TL2 Bélgica – Charles Leclerc confirmou a boa performance da Ferrari, superando a Mercedes por 0s8

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Ferrari dominou a sexta-feira (30) de treinos livres, a equipe italiana liderou a primeira sessão com Sebastian Vettel e acabou repetindo o feito com Charles Leclerc. Os pilotos se mostravam velozes no circuito e foi difícil para os outros pilotos se aproximarem.

O monegasco anotou 1:44:123, conseguindo superar o alemão por 0s630, assim que eles instalaram os pneus macios, mas Leclerc já se mostrava forte desde o início, conseguindo superar Vettel, sempre que o alemão concluía uma volta rápida.

A dupla da Mercedes veio logo atrás, Valtteri Bottas ficou com a terceira posição, separado por 0s846 do líder. Lewis Hamilton foi o quarto colocado ao anotar 1:45:015, o inglês enfrentou problemas com o capacete o que dificultou o seu rendimento, pois precisou retornar algumas vezes aos boxes.

Surpresa mesmo ficou para os carros da Racing Point, Sergio Pérez superou Max Verstappen, ficando com a quinta posição, enquanto Lance Stroll foi o oitavo. O holandês da Red Bull enfrentou perda de potência logo após fechar uma volta rápida no início da sessão e assim acabou perdendo alguns minutos nos boxes para realizar uma verificação no carro.

Kimi Raikkonen completou o grid com a Alfa Romeo em sétimo, assim como Daniel Ricciardo com a Renault em nono. Desta vez Alexander Albon foi apenas o décimo colocado.

A Fórmula 1 retorna amanhã às 7h pelo horário de Brasília para a realização da terceira sessão de treinos livres e classificação logo depois.

lll Saiba tudo o que aconteceu no Segundo Treino Livre

Na pista a temperatura estava na casa dos 40°C, com 24°C no ambiente.

Logo que os boxes foram liberados Kevin Magnussen e Romain Grosjean se encaminharam para a pista; em ambos os carros, os pneus médios foram instalados. A dupla da Haas registrou a primeira volta cronometrada, o dinamarquês era o líder com 1:48:500, seguido pelo francês que tinha 1:49:031

Sebastian Vettel extravasou os limites de pista na curva 12, mesmo assim o alemão conseguia anotar 1:46:069. Aos poucos outros pilotos completavam o primeiro giro e assim Leclerc assumiu a ponta com 1:45:377. Pérez e Stroll eram vistos na terceira e quartas posições respectivamente, também com os pneus médios instalados.

A dupla da Williams era a única de pneus macios, mas não conseguiam superar os demais times e assim rapidamente eram lançados para o final da tabela.

Restando cerca de 12 minutos para a conclusão da primeira meia hora, Hamilton havia fechado a sua primeira volta na segunda posição após anotar 1:45:621, com Bottas no terceiro lugar ao cravar 1:45:781.

Max Verstappen demorou para ser liberado, mas logo em sua primeira volta cronometrada o piloto da Red Bull, conseguiu superar o segundo setor de Charles Leclerc, mas ao concluir o giro ficou com a segunda posição, atrás do monegasco com 1:45:394, contra 1:45:377.

Após uma volta incrível, Max Verstappen passou a enfrentar uma perda de potência no motor e logo depois precisou se dirigir para os boxes, para realizar uma verificação.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Leclerc, Verstappen, Hamilton, Bottas, Vettel, Pérez, Hulkenberg, Albon, Ricciardo e Giovinazzi.

Após uma breve pausa nos boxes, os pilotos da Haas passaram a ocupar a pista, desta vez utilizando os pneus macios, Grosjean e Magnussen ocupavam a décima sexta e décima sétima posições respectivamente. Ao concluírem as suas voltas, Grosjean ficou com a décima segunda posição, mas Magnussen foi empurrado para décimo oitavo. 

 Sebastian Vettel passou para a primeira posição com 1:44:753, seguido de perto por Valtteri Bottas com 1:44:969 e Sergio Pérez com a Racing Point, anotando 1:45:117. Ao concluir o giro, Hamilton se encaixou na terceira posição com 1:45:015.

Charles Leclerc que estava em abertura de volta rápida, assumiu a primeira posição ao anotar 1:44:123, também utilizando os pneus macios. O time italiano seguia dominando as sessões de treinos livres, assim como TL1.

Kimi Raikkonen havia subido para a sétima posição, ficando entre a dupla da Red Bull com 1:45:708.

Restando 42 minutos para o término da sessão, as posições eram: Leclerc, Vettel, Bottas, Hamilton, Pérez, Verstappen, Raikkonen, Stroll, Ricciardo e Albon. Carlos Sainz era o décimo primeiro com o carro da McLaren e Lando Norris era visto em décimo quinto em sua segunda volta com os pneus macios.

Quando adentraram aos últimos quarenta minutos de sessão, a atividade na pista diminuiu, pois as equipes passavam a focar nos treinos em modo de simulação de corrida, com os carros mais cheios de combustível e testando o desgaste dos pneus. Está é a pista mais longa do calendário e como a segunda sessão é realizada no mesmo horário da classificação e corrida as equipes acabam se dedicando mais para esta atividade.

Restando cerca de quatro minutos para o término da sessão, o carro de Sergio Pérez começou a pegar fogo e o piloto da Racing Point precisou encostar o carro. Lance Stroll também havia reclamado do sobreaquecimento do carro, muito antes do carro do companheiro de equipe apresentar algum defeito. A sessão foi encerrada em regime de bandeira vermelha, já com pouca movimentação na pista.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!