TL1 México – Verstappen puxa dobradinha da Red Bull e Renault surpreende Mercedes

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A primeira sessão de treinos livres realizada no no Autódromo Hermanos Rodríguez, nesta sexta-feira (26), foi decidida por Max Verstappen na ponta que anotou 1:16:656, seguido por Daniel Ricciado que tinha 1:17:139. A dupla da Red Bull acabou dominando a sessão, seguida por outra dupla com motores Renault, Sainz e Hulkenberg.

Neste Grande Prêmio a disputa esperada é entre Mercedes e Ferrari já que o título de Lewis Hamilton pode ser conquistado já neste domingo (28), mas o confronto evitado neste TL1 e mesmo ficando na frente do time da Ferrari, Hamilton era apenas o quinto colocado, seguido por Bottas, Vettel e Raikkonen.

Com o asfalto ainda não emborrachado, algumas escapadas de pista foram observadas, enquanto os pneus tiveram um alto nível de degradação.

Para fechar os dez primeiros colocados era possível ver Hartley e Nicholas Latifi que estava defendendo a Force India.

Os carros retornam para a pista às 16h, pelo horário de Brasília, para a realização do Segundo Treino Livre.

Saiba como foi o Primeiro Treino

A sessão começou com 18°C de temperatura ambiente, com 24°C na pista e 64% de umidade, com riscos de que a chuva chegue ao autódromo até o final desta tarde.

Para o TL1, foi possível ver Antonio Giovinazzi, o novo piloto contratado pela Sauber para a próxima temporada, ocupando o lugar de Charles Leclerc. Lando Norris estava na McLaren substituindo Fernando Alonso, assim como Nicholas Latifi no carro de Esteban Ocon.

https://twitter.com/F1/status/1055837163449917445

O primeiro a deixar os boxes foi Lando Noris e pouco depois a McLaren também liberava Stoffel Vandoorne para a pista, ambos utilizavam os pneus hipermacios. Aos poucos outros pilotos faziam companhia a eles, mas era para a execução das primeiras voltas de instalação.

O primeiro tempo cronometrado na pista veio com Kimi Raikkonen que registrou 1:19:798, restando pouco mais de 12 minutos para o término da primeira meia hora da sessão. Vettel também estava na pista, realizando a sua volta rápida e pouco depois do companheiro de equipe anotou 1:19:696 passando a ponta da tabela de tempos. A equipe italiana também utilizava os hipermacios.

https://twitter.com/F1/status/1055842811772366848

Stoffel Vandoorne foi o terceiro com tempo cronometrado e tinha 1:21:561, seguido por Sirotkin com 1:22:236.

Pérez com a Force India passou a acompanhar o ritmo dos pilotos da Ferrari, conseguindo anotar 1:20:115 e ficando no terceiro lugar. Giovinazzi era o quinto com 1:21:524 e estava acompanhado por Ericsson.

As voltas rápidas seguiam enquanto a dupla da Ferrari havia recolhido para os boxes e foi nesse momento que Sainz da Renault tomou a ponta que ainda era de Sebastian Vettel com 1:19:523. O mexicano e dono da casa nesse final de semana pouco depois superou o espanhol por 0s054, com a marca de 1:19:469.

A pista se mostrava com baixa aderência e muita sujeira então era possível ver os pilotos extravasando os seus limites, ainda buscando uma boa volta rápida.

A dupla da Mercedes e da Red Bull foram enviadas para a pista juntas e registraram suas primeiras marcas no mesmo giro, desta forma Verstappen pulou para a ponta com 1:18:588 e era seguido por Ricciardo e Bottas. Hamilton ficava apenas em décimo oitavo com 1:37:478.

Com pouco mais de 30 minutos de sessão já concluídos, às posições eram: Verstappen, Ricciardo, Bottas, Pérez, Sainz, Vettel, Raikkonen, Hulkenberg, Giovinazzi e Ericsson.

Na terceira volta do seu pneu hipermacio, Hamilton cravava 1:18:268 e tomava a ponta do holandês, no entanto os pilotos da Red Bull já estavam mais a frente do treino e Ricciardo logo passou a andar na casa de 1:17:932.

https://twitter.com/F1/status/1055847827400736769

Após a pausa aos 40 minutos para a devolução dos pneus parara a Pirelli, os pilotos firam reclusos nos seus boxes até Stoffel Vandoorne e Kimi Raikkonen quebrarem o silêncio da pista restando 39 minutos para o término da sessão. O primeiro utilizava os hipermacios enquanto o outro havia realizado a troca para os ultramacios. O finlandês provocou uma breve bandeira amarela na curva 6 após escapar da pista, mas conseguia retornar e seguir com a sua sessão.

https://twitter.com/F1/status/1055851127571443712

A nova roda de voltas rápidas havia se iniciado, Hartley da Toro Rosso era visto em quinto (1:19:024), seguido por Antonio Giovinazzi (1:19:134). Pouco depois Raikkonen passava a ser o sétimo com 1:19:170.

Foi com cerca de 26 minutos para o final que os melhores tempos passaram a aparecer, Verstappen tomou a ponta que era do seu companheiro de equipe, Sainz ficou com a terceira posição, acompanhado por Hulkenberg também da Renault. Logo depois vinha Hamilton e Bottas, andando na frente de Vettel e Raikkonen.

Hamilton ainda voltou a pista para um stint de simulação de corrida, mas logo retornou aos boxes reclamando da potência do seu motor. E desta forma a sessão seguiu até o fim com todos aproveitando para testar os pneus e imprimir o ritmo de corrida.

https://twitter.com/F1/status/1055860332323893248

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.