TL2 China – Com reação do líder Valtteri Bottas, Mercedes assume a ponta em sessão disputada

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A segunda sessão de treinos livres, foi realizada nesta madrugada (12) e trouxe consigo Valtteri Bottas para a liderança. Desta vez o finlandês e os ponteiros da sessão, utilizaram os compostos supermacios (faixa vermelha) e com eles o piloto da Mercedes anotou 1:33:330, superando Sebastian Vettel da Ferrari por apenas 0s027. Max Verstappen ficou com a terceira posição ao anotar 1:33:551.

Com condições mais parecidas foi possível notar a grande competitividade, principalmente entre os oito primeiros colocados, que estavam separados do líder por menos de um segundo.

Nesta sessão mesclada de voltas rápidas, seguida por uma intensa simulação de corrida, Lewis Hamilton ficou com a quarta colocação. Nico Hulkenberg defendendo a Renault era visto em quinto, seguido de perto por Carlos Sainz com a McLaren. Charles Leclerc que figurou na liderança, foi superado no andamento do treino e fechou em sétimo.

Lando Norris garantiu a oitava posição, com o segundo carro da McLaren, assim como a Renault que era representada por Daniel Ricciardo, também entre os dez. Pierre Gasly ainda andando bem atrás do seu companheiro de equipe, ficou em décimo.

A Alfa Romeo seguia tentando identificar o problema no carro de Antonio Giovinazzi. A origem se deu no motor, mas a causa custava para ser identificada. Kimi Raikkonen melhorou na sessão ficando com a décima primeira posição, enquanto o italiano era visto em décimo oitavo, apenas a frente das já conhecidas Williams.

Daniil Kvyat demorou para aparecer na sessão, a Toro Rosso precisou realizar um trabalho intenso com o seu carro de alinhamento. O problema já havia aparecido no primeiro treino livre, mas precisou ser explorado mais a fundo nesta sessão.

Os pilotos acabavam demostrando mais dificuldade para guiar nesta segunda parte e vários perdendo as traseiras dos seus carros em alguns momentos, levando-os ao limite. A necessidade de fazer várias correções apareciam em várias voltas. Este é o momento ideal para construir as estratégias para classificação e corrida, já que são realizadas no mesmo horário.

A Fórmula 1 retorna a meia noite, para a realização do terceiro treino livre e na madrugada do dia 13 retorna às 03h para a classificação.

lll Saiba como foi o Segundo Treino Livre em Xangai

Na pista a temperatura estava na casa dos 36°C e no ambiente em 19°C. A umidade havia caído para 36%.

Antonio Giovinazzi foi o primeiro a deixar os boxes e utilizava os compostos médios. O piloto da Alfa Romeo ficou parado nos boxes durante toda a primeira sessão. A equipe identificou que existe um problema na unidade motriz, mas está com dificuldades para saber a sua origem.

O italiano foi o primeiro a inaugurar a tabela de tempos da segunda sessão, ao anotar 1:39:266 de médios (faixa branca). Kevin Magnussen da Haas, superava esta marca pouco depois com 1:37:663, mas Romain Grosjean não demorou para tomar a ponta 1:37:008.

Lando Norris também de pneus médios conseguia anotar 1:36:848. As marcas ainda eram altas e tinham um pouco de ligação com os compostos que estavam sendo utilizados durante estas primeiras voltas.

As Ferraris ditavam o ritmo da pista, com Charles Leclerc tomando a ponta com 1:34:271, Vettel aparecia logo atrás com 1:34:783. A scuderia italiana tinha programas diferentes para os seus pilotos, o primeiro estava com os macios, enquanto o outro utilizava os médios.

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, acabavam perdendo o controle da traseira de seus carros, mas parecia um despejo de potência em cima de pneus que estavam ainda aquecendo e não um desequilíbrio do carro. Sem demais problemas, podiam retornar para os seus programas.

Kimi Raikkonen fora liberado pela Alfa Romeo e figurava na terceira posição com 1:36:465 de macios. Giovinazzi seguia na nona posição, mas era superado rapidamente enquanto os outros pilotos começavam a fechar as suas primeiras voltas.

Hamilton tinha a sua primeira marca bem alta, mas Bottas conseguia se meter entre a dupla da Ferrari com 1:34:595. A Mercedes também realizava o teste de diferentes pneus com os seus pilotos.

Max Verstappen era o penúltimo piloto a fechar volta e conseguia subir para a segunda posição ao anotar 1:34:538. Daniil Kvyat seguia nos boxes, com a sua Toro Rosso, após ter problemas no TL1, com o alinhamento da direção, a equipe seguia realizando mais alguns ajustes no carro desde o início do TL2.

Lewis Hamilton melhorava seu desempenho durante a quinta volta com os compostos, ao anotar 1:34:226, tomando a liderança do monegasco, que havia seguido para os boxes.

Com a aproximação da primeira meia hora, a pista entrava em silêncio. Os pilotos se dirigiam para a troca dos compostos e início do segundo stint de voltas rápidas, antes da simulação de corrida ser realizada.

Lando Norris em décimo quarto, era o primeiro piloto a deixar o pit-lane e mas se mantinha utilizando os compostos médios. O britânico melhorou o suficiente para ultrapassar Raikkonen e se tornar o décimo terceiro colocado com 1:36:431. Aproveitando a pista livre, Norris seguia dando os seus giros.

Sebastian Vettel e Charles Leclerc retornaram com os compostos supermacios, assim como a dupla da Haas e Mercedes. Mas para está segunda fase da sessão, os pneus de faixa vermelha se transformavam nos novos queridinhos, o grande motivo é que o segundo treino livre ocorre no mesmo horário da classificação e largada da corrida de domingo.

O alemão passou a ser o líder com 1:33:357, Hamilton seguia em segundo com 1:34:037, enquanto Charles Lerclerc fechava a sua volta. Grosjean era chamado aos boxes, depois de estar com problemas na asa dianteira do seu carro, que havia entortado antes do piloto escorregar na curva 14 e se dar conta do problema.

Hamilton e Vettel passavam rapidamente nos boxes, retornavam mais uma vez para a pista, enquanto Bottas conseguia saltar para a primeira posição com 1:33:330. Carlos Sainz superava Charles Leclerc, para se tornar o quarto colocado. O alemão e o inglês eram recolhidos mais uma vez para os boxes.

Restando 50 minutos para o término da sessão, as posições eram: Bottas, Vettel, Hamilton, Sainz, Leclerc, Gasly, Verstappen, Raikkonen, Albon, Stroll e Pérez.

As escapadas de pista não eram tão comuns na China, no entanto era possível observar a dificuldade que os pilotos tinham de controlar a traseira dos seus carros. Em vários momentos os pilotos da Mercedes e Red Bull eram vistos corrigindo as suas voltas.

A simulação de corrida começou a ocorrer, com poucas voltas rápidas buscadas com os supermacios que passaram a ser utilizados. Kvyat era liberado para uma volta de verificação, mas retornava logo em seguida para os boxes.

Com meia hora de sessão restante, Daniil Kvyat iniciava a sua atividade, passando a ser o décimo sexto colocado em primeira volta cronometrada, anotando 1:35:166. O russo fechou em décimo terceiro. 

A simulação de corrida continuou com o seu andamento, mas Lance Stroll acabou atrapalhando piloto como Hamilton e Raikkonen, aparentemente sem nenhuma consequência futura para o canadense. 

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.