Corrida movimentada com vitória de Ricardo Maurício na segunda prova em Londrina

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Ricardo Maurício venceu a segunda prova em Londrina, realizada hoje. A liderança veio após a parada nos boxes e desta forma o piloto Eurofarma RC conseguiu se manter com folga na primeira posição.

Bruno Baptista que optou por uma estratégia diferente, se deu bem e chegou a segunda posição. Seguido por Átila Abreu da Shell V-Power. Bia Figueiredo que abandonou na primeira prova, conseguiu a quarta posição, utilizando todos os botões de ultrapassagem para galgar posições no grid. A última ultrapassagem dela foi em cima de Felipe Fraga.

O piloto da Cimed Racing, também perdeu algumas posições e ficou em sexto, atrás de Diego Nunes da KTF Sports.

Completando o grid ainda tivemos Nelson Piquet Jr com a Full Time Sports, seguido por Rubens Barrichello que veio de um final de semana complicado em Londrina. Thiago Camilo, nono com a Ipiranga Racing e Julio Campos da Prati-Donaduzzi.

A Stock Car retorna em cinco semanas para a disputa da corrida em Santa Cruz do Sul.

Os vencedores do Fan Push foram: Átila Abreu, Valdeno Brito, Julio Campos, Cacá Bueno, Rafael Suzuki e Ricardo Zonta.

O grid de largada depois das inversões de posição, era: Átila Abreu, Marcel Coletta, Marcos Gomes, Ricardo Maurício, Nelson Piquet Jr, Felipe Fraga, Daniel Serra, Julio Campos, Valdeno Brito e Thiago Camilo. Guga Lima e Rubens Barrichello largaram dos boxes.

Gaetano di Mauro fora recolhido para os boxes após ficar parado na pista.

Abreu conseguia se manter na ponta Marcos Gomes vinha colado no piloto da Shell V-Power.  Desta forma, antes do final da primeira volta, Gomes era o segundo colocado com Coletta em terceiro.

A largada da segunda prova era mais intensa, com os pilotos extremamente colados e tentando realizar ultrapassagens neste primeiro momento.

Ainda na segunda volta, Cacá Bueno abandonava a corrida, encostando em uma área de escape da pista. O radiador havia furado e ele perdia as chances de disputar a prova.

Na volta 5 as posições eram: Abreu, Gomes, Coletta, Maurício, Fraga, Piquet Jr, Campos, Camilo, Serra e Osman.

Bia Figueiredo voava na pista, ultrapassando vários adversários, já que tinha quatro pneus novos e não havia participado da primeira prova. Sendo assim a piloto da Ipiranga Racing era a décima sétima colocada, passados dez minutos de prova.

Marcos Gomes na segunda posição, utilizava o botão de ultrapassagem para se defender de Ricardo Maurício que havia ganhado a posição de Marcel Coletta e restavam 27 minutos para o término da prova.

Na disputa pela segunda posição Gomes e Maurício, seguiam utilizando o botão de ultrapassagem. Enquanto Fraga passava a ser o quarto colocado ao pressionar Marcel Coletta. Logo atrás, Julio Campos e Thiago Camilo se aproximavam da disputa, sendo apenas a décima primeira volta.

Na volta 13 as posições eram: Abreu, Maurício, Fraga, Campos, Gomes, Camilo, Coletta, Serra, Osman e Piquet Jr. A disputa dos dez primeiros era intensa, com os pilotos extremamente próximos invertendo posições e atacando em todas as voltas. Marcel Coletta virava o alvo, perdendo espaço a cada giro.

Novamente a janela dos boxes era aberta na décima quinta volta.

Daniel Serra e Pedro Cardoso abandonavam a prova, antes de conseguirem chegar aos boxes.

Julio Campos tinha um pouco de problemas na parada nos boxes, ao realizar a troca do pneu traseiro esquerdo. Abreu, Maurício, Camilo e Campos, foram um dos primeiros a seguir aos boxes. As paradas eram mais longas, com os pilotos adicionando mais combustível.

Com todas as paradas nos boxes e o grid arrumado, as posições eram: Maurício, Abreu, Fraga, Baptista, Figueiredo, Piquet Jr, Nunes, Osman, Barrichello e Camilo.

A tática de Bia Figueiredo fora boa e desta forma era vista em quinto na vigésima segunda volta.

Após as paradas nos boxes, os confrontos diminuíram. Maurício na liderança, havia aberto mais de dois segundos.

Baptista utilizava o botão de ultrapassagem para tentar chegar na segunda posição.

Faltando dois minutos para o cronômetro zerar, Bruno Baptista, assumia a segunda posição. Felipe Fraga não tinha mais botões de ultrapassagem e Bia Figueiredo pressionava o piloto da Cimed, para chegar a quarta posição.

Ricardo Maurício cruzava a linha de chega antes do cronômetro zerar e desta forma restavam duas voltas para o final.

Maurício conseguia a vitória, seguido por Bruno Baptista e Abreu garantia a terceira posição. Bia Figueiredo ficava com a quarta posição.

 

 

 

 

 

 

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo


Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.