Em Campo Grande, Thiago Camilo vence a primeira prova, pressionado por Julio Campos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Nesta tarde de domingo em Campo Grande (11), Thiago Camilo garantiu a sua quarta vitória do ano. A disputa foi intensa até a última volta, com Julio Campos tentando de todas as formas, ultrapassar o piloto da Ipiranga.  Camilo se valeu de uma entrada melhor na reta oposta, o que fazia o botão de ultrapassagem ser anulado.

Julio Campos garantiu a segunda posição, com uma boa distância para Cacá Bueno em terceiro com a Cimed. Gaetano di Mauro chegou a quarta posição com a Shell Helix, após uma boa largada, onde conseguiu ultrapassar Felipe Fraga.

A sexta posição também foi bem disputada, com Ricardo Maurício levou a melhor com a Eurofarma RC, em cima de Max Wilson em sétimo, com a RCM Motorsport e Daniel Serra da Eurufarma em oitavo. Allam Khodair foi o nono com a Blau e Marcos Gomes fechou o top-10 com a KTF Sports.

lll Saiba como foi a primeira corrida em Campo Grande

Thiago Camilo largou na pole, seguido por Julio Campos e Cacá Bueno. Após a volta de apresentação e aquecimento dos pneus, os pilotos cruzaram a linha de chegada, mas a largada  aconteceu reta oposta.

Camilo se manteve na liderança, com Campos em segundo. Felipe Fraga que tentou ganhar posições, teve a estratégia prejudicada e caiu para a sexta posição, após ser ultrapassado por Gaetano di Mauro e Max Wilson.

Foram poucos toques no começo da prova. Cesar Ramos foi o primeiro a abandonar a corrida.

Com 35 minutos de sessão, os dez primeiros eram: Camilo, Campos, Bueno, Di Mauro, Wilson, Fraga, Maurício, Serra, Brito e Gomes.

O acionamento do botão de ultrapassagem aconteceu e os líderes passaram abrir distância ao utiliza-lo. Enquanto isso, Gaetano di Mauro, quarto colocado, tentava atacar Cacá Bueno que estava na terceira posição.

Bruno Baptista, tentava atacar Marcel Coletta e a disputa estava valendo a décima terceira colocação. Diego Nunes após se envolver com um toque, fez uma passagem pelos boxes, mas após uma verificação da equipe, retornava para a pista, no entanto ele precisaria parar mais uma vez nos boxes.

Ao passarem por fora da pista, muita poeira era levantada.

Felipe Fraga havia subido para o quinto lugar, deixando Max Wilson para Daniel Serra, que rapidamente realizou a ultrapassagem, durante a quinta volta.

As disputas mais intensas se intensificavam entre a sexta e nona posições, Serra puxava o trenzinho, seguido por Wilson, Gomes e Maurício. Mas aos poucos Valdeno Brito se aproximava deles.

O acionamento do botão de ultrapassagem acontecia para a utilização na reta oposta, Ricardo Maurício intensificava a disputa com Marcos Gomes.

Na volta 10, os boxes foram abertos e Átila Abreu recolhia o carro.

Marcos Gomes e Max Wilson, foram os primeiros a se dirigirem para os boxes. Valdeno Brito acabava ficando estacionado na pista, após Marcel Coletta tocar da traseira do carro da Prati-Donaduzzi.

Thiago Camilo levou mais tempo para se dirigir para os boxes e com isso Julio Campos assumia a ponta.

As paradas se intensificaram no penúltimo giro, no entanto Julio Campos deixou a sua troca para a última volta. O piloto da Prati-Donaduzzi não conseguiu ganhar a primeira posição e Thiago Camilo se manteve na ponta. Cacá Bueno conseguiu se aproximar dos líderes e passava a disputar a segunda posição.

Com todas as paradas realizadas, as posições eram: Camilo, Campos, Bueno, Di Mauro, Fraga, Maurício, Wilson, Serra, Khodair e Marcel Coletta.

Nelson Piquet Jr, começou a perder desempenho enquanto disputava a décima sexta posição com Guga Lima. O piloto da Full Time Sports acabou com um pneu furado e precisou se encaminhar mais uma vez para os boxes.

Restando seis minutos para o término, Camilo e Campos estavam grudados. Cacá Bueno havia se distanciado deles em cerca de 5 segundos.

Mesmo com o botão de ultrapassagem acionado, Campos não conseguiu a posição de Camilo.

Restando pouco mais de um minuto para o cronômetro zerar, os líderes acionaram o botão de ultrapassagem, mas as posições permaneceram as mesmas.

Durante a última volta, Camilo não tinha mais nenhum botão de ultrapassagem, mas Campos mesmo utilizando mais um, não conseguia realizar a aproximação e desta forma Camilo garantia a vitória.

Para a segunda prova nenhum dos líderes teria botão de ultrapassagem.

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!