ColunistasFórmula 1Post

Haas leva atualizações para a Hungria, mas apenas Magnussen receberá o novo pacote

Neste fim de semana a Haas introduzirá o seu pacote principal de atualizações, mas neste primeiro momento apenas Kevin Magnussen poderá avaliar as novas peças.

A Haas precisou adiar a introdução do novo pacote de atualizações, desta forma o VF-22 só receberá as suas novas peças na Hungria. O atraso foi explicado pela equipe como a necessidade de “ve

rificar algo no túnel de vento”. Além disso a Guenther Steiner admitiu a dificuldade para a produção de peças de reposição.

O time não conseguiu finalizar a construção de peças para os dois carros, desta forma com apenas um kit disponível para avaliação na Hungria, a Haas fornecerá as peças para Kevin Magnussen, pois o dinamarquês está à frente no Campeonato.

“Como muitas pessoas sabem esperamos um pouco mais para trazer nossas atualizações para a pista, porque ainda temos um bom ritmo. Agora o que queremos é aumentar o desempenho. O que ele exatamente fará, não posso dizer, não quero dar azar. Vamos ter que esperar e ver o que podemos tirar do pacote”, afirmou o chefe de equipe da Haas.

“Infelizmente tivemos alguns atrasos na fase de desenvolvimento, então adiamos do GP da França para a Hungria. Além disso, com a situação das peças adicionais que tivemos no início da temporada até a corrida sete ou oito, ficamos um pouco para trás na produção e, portanto, não temos peças suficientes para os dos carros”, afirmou Steiner.

A Haas adiou a introdução das novas peças e na Hungria apena o carro de Kevin Magnussen contará com as atualizações – Foto: reprodução Haas

Mick Schumacher esteve envolvido em dois acidentes que o carro precisou de reconstrução, isso acaba tomando um tempo na fábrica, principalmente quando é necessário fabricar peças de reposição.

A Haas tem feito muito com um orçamento pequeno e para o time é difícil acompanhar o ritmo de desenvolvimento que os grandes times apresentam. Mesmo com um pacote que ainda não foi desenvolvido, a Haas trabalhou principalmente com as configurações e ajustes do carro. Algo que a Ferrari também fez com o seu carro, para não precisar introduzir novas peças sempre.

O time americano tem seus altos e baixos e também enfrenta um pelotão intermediário muito forte, mas atualmente é a sétima colocada no Campeonato de Construtores, contando com 34 pontos. No GP da Inglaterra Mick Schumacher conquistou os seus primeiros pontos e na Áustria, Magnussen e Schumacher pontuaram.

O carro tem potencial para brigar pelo meio do pelotão, mas existem dias como na França, onde a troca do motor, combinada a alta degradação dos pneus que acaba prejudicando a competitividade da Haas. O time utiliza a unidade de potência da Ferrari e não consegue fugir dos problemas ligados a falta de confiabilidade.

A França era o circuito ideal para a introdução de novas peças, principalmente por ser um traçado já destinado aos testes, mas a Haas deseja coletar dados do seu novo pacote antes das férias de verão, para ter dados que possam acrescentar ao time depois que a Fórmula 1 retornar.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!