ColunistasFórmula 1Post

FIA estabelece novos direcionamentos para os motores de 2026

A Comissão da F1 esteve reunida nesta terça-feira (26) em Londres, Inglaterra para discutir o direcionamento das unidades de potência de 2026. Através de comunicado a FIA divulgou os principais pontos para a geração dos próximos motores que vão equipar os carros de F1.

Primeiramente eles desejam manter o espetáculo, portanto os motores permanecem os V6 que são usados pela categoria atualmente. Também pretendem evitar uma diferença excessiva de desempenho para permitir que as provas sejam mais movimentadas e justas.

Obviamente a sustentabilidade é um dos pontos mais importantes e é uma das coisas que pode determinar a entrada de novos fornecedores de unidade de potência, como Audi e Porsche. Para 2026 eles pretendem que 50% do motor tenha operação elétrica e o combustível será 100% sustentável.

LEIA MAIS: Os novos motores e a entrada da Audi e Porsche na Fórmula 1

Ainda está sendo discutido uma melhor forma para estabelecer um regulamento financeiro para as unidades de potência, o objetivo será reduzir os custos gerais para os competidores, mas ainda manter a vitrine tecnológica que é o cerne da F1.

Ao reduzir os custos para o desenvolvimento das novas unidades de potência a F1 acredita que poderá atrair nos fornecedores, desta forma aposta em uma abordagem mais sustentável e que promova a ‘igualdade’ – Foto: reprodução

Tudo é um passo para tornar o investimento nas unidades de potência mais atrativos para novos fornecedores. Atualmente temos Renault, Red Bull Powertrains, Ferrar e Mercedes, onde os alemães atualmente são os que mais fornecem motores no grid (três times além da Mercedes estão equipados com a mesma unidade de potência).

A FIA também estabeleceu algumas metas que são relacionadas aos parâmetros de desempenho a partir do momento que o desenvolvimento desta estrutura regulatória está sendo formada. A Comissão deu um feedback positivo para o que foi apresentado, mas a FIA não necessita da aprovação daqueles que fazem parte da Comissão para seguir em frente.

Conforme o desenvolvimento do regulamento acontece, atualizações simultâneas serão realizadas nas questões aerodinâmicas.

LEIA MAIS: Porsche e Audi são liberadas para competir na Fórmula 1

Para garantir a sustentabilidade, eficiência e complementar as características da unidade de potência, ocorrerá uma redução do arrasto. Conservar essas características que permitem os carros andarem uns próximos aos outros. Reduzir a dimensão dos carros e sua massa e manter um caminho de padronização ou simplificação de componentes estrategicamente selecionados para os fins de redução de custos. Ainda expandir o uso de materiais ou tecnologias sustentáveis e recicláveis. A FIA ainda aponta que a categoria dará continuidade para o espaço de inovação, avançando para cada vez mais fornecer sistemas de segurança.

Escute o nosso Podcast!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!