar Sprint Cup na Ford Ecoboost 400 em Homestead, quem chegasse na frente entre os 4 seria o grande campeão. Denny Hamlin e Joey Logano estavam na primeira fila, Kyle Busch largaria em terceiro, Jeff Gordon em quinto, Martin Truex Jr em 11° e Kevin Harvick em 13°. A prova cujo início estava previsto para as 15:30 teve que ser adiada por cerca de 2 horas pois a pista estava molhada devido as chuvas.

Com a pista em ordem a etapa de Homestead acabou ficando bem parecida com a etapa de Abu Dhabi da F1, iniciando próxima ao pôr do sol e concluindo-se já a noite. 267 definiriam quem levaria o título da mais importante e popular categoria do automobilismo norte americano. A prova marcava a despedida de uma das lendas da Nascar, Jeff Gordon deixava as pistas após 22 temporadas e até ali 4 títulos na Cup. Como toda prova em oval teve várias bandeiras amarelas e troca de líderes. Restando 10 voltas sabe-se lá como uma garrafa de água foi parar na pista provocando a derradeira bandeira amarela.

Na última relargada Kyle Busch superou a pressão de Kevin Harvick e conquistou a vitória em Homestead, mais que isso, Buschinho após bater tantas vezes na trave finalmente conquistava o título da Cup, foi a primeira vez desde a criação da Nascar em 1949 que uma marca de fora dos Estados Unidos chegava ao olimpo do automobilismo norte americano, a Toyota conquistava seu maior feito em terras americanas, após já ter conquistado títulos na Cart, IRL e vencer a Indy 500. Restava agora a Daytona 500 a ser conquistada. Kyle Busch venceu os críticos, renasceu das cinzas saindo de uma perna quebrada e um ano praticamente perdido para o título da Nascar.

https://twitter.com/cristmotorsport/status/933252138695770112

Kyle Busch renascido das cinzas é campeão da Nascar. Fonte: Pinterest

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da história, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, Wikipédia erra o Cristiano não.