Classificação – Show de Alonso no Q1 e Lewis Hamilton faz a pole na Inglaterra

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Uma classificação bem tumultuada em relação aos tempos, a chuva esteve presente no Q1 e acabou ajudando no desempenho da McLaren, onde podíamos ver Fernando Alonso liderando ele. A medida que a pista vinha secando, o Q2 virou uma verdadeira salada, mas Hulkenberg não deixou de impressionar com o seu desempenho. O rendimento de Fernando Alonso acabou caindo e espanhol não passou para a ultima fase da sessão, mas Vardoorne aproveitava a oportunidade para colocar o seu carro entre os 10 e pela primeira vez se classificar na frente do espanhol. 

Porém não teve para ninguém o inglês da casa acabou fazendo a pole após marcar 1:26:600 e Kimi Raikkonen vai largar ao seu lado amanhã logo depois de superar o seu companheiro de equipe. Valtteri Bottas que havia marcado o quarto tempo, vai ter que cumprir a punição de menos cinco posições portanto vai ocupar o nono lugar no gird para a corrida da Inglaterra. 

ll Q1

O treino classificatório começou molhado, a chuva que havia chegado no terceiro FP3, ficou até a classificação. Os pilotos da Red Bull, Ferrari, Haas, McLaren e Renault optaram por colocar os pneus intermediários de chuva, enquanto isso os carros da Force India, Sauber, Williams e Mercedes usavam os pneus supermacios. Mas alguns já voltavam para os boxes para colocar os compostos de faixa verde.

Max Verstappen foi o primeiro a marcar tempo 1:43:166 e logo em seguida Ricciardo tomava a ponta com 1:42:966. Hulkenbarg se tornava segundo com 1:43:027 e Vandoorne era quarto 1:44:598. Raikkonen que vinha tentando fazer uma volta rápida, acabou dando uma leve errada e aparecia apenas em sexto. Vettel conseguia o quarto lugar com 1:44:059.

Os carros da Force India se colocavam os em oitavo e nono, com Ocon e Pérez. Bottas se tornava sétimo com 1:44:169 e Hamilton era terceiro com 1:43:130. O carro de Ricciardo acabava parando no setor 2, perto da área dos boxes, provavelmente com problemas no turbo e o piloto da Red Bull que era o líder, acabaria despencando na tabela, por consequência disso uma bandeira vermelha foi acionada. Werhlein e Ericcson ainda não tinham marcado tempo.

O top-10 era Ricciardo, Hulkenberg, Hamilton, Verstppen, Vettel, Sainz, Bottas, Grosjean, Vandoorne e Ocon. Restavam 10 minutos para o termino do Q1.

Não demorou muito para a sessão ser liberada e o carro de Ricciardo levado para os boxes já que ele estava bem próximo da sua entrada. Alguns pilotos optaram por voltar com um jogo de pneus intermediários novos depois da bandeira vermelha.

Nesta nova rodada da classificação Raikkonen era o primeiro a abrir volta e marcava 1:43:315. Hamilton assumia a ponta 1:41:296 e Bottas era segundo 1:42:196 mas não ficou muito tempo nessa posição, pois Pérez da Force India marcava 1:42:009. Sebastian Vettel vinha pouco tempo depois e registrava 1:40:056 para assumir a ponta do inglês. Grosjean pulava para quarto 1:42:042. Massa era sexto com 1:43:579. Os tempos seguiam sendo melhorados, já que a chuva havia diminuido e a pista estava apenas úmida e em alguns trechos praticamente seca.

Verstappen vinha para tomar a ponta de Vettel com 1:38:912, Hamilton se tornava segundo com 1:39:069 e Bottas assumia o terceiro lugar 1:39:698. Ocon e Alonso foram até os boxes para colocar os pneus supermacios e tentar mais uma volta com poucos segundos para o termino da sessão. Hulkenberg surpreendia e subia para a terceira posição com a sua Renault 1:39:201 e Palmer aparecia em décimo com 1:41:404. Alonso depois da bandeira quadriculada do Q1 subia para primeiro ao marcar 1:37:598. Vandoorne era oitavo com 1:40:011 e todos os pilotos caiam uma posição depois do feito do espanhol.

ll Eliminados do Q1
16) Lance Stroll 1:42:573
17) Kevin Magnussen 1:42:577
18) Pascal Wehrlein 1:42:593
19) Marcus Ericsson 1:42:633
20) Daniel Ricciardo 1:42:966

ll Q2

Eric Boullier chefe de equipe da McLaren torcia para a chuva voltar no Q2, depois da volta surpreendente de Fernando Alonso. Verstappen, Bottas, Kvyat já estavam na pista. Bottas optava por usar os pneus macios, enquanto isso os outros pilotos apostavam pelos supermacios. Max Verstappen marcava 1:33:917 e Grosjean assumia a ponta com 1:33:172, mas pouco tempo depois, os carros da Ferrari ficavam com o primeiro e o segundo tempo 1:32:171 do Raikkonen e Vettel com 1:32:186.

Aos poucos a dupla da Ferrari era empurrada para a parte de baixo da tabela, quando Hulkenberg assumia 1:31:085, logo depois tinhamos a Mercedes de Hamilton e Bottas, Pérez, Gorsjean e Ocon.

Conforme a pista estava melhorando Bottas já vinha para assumir a ponta 1:29:687. Vettel era o segundo com 1:29:907, Hulkenberg era empurrado para quarto. Não demorou muito para Hamilton assumir a ponta e o inglês virava 1:29:097. Os carros da McLaren se encontravam dentro do top-10 .

Faltando 5 minutos para o termino da sessão a classificação era Hamilton, Bottas, Vettel, Hulkenberg, Verstappen, Raikkonen, Ocon, Vandoorne, Kvyat e Alonso.

Felipe Massa voltava para a pista na tentativa de passar para o Q3, mas o brasileiro só conseguia melhorar o tempo, mas não saia da décima quarta posição. Grosjean pulava para nono com 1:31:091. Vertappen subia para segundo com 1:29:431. Kvyat era sexto com 1:30:355. Vettel assumia a ponta com 1:28:978 e Raikkonen era segundo com 1:28:992 a apenas 0s014 do companheiro de equipe.

Depois da bandeira quadriculada Palmer que havia conseguido obter a décima posição, era tirado dela depois de Pérez conseguir o oitavo lugar. Vandoorne passava para o Q3 e se classificava pela primeira vez na frente de Fernando Alonso. Massa ficava apenas com o décimo quinto lugar. Hamilton melhorava o seu tempo com 1:27:893. Nico Hulkenberg ficava com quinto lugar com 1:29:340. A dupla da Force India ficava com o sétimo e oitavo lugar, com Ocon e Pérez, seguido por Grosjean da Haas.

ll Eliminados do Q2
11) Jolyon Palmer 1:30:193
12) Daniil Kvyat 1:30:355
13) Fernando Alonso 1:30:600
14) Carlos Sainz 1:31:368
15) Felipe Massa 1:31:482

ll Q3

Para a terceira fase da classificação os pilotos optavam em ir para a pista com os pneus supermacios. A dupla da Force India estava também com os compostos supermacios porém os jogos deles já eram usados, os demais pilotos estavam com jogos novos. Bottas marcava 1:27:231 e Hamilton assumia a ponta 1:27:231, Pérez era terceiro com 1:29:238 e Ocon 1:29:525.

Raikkonen vinha para assumir o quarto lugar com 1:27:622 e Vettel tomava a segunda posição de Bottas com 1:27:430. Verstappen era quinto com 1:28:301 e Hulkenberg em sexto com 1:28:920. Grosjean era nono 1:29:679 e Vandoorne ficava com o décimo lugar 1:29:677.

Os pilotos voltavam para os boxes para começar o segundo stint e com menos de três minutos eles retornavam para a pista com mais um jogo de pneus supermacios novos. Ocon melhorava a sua volta e Pérez subia para sexto com 1:28:902, Bottas ficava com o quarto lugar ao marcar 1:27:356. Hamilton marcava a pole com 1:26:600, Raikkonen vai largar em segundo 1:27:147, Vettel terceiro com 1:27:356 e era o único que usava compostos com algumas voltas. Para completar o top-5 Verstappen com 1:28:130.

Ainda para fechar o grid de largada Hulkenberg com o sexto lugar 1:28:856, seguido por Pérez, Ocon 1:29:074, Vandoorne 1:29:418 e Grosjean 1:29:549.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: