ColunistasFórmula 1Post

Preview para o GP de Miami – A Mônaco dos Estados Unidos

O GP de Miami será uma daquelas provas luxuosas do calendário. Os times aproveitaram alguns dias que antecedem a prova para fazer contatos e estreitar laços visando o fechamento de possíveis acordos. Levar patrocinadores, mas também atrair novos potenciais investidores, é exatamente isso que essa prova nos Estados Unidos deve auxiliar os times. Quase como se fosse uma segunda Mônaco no calendário, pois essa é uma das pistas que também é conhecida por atrair aqueles que querem se aventurar na Fórmula 1.

“Nós podemos facilmente dobrar nossos números de convidados e nós já somos de longe a equipe que comprou mais ingressos para convidados em Miami. O clima está como em época de Super Bowl”, disse o CEO da McLaren Zak Brown.

A expectativa com o GP de Miami é alta, a prova que será disputada em um circuito rua, nos arredores do Hard Rock Stadium – casa do Miami Dolphins chama a atenção. Alguns times como McLaren, Alpine e Williams investiram pesado para ter produtos especiais para essa prova. Pilotos com capacetes comemorativos, tudo para chamar a atenção para Miami.

CONHEÇA A HISTÓRIA DE MIAMI: SÉRIE CIRCUITOS DA F1: Miami

Antes do evento ter início, obviamente muitos de vocês viram imagens da marina falsa, um deque de madeira forrado com uma ilustração que tenta recriar o efeito da água. As lanchas estão ‘atracadas’ nesta parte da pista – novamente, focados na ostentação. Em Miami é muito comum as casas terem as suas próprias marinas, portanto quiseram reproduzir isso na prova.

Vemos que as equipes estão ansiosas para conhecer esse traçado, pois ele é extremamente veloz, mas oferece um grande desafio, pois existe uma combinação de curvas de baixa e alta velocidade.

Os três setores do traçado são bem diferentes, portanto, em cada uma dessas partes vamos ver alguns carros tendo comportamentos distintos, o melhor será aquele que tiver o melhor equilíbrio. A próxima etapa do calendário é Barcelona, mas Miami também compartilha algumas características com o traçado espanhol. As curvas de alta velocidade no início da volta, as longa retas que esfria os pneus, a dificuldade para manter os compostos trabalhando em uma temperatura ideal.

Traçado escolhido para o GP de Miami, com características de um traçado muito veloz – Foto: reprodução

Ao ver o terceiro setor Yuki Tsunoda o comparou com as pistas de rua da Fórmula E. “Testei a pista no simulador e os dos primeiros setores são bem rápidos, com algumas curvas de média e alta velocidade. O setor três é o que eu chamo de ‘setor da Fórmula E’ com muitas curvas apertadas e acho no geral parece ser uma pista interessante para os pilotos”, disse o japonês.

Os engenheiros ainda falam que esse traçado é a combinação de outros tantos circuitos da F1, como as retas comparadas ao estilo de Baku, as curvas de alta de Silverstone e o setor três lembra a parte que os pilotos enfrentam no autódromo Hermano Rodriguez. Referências é o que não faltam. Neste fim de semana os pilotos vão completar 57 voltas.

O circuito deve evoluir rapidamente ao longo do fim de semana. A pista foi lavada com jatos de alta pressão para que ninguém seja surpreendido com óleo que o asfalto pode soltar. Conforme o traçado for recebendo a borracha, os tempos de volta vão melhorando, os carros ganham mais aderência e os melhores tempos vão aparecer. A chuva também pode dar as caras neste fim de semana, portanto os times não descartam a utilização dos pneus de pista molhada.

A Pirelli foi na bola de segurança, apostou mais uma vez na temporada nos pneus da sua gama intermediária: C2 (duro – faixa branca), C3 (médio – faixa amarela) e C4 (macio – faixa vermelha). Os times só contam com dados obtidos em simulados, algumas equipes vão fornecer novas peças aos seus carros neste traçado, aproveitando para realizar algumas avaliações do carro e do seu desempenho neste traçado tão veloz. Dados coletados aqui podem ajudar os times a resolver os saltos dos carros – algo que vem afligindo os projetistas e engenheiros.

Os pneus selecionados para o GP de Miami – Foto: Ale Ranieri / BP
LEIA MAIS: Na zona de segurança, Pirelli escolhe gama intermediária para GP de Miami

As simulações de corrida são necessárias para estabelecer as estratégias do fim de semana e compreender melhor os pneus escolhidos para a etapa. Mesmo sendo uma gama versátil, a Pirelli precisa conflitar os dados do simulador com os reais e ver se esses são os melhores pneus para futuras provas neste traçado.

O DRS poderá ser usado em três partes da pista, mas os pilotos serão direcionados a curvas lentas. Em simulação as curvas 11 e 17 são apontadas como os principais locais para que ultrapassagens aconteçam.

Por ser um traçado de rua, o Safety Car e o SC Virtual podem pintam em qualquer momento, isso pode alterar as estratégias e mudar a dinâmica da prova. Esperamos um novo embate forte entre Red Bull e Ferrari neste circuito.

É importante dizer que os times simularam o desempenho dos seus carros individualmente, portanto tem uma ideia de como eles vão se comportar com os dados obtidos no túnel de vento e nos simuladores que os pilotos realizam seus treinos. Entretanto, eles não têm ideia de como será o comportamento dos carros ao se meter em um embate com outro competidor. Ainda é difícil dizer se eles vão conseguir realizar boas ultrapassagens ou se ao longo da prova vamos ver um distanciamento maior entre eles.

O campeonato está bem movimentado, a Red Bull conseguiu se aproximar da Ferrari, pois o time italiano cometeu mais um deslize na Emilia-Romagna. Nesta pista queremos ver para qual direção os testes realizados pela Mercedes vão levar o time, além disso, o desempenho da McLaren também é acompanhado de perto depois de duas boas provas feitas na Austrália e em Ímola.

LEIA MAIS: Mercedes planeja ‘experimentos’ em Miami para seguir com o desenvolvimento do W13

Do meio do pelotão, a disputa é para saber quem pontuará nesta prova, pois são poucas vagas para vários times que tem se revezado no Top-10.

LEIA MAIS: Guia completo para a temporada 2022 da W Series

A W Series realizará a sua estreia em Miami, com uma rodada dupla sendo disputada logo na abertura do campeonato. Jamie Chadwick segue na categoria feminina e defenderá o seu título pela segunda vez.

Programação para o GP de Miami – Foto: Ale Ranieri / BP

 

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!