Classificação Bélgica – Com volta das férias, Ferrari marca domínio com Charlec Leclerc cravando a pole

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Ferrari dominou os treinos livres e se consagrou na classificação, com Charles Leclerc que obteve a terceira pole da carreira hoje (31), após anotar 1:42:519. O monegasco conseguiu melhorar o tempo que já era bom em seu segundo giro rápido. Sebastian Vettel superou Lewis Hamilton para ficar com o segundo lugar, anotando 1:43:267.

Desta forma, Lewis Hamilton foi o terceiro colocado, separado por 0s763 do líder. Valtteri Bottas fechou na quarta posição, acompanhado por Max Verstappen com a Red Bull, que enfrentou problemas de perda de potência do motor, no começo da prova. Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg foram o sexto e sétimo, respectivamente com o carro da Renault.

Kimi Raikkonen com a Alfa Romeo, defendeu o time na oitava posição, após o motor de Antonio Giovinazzi abrir o bico. Sergio Pérez, um dia após o anúncio de renovação do contrato com a Racing Point até 2022, ficou em nono, com Kevin Magnussen completando o top-10.

O grid vai sofrer alterações, foram seis pilotos punidos por troca de peças no motor: Daniel Ricciardo, Nico Hulkenberg, Daniil Kvyat, Carlos Sainz, Alexander Abon e Lance Stroll. Mas lembramos que o motor de Antonio Giovinazzi e Robert Kubica, acabaram quebrando, e como o sistema de parque fechado tem início após a classificação, os pilotos devem ser punidos por conta das alterações.

A Fórmula 1 retorna amanhã às 10h10, para a realização do GP da Bélgica.

lll Saiba como foi a Classificação

lll Q1

Na pista a temperatura estava na casa dos 41°C, com 28° no ambiente.

Assim que a pista foi liberada George Rusell deixou os boxes utilizando os pneus macios, acompanhado pelo companheiro Robert Kubica da Williams.

Aos poucos outros pilotos foram deixando os boxes e Lewis Hamilton se preparava para a sessão classificatória, a Mercedes conseguiu arrumar o carro para a sessão que não teve o chassi danificado.

Robert Kubica provocou uma bandeira vermelha, quando o motor da Williams acabou estourando na curva 18 e labaredas de fogo saíram pelo escapamento. Imediatamente a sessão foi interrompida, ninguém havia registrado nenhum tempo.

Quando a sessão foi retomada às 10h15 pelo horário de Brasília, os pilotos tinham 12m59s para realizar as primeiras voltas rápidas. Rapidamente uma fila se formou no pit-lane e o circuito ficou bem movimentado.

Max Verstappen foi o primeiro a ter volta aberta, mas por conta da falta de potência anotou 1:51:843. Na Mercedes a situação era diferente, Bottas tinha 1:45:141, acompanhado por Hamilton com 1:45:260. A Ferrari foi para a primeira posição com Leclerc ao cravar 1:43:587, separado de Vettel com 0s522.

Após fecharem as primeiras voltas, as posições eram: Leclerc, Vettel, Bottas, Hamilton, Albon, Ricciardo, Giovinazzi, Grosjean, Pérez e Magnussen.

Na zona de corte era possível ver Sainz, acompanhado por Kvyat, Russell, Verstappen e Kubica, os dois últimos sem nenhum tempo aferido.

Restando dois minutos para o término, Verstappen havia retornado para a pista e logo depois ao fechar a sua volta, registrou 1:44:622, subindo para a quarta posição.

O motor de Antonio Giovinazzi também estourou e com isso mais uma bandeira vermelha foi estabelecida no circuito. Como restavam apenas 43 segundos a atividade do Q1 foi encerrada. O italiano era o oitavo colocado, mas não poderia dar seguimento a classificação.

Desta forma Carlos Sainz não conseguiu dar mais uma volta no circuito e acabou eliminado. O piloto da McLaren estava na lista de pilotos punidos por conta de troca de peças no final de semana.

lll Eliminados

16) Pierre Gasly 1:46:435

17) Carlos Sainz 1:46:507

18) Daniil Kvyat 1:46:518

19) George Russell 1:47:578

20) Robert Kubica – Sem tempo

lll Q2

Após o carro do italiano ser removido da pista, a segunda fase da sessão teve início e assim os pilotos começaram a aquecer os seus compostos. Raikkonen abriu a tabela com 1:44:140, seguido por Kevin Magnussen que tinha 1:45:149, mas que era rapidamente superado.

Charles Leclerc voltou para a ponta com 1:43:376, acompanhado por Vettel com 1:43:506. Lewis Hamilton foi para a terceira posição, com Bottas empurrado para o quarto lugar, separado por 0s604 do líder.

Após a primeira volta concluída, as posições eram: Leclerc, Vettel, Hamilton, Bottas, Verstappen, Raikkonen, Ricciardo, Pérez, Stroll e Magnussen.

Na zona de eliminação estavam: Hulkenberg, Grosjean, Norris, Albon e Giovinazzi. O tailandês da Red Bull não voltaria novamente para a pista, em função da punição que vai cumprir neste domingo.

Com pouco mais de dois minutos para o final, os pilotos retornaram para a pista, todos utilizando os pneus macios, como no início do Q2.

Daniel Ricciardo subiu para a quinta posição, seguido por Verstappen e Raikkonen. Com a pista limpa, Leclerc melhorou a sua volta para 1:42:938, assim como Vettel com 1:43:037.

lll Eliminados

11) Romain Grosjean 1:44:797

12) Lando Norris 1:44:847

13) Lance Stroll 1:45:047

14) Alexander Albon 1:45:799

15) Antonio Giovinazzi – Sem tempo

lll Q3

Mais uma vez a pista foi liberada e Kimi Raikkonen aproveitou para pegar o trecho limpo para aquecer os pneus. Hulkenberg havia atrapalhado Bottas, assim como o finlandês bloqueou a passagem de Hamilton.

Riccarido liderava a sessão com 1:44:257, seguido por Pérez com 1:44:902. Enquanto isso a dupla da Ferrari e Mercedes fecham as suas voltas. Leclerc passava para a liderança com 1:42:644. Lewis Hamilton conseguia a segunda posição com 1:43:282, separado do monegasco por 0s638.

Sebastian Vettel havia se posicionado a frente de Bottas com 1:43:476, contra 1:43:578 do finlandês. As posições eram: Leclerc, Hamilton, Vettel, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Pérez, Raikkonen, Magnussen e Hulkenberg.

Os pilotos fizeram uma passagem rápida nos boxes para instalar novos pneus macios e tentar mais uma volta rápida. Leclerc conseguia melhorar o tempo para 1:42:519, mas Vettel acabava por conquistar a segunda posição com 1:43:267, o alemão travou as rodas em sua última volta rápida.

Leclerc por sua vez conquistava mais uma pole na carreira.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!