TL3 Hungria – Em ”ritmo” de classificação Hamilton supera Verstappen e Vettel

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O sábado (03) começou movimentado na Hungria e as voltas rápidas foram disputadas até o momento em que o cronômetro zerou. Lewis Hamilton assumiu a ponta com 1:16:084, após superar o tempo obtido pouco tempo antes por Max Verstappen. O primeiro e o segundo colocado ficaram separados por 0s013, enquanto Sebastian Vette em terceiro, estava apenas 0s082 atrás.

Em ritmo de classificação, os pilotos imprimiram ritmo forte, mas deram mais atenção as voltas rápidas ao final da sessão. O TL3, foi mais apertado, por conta de um incidente na Fórmula 2, o motor de Boschung abriu o bico e espalhou óleo na pista. Dez minutos depois do horário marcado, os boxes foram liberados.

Valtteri Bottas ficou com o quarto lugar, o finlandês também esteve no páreo pela disputa da ponta, assim como Charles Leclerc na quinta colocação. Pierre Gasly foi o sexto, com o segundo carro da Red Bull, enquanto a McLaren ocupou o sétimo e o nono lugar com Lando Norris e Carlos Sainz respectivamente, demostrando a recuperação que esperavam, depois de uma sexta-feira conturbada. Kimi Raikkonen com a Alfa Romeo, foi o oitavo, enquanto Kevin Magnussen terminou em décimo com a Haas, acompanhado por Romain Grosjean em décimo primeiro.

A Fórmula 1 retorna às 10h, para a realização da classificação do Grande Prêmio da Hungria.

lll Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

A temperatura na pista, estava na casa dos 46°C, com 24°C no ambiente.

A sessão foi atrasada por conta de óleo na pista, espalhado pelo estouro do motor de Ralph Boschung, piloto da Fórmula 2. Foram perdidos dez minutos e com isso o TL3 teria apenas 50 minutos, por conta de toda a programação do final de semana.

Rapidamente os pilotos deixaram os boxes e alguns não ficavam apenas na volta de instalação, como Kevin Magnussen que havia anotado 1:24:732, superado rapidamente por Romain Grosjean com 1:1:24:689, ambos utilizado os pneus macios. Os tempos estavam altos, por conta da curva quatro, um pó foi espalhado para conter o óleo espalhado na pista, mas o trecho não tinha aderência e os pilotos acabavam escorregando.

Lando Norris passou a liderança, após anotar 1:20:037 e era seguido por Carlos Sainz, com 1:20:065. Stroll e Pérez, apareciam logo depois ocupando a terceira e quarta posições respectivamente, eles também utilizavam os pneus macios.

A Mercedes optou por dar apenas uma volta de instalação e retornavam aos boxes. Cerca de dez minutos depois a Ferrari dava início a sua sessão. Norris permanecia na ponta, mas havia reduzido o tempo para 1:18:706.

Após fechar a primeira volta cronometrada, Leclerc anotou 1:18:228, superando o piloto da McLaren por 0s478, mas segundos depois Vettel dava um banho na marca no companheiro de equipe, ao anotar 1:17:435, melhor 0s793 que o tempo obtido pelo monegasco.

Enquanto a dupla da Mercedes aquecia os compostos, Alexander Albon passava para a terceira posição com 1:18:311, seguido por Pierre Gasly na quarta posição com 1:18:373, por outro lado Max Verstappen permanecia nos boxes.

Na pista, apenas Gasly, Hulkenberg, Kvyat, Russell e Giovinazzi utilizavam os pneus médios, enquanto Kubica e Raikkonen, optavam pelos pneus duros, os demais estavam todos de pneus macios.

A Ferrari seguia forte e Vettel melhorava a sua marca para 1:17:330, seguido por Leclerc com 1:17:571. Hamilton havia fechado na terceira posição com 1:17:643 e Bottas era o quarto colocado com 1:17:669.

Com a conclusão dos primeiros vinte minutos, as posições eram: Hamilton, Vettel, Leclerc, Bottas, Verstappen, Gasly, Albon, Sainz, Norris e Pérez. O holandês passou ao quinto lugar, assim que fechou a primeira volta cronometrada.

Com o decorrer da sessão, logo após Hamilton assumir a ponta, Bottas passava de quarto para a segunda posição com 1:17:261.

Antes da uma breve parada nos boxes, Max Verstappen passou para a ponta com 1:17:035.

Restando 25 minutos para o término da sessão, a Mercedes trocava o bico dianteiro do W10. Enquanto isso na pista, alguns pilotos davam início a segunda rodada de voltas rápidas, Lando Norris por exemplo, havia subido para a terceira posição com 1:17:162.

Ferrari e Mercedes, reduziram mais os seus tempos, Leclerc anotou 1:16:604, superado por Bottas com 1:16:489, com Hamilton na ponta com a marca de 1:16:339. Sebastian Vettel por sua vez, acabou cometendo um erro e abusando da utilização de uma zebra, desta forma o alemão ficou apenas com o quinto lugar e a marca de 1:16:885.

Restando quinze minutos para o término, Leclerc havia melhorado para 1:16:392. Atrás Raikkonen subiu para a décima posição com 1:17:850.

Restando dez minutos para o término da sessão, as posições eram: Hamilton, Leclerc, Verstappen, Bottas, Vettel, Gasly, Norris, Sainz, Magnussen e Raikkonen.

Depois dos problemas enfrentados na sexta-feira, Lando Norris imprimia um ritmo forte e desta forma o piloto da McLaren passou para a quinta posição com 1:16:774. Na segunda rodada de voltas rápidas, todos utilizaram os pneus macios.

Restando cinco minutos para o término da sessão, Max Verstappen deixou os boxes, disputando espaço com Hamilton; o inglês não fora tão bem, mas o holandês cravou 1:16:097, e piloto da Mercedes permaneceu com a marca de 1:16:339. Vettel que vinha em volta de aquecimento de pneus, fechou em segundo com 1:16:166.

Antes do cronômetro zerar, Hamilton assumiu a ponta com 1:16:084. Acompanhado por Verstappen e Vettel com os melhores resultados.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!