ColunistasFórmula 1Post

Passado e presente se misturam na Ferrari, mas time italiano está confiante para a fase final do Campeonato

Ferrari acredita na possibilidade de brigar até o final do Campeonato, avaliando corrida por corrida e tentando evitar os problemas

Não é preciso mencionar que a Ferrari começou a temporada muito forte e com pose de equipe campeã, mas da mesma forma que os bons feitos surgiram, as coisas começaram a desandar. Erros dos pilotos, além do problema da falta de confiabilidade prejudicaram o desenvolvimento do campeonato. O GP da França marca o início da segunda metade do Campeonato, com a Red Bull contando com 82 pontos de vantagem.

Ainda no início da temporada, quando os primeiros problemas apareceram, a Ferrari dizia que não era um ano para buscar o Campeonato, mas da mesma forma dava sinais de frustração sempre que Charles Leclerc perdia novos pontos ou Carlos Sainz não completava uma prova. A fala de analisar corrida por corrida se faz presente na Ferrari desde que a temporada começou.

Leclerc cometeu aquele erro em Ímola, quando era o terceiro colocado e terminou a prova na sexta posição. O GP da França também entra na conta para um erro do piloto, já que perdeu o carro enquanto era o líder da prova e depois deixou o carro desligar, sem possibilidade de voltar para a pista.

Em Paul Ricard, com aquelas amplas áreas de escape, Leclerc perdeu o carro na curva 11 e ainda bateu em uma contenção que delimita a pista. Em teoria o circuito foi criado para evitar grandes danos no carro, de modo que o piloto possa continuar a sua atividade. Leclerc ficou frustrado com o seu erro e admitiu toda a culpa.

Charles Leclerc rodou, perdendo a liderança depois de um erro. O piloto assumiu a culpa por ter abandonado na França – Foto: reprodução Ferrari

Os outros problemas que fizeram Leclerc perder pontos estão atrelados aos erros de estratégia e falhas no motor. E no início da temporada foi a Red Bull que deu sinais de uma temporada difícil, mas a equipe conseguiu resolver os seus problemas de confiabilidade e trabalhou para que o carro ficasse cada vez mais ao estilo de Verstappen. Por consequência o holandês já conta com sete vitórias na temporada 2022.

Não é de hoje que a Ferrari tem as suas falhas, na época que contrataram Sebastian Vettel, o time italiano já estava na ânsia para conquistar o título e derrotar a Mercedes, mas um conjunto de fatores tornaram o alemão o ‘vilão’ da equipe.

Leclerc foi puxado para a Ferrari em 2019, depois de um ano correndo pela Sauber. O time mirou no monegasco como o piloto que seria o futuro da equipe, assim como outros times do grid estavam escolhendo a sua nova geração de pilotos e realizando a sua preparação. A grande questão é que Leclerc foi promovido em um momento que a Ferrari passava por um grande turbilhão.

Sergio Marchionne faleceu, em julho de 2018 provocando a necessidade de uma mudança rápida no conselho de administração, algo que motivou um período de reestruturação na Ferrari. Quando faleceu Marchionne deixou uma pendência, definir o companheiro de Vettel para a temporada 2019.

Mattia Binotto assumiu a função de chefe de equipe nesse furação, substituindo Maurizio Arrivabene. O suíço desde então passou a ser questionado, principalmente se tinha pulso firme para controlar a equipe e dirigir o time para a conquista de campeonato. Neste tempo de atuação Binotto mostrou que tem várias falhas quando está em pista, não é um chefe de equipe que se mostra muito ativo. Não assumiu aquela figura de comandante que se impõe, por outro lado, quando toma as rédeas na fábrica e deixa a corrida com Laurent Mekies, as coisas parecem funcionar um pouco melhor.

Mesmo com a grande corrida de recuperação de Carlos Sainz, a imagem que marca o fim de semana é justamente a do abandono de Charles Leclerc – Foto: reprodução

Os times de Fórmula 1 não costumam agir como times de futebol, trocando o chefe de equipe como trocam os seus técnicos, mas se os sites italianos já questionam a conduta de Binotto e de não poupam palavras quando a equipe e seus pilotos cometem erros. É impossível dizer que ninguém dos bastidores tem feito o mesmo questionamento. É possível seguir com Binotto ou existe alguma forma melhor para fortificar esse time?

Essa temporada pode dizer muito, principalmente quando os italianos acreditavam que finalmente um título estava próximo.

LEIA MAIS: Raio-X do GP da França – Aquele vencido por Verstappen, com outro abandono de Leclerc

Binotto afirma que é possível resolver essa questão sobre as vitórias até o final da temporada. “O nosso foco é a cada corrida e obter o máximo de resultados. Não aconteceu aqui em Paul Ricard, mas acho que já estamos focados na Hungria, para uma dobradinha”, avaliou Binotto.

“Acho que cada corrida conta [o mesmo] que outras. No final da temporada faremos as contas e vamos ver onde estamos. Acho que o mais importante é ver o bom pacote. Não há razão para não ganhar 10 corrida de agora até o final”, afirmou Binotto.

O conjunto da Ferrari é forte, mesmo não realizando tantas atualizações como a Red Bull, o carro segue respondendo bem. O time ganha muito nas curvas, principalmente quando focam em um pacote com alta carga aerodinâmica. A grande questão desse momento, não é a evolução desse pacote, mas sim a resistência do motor. É impossível descartar que o time italiano não terá nenhum abandono até o final.

Além das vitórias, a Ferrari também precisaria contar com problemas no carro dos adversários, para descontar ainda mais pontos. Nessa reta final de temporada, o ideal também seria Binotto mudar a sua postura, assim como Leclerc. O monegasco precisa tirar esse preso do erro dos ombros, parar de dizer que não merece ser campeão. Sem dúvidas Leclerc é rápido, mas ainda precisa desenvolver um pouco da sua técnica e a equipe é total responsável por fornecer um material adequado para que ele seja campeão.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!