Meu Querido Enzo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Filmes sobre corrida, não são apenas sobre carros velozes e a linha de chegada, engana-se quem pensa isso.

Neste final de semana eu fui ao cinema para assistir ”Meu amigo Enzo”, foi uma decisão inusitada, mas a melhor escolha dos últimos dias. Na memória o livro ”A Arte de Correr na Chuva”, estava extremamente fresco, o que em alguns casos não costuma ser muito bom por conta das comparações, mas desta vez eu me senti satisfeita.

A primeira cena é sobre Enzo, portanto desde o primeiro momento sabemos que quem vai nos conduzir por está história e toda a visão e narração feitas pelo cachorro. Então sim, não deixa de ser sobre ele, mas posso afirmar que é uma experiência fantástica e muito bem-feita, algo que foi extraído do livro e foi a decisão certa.

Enzo começa fazendo uma retrospectiva sobre a sua vida, lembrando de todos os bons anos desde a sua escolha, até o que viria a ser mais tarde o seu último suspiro.

O Enzo, bem… Ele definitivamente é cachorro de corrida. Ele é de um piloto e instrutor Denny Swift, juntos eles vão viver uma troca, Enzo aprende sobre corridas e sobre o comportamento humano, tentando evoluir para retornar uma boa pessoa, se tiver esta oportunidade. Denny do outro lado recebe suporte do amigo, ainda que ele só possa se comunicar com os olhos e com os seus latidos e acaba se tornando o cão de sorte dele.

Lembra quando falei sobre filmes de corridas não se resumirem a apenas isso? Pois bem, ninguém se resume a apenas uma atividade, Denny prova isso ao conciliar uma família, com o sonho de se tornar um grande piloto e finalmente chegar à Fórmula 1. Ayrton Senna é o seu grande ídolo e vem dai a sua vontade de se manter nas pistas.

Denny nos lembra do brasileiro, quando mostra que uma das suas melhores habilidades é a arte de correr na chuva, antecipando o movimento e deixando o carro deslizar; é claro que a comparação é inevitável, fora que ele estudou muito os movimentos de Senna, assistindo as suas corridas.

Se tornar um piloto, não está resumido a sentar atrás de um volante e guiar, pois toda a parte sensorial é o que o compõe. Sentir a pista, conhecer o ambiente e prestar atenção no que está acontecendo ao seu redor, são alguns dos pontos necessários e Denny vai mostrando isso a cada disputa travada.

Enzo também percebe todas essas coisas, afinal é um cachorro e tem apenas a parte sensorial, já que está impossibilidade de conversar com os humanos. Fica sempre muito claro está limitação dele, mas todas as ações escolhidas para estarem no filme, foram feitas à dedo.

Sem me estender muito, o filme é perfeito, tem a luta de Denny nas 24 Horas, disputas em Daytona, o mundo das contratações no automobilismo e as imagens de corridas de Ayrton Senna e da Fórmula 1 atual, emaranhadas na história dos dois.

Denny participa de várias categorias se submetendo a diversas competições, sempre em busca do seu objetivo maior. O suporte da esposa conta muito e mesmo nos momentos difíceis ela não o deixou desistir. A vida de um piloto, sempre contém riscos, ele sabe de todos eles, mas as pistas sempre foram uma extensão de quem ele é, até mesmo para as decisões tomadas fora delas. É difícil de se desvencilhar.
São várias partes marcantes, talvez seja por isso que chorei tantas vezes ou que fiquei com um sorriso bobo. Existem várias piadas ‘’internas’’ para quem curte este mundo do automobilismo, feitas na medida certa.

Vale ressaltar que para ganhar o mercado ainda que várias imagens da Fórmula 1 estejam presentes, outras categorias também foram citadas, até porque a história principal se passa nos Estados Unidos e por lá o crescimento da categoria ainda está caminhando.
Das muitas adaptações do cinema, está foi bem fiel ao livro, mas isso não exclui a boa experiência de se ler está história! O que precisou ser cortado ou trocado, foi muito bem planejado.

Para aqueles que assistiram ”Quatro vidas de um cachorro’’, fica a experiência semelhante de um cachorro contando a sua história e das pessoas que estão ao seu redor, mas neste o plus são as corridas.

Não pensem duas vezes, vá ao cinema, prestigie está história, conheça Denny interpretado por Milo Ventimiglia, Eve por Amanda Seyfried, Enzo e Zoe… Se apaixone pelas pistas mais uma vez, comemore a chegada de mais um filme de automobilismo no cinema, é um grande ano para gostar de velocidade.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!