Happy São Valentino Rossi Day! – Dia 271 de 365 dias dos mais importantes da historia do automobilismo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

No dia 16 de fevereiro (2 dias depois do Vallentine’s day) o automobilismo comemora o Nascimento de Valentino Rossi.

Para quem não sabe quem ele é… indico ouvir isso aqui:

https:/soundcloud.com/fimdogrid/ed101

Tô brincando. Como promessa é dívida, venho falar-lhes de Valentino Rossi, NOVE, NOVE vezes Campeão da MotoGP (By Bruno Shinosaki).

https://twitter.com/Eri_coke/status/963746281750450177

Rossi nasceu em Marche, Itália, no ano de 1979 e depois mudou-se para Tavullia. Filho de um também piloto de motociclismo, Graziano Rossi, começou a correr cedo, com 5 anos, mas de kart, e foi amor á primeira vista.

Em 1990, Rossi venceu seu primeiro campeonato de Kart, e em 1991 começou a correr de minimoto, conquistando algumas vitórias em corridas locais.

Fonte: MotoGP

Valentino continuou correndo de Kart, ao lado de seu pai. O caminho de Kart começou a direciona-los para a formula 1 (tentar entrar nas categorias de base), mas devido a custos altos da continuação do Kart simultaneamente com a Minimoto, optaram por continuar apenas em minimotos.

O Italiano entrou em uma competição de motos 125cc a primeira vez em 1993, onde na primeira corrida bateu a 100 metros do box, e mesmo assim terminou o fim de semana em nono lugar. Naquele ano, fez uma pole position na corrida final do campeonato, em Misano, e acabou a corrida no podium.

Fonte: MotoGP

Em 94, Rossi estava no campeonato Italiano 125cc por uma motocicleta criada por Mancini, que era chamado de mago mas motocicletas. Porém obteve resultados nada conclusíveis.

O primeiro título de Rossi veio em 1995, nas 125cc italianas, com a Aprilia. No mesmo ano, ficou em terceiro no campeonato Europeu.

No ano seguinte foi campeão mundial com a mesma moto (Aprilia), e em 97, dominou a temporada ganhando 11 de 15 corridas, sendo campeão novamente, e sendo “promovido” para as 250cc.

Fonte: MotoGP

Nas 250cc, sua primeira temporada foi acirrada com o companheiro de equipe, onde Rossi acabou em segundo, 23 pontos atrás de Capirossi. Mas em 99, Valentino se mostrou novamente e foi campeão também das 250cc, com 5 pole positions e 9 vitorias.

Pelo que entendi escrevendo esse post, me corrijam se eu estiver errada, a 500cc é uma pré-MotoGP. Nosso querido chegou com a Honda em 2000, depois da aposentadoria de Mick Doohan, e foi apadrinhado por seu engenheiro, Jeremy Burgess. O Início foi difícil, Rossi venceu apenas duas corridas naquele ano, mas em 2001 já chegou chegando, e foi campeão das 500cc com 11 vitórias e 106 pontos a mais que seu rival direto, Max Biaggi, que por acaso também era seu companheiro de equipe.

lll Finalmente…na MotoGP…

A MotoGP trata de motor de 990cc, muito maiores que as 500, onde o desafio do piloto físico é também maior. Em 2002, Rossi continuava na Honda, mas em uma categoria diferente.

Fonte: MotoGP

O título de 2002 veio com a glória de 8 vitórias seguidas das 9 primeiras corridas da temporada, e venceu faltando ainda 4 corridas. (contém…1x campeão)

A temporada de 2003 trouxe um novo rival, Sete Giberneu. Mesmo assim, Rossi fez 9 pole positions, em 9 corridas no início da temporada, alcançando o título na corrida da Malásia.

Esta temporada foi marcada pela corrida da Austrália, onde o Italiano tomou uma penalização de 10 segundos por ultrapassagem em bandeira amarela, e ainda assim finalizou a corrida 15 segundos a frente, ganhando a etapa.

O título do campeonato de 2003, marcou também o rompimento de Rossi com a Honda, pois em 2004, o Italiano foi para a Yamaha.

A primeira etapa, em Suzuka, ele já venceu, e bem como o título daquele ano, sendo o primeiro piloto a ser campeão em duas equipes diferentes de forma consecutiva.

A história de Rossi com a Yamaha foi um casamento, foram 6 anos, dos quais foi campeão em 4 temporadas pela equipe.

O ano de 2010 é um dos mais marcantes da carreira de Rossi, devido a sua superação. Na etapa de Mugello, no segundo treino livre, o italiano bateu a 190 km/h, e quebrou a tíbia de sua perna direita. Depois de uma cirurgia, Rossi foi recomendado a não voltar naquela temporada. Porém, na corrida da Alemanha ele retornou as pistas, e ao final da temporada, colecionou 9 vitórias e o terceiro lugar no campeonato.

Fonte: MotoGP

Após a era Honda-Yamaha, que foi cheia de títulos, Rossi foi para a Ducati, onde ficou dois anos, aparentemente só pra perder, pois a Ducati não apresentou resultados significativos. Em 2011 foi o sétimo no campeonato, e em 2012 o sexto.

Depois de sua temporada na Ducati, Rossi voltou para a Yamaha, onde permanece até hoje, e mesmo não sendo campeão desde 2010, ainda aparece nos podiums de vez em quando.

O italiano ainda se mantém como um dos melhores pilotos da MotoGP, competindo por podiums, e aos 39 anos, sendo um dos melhores pilotos em atividade da categoria, e o mais velho com resultados significativos!

Fonte: MotoGP

Erika Prado

Erika Prado, Ericoke, São Paulo - SP Nascida e criada na zona Lost, tornou-se podcaster devido a Bruno Shinosaki, e colunista devido a Rubens GP Netto. Estudante de engenharia mecânica, e apaixonada por qualquer máquina que precise de um coração (motor). Além de fã de automobilismo, é cinéfila e ama música de quase todos os gêneros (principalmente as que dão pra fazer coreografia), gosta de escrever textos como se estivesse contando algo pra alguém ou defendendo alguém em uma conversa, com memes, desenhos e até gráficos. Também ama auto-conhecimento, saúde mental e principalmente: a causa feminista. E não sabe ser breve...