BPCast § 52 | Review da Corrida do Milhão de 2019 da Stock Car – Lucas di Grassi de herói a vilão e Ricardo Maurício vence novamente a Corrida do Milhão da Stock Car.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Neste episódio falamos do final de semana da Stock Car em Interlagos e como foi toda a festa da Corrida do Milhão, Daniel Serra com o companheiro se sagrando campeão, Ricardo Maurício vencendo na pista e Lucas di Grassi caindo de herói para vilão em uma curva.

lll Podcast: Reproduzir em uma nova janela | Baixar (Duração: 1:06:29 — 45.8MB)Incorporar

lll Assine: Apple Podcasts | Android | E-mail | Google Podcasts | Stitcher | Spotify| RSS | More

lll Participantes: Rubens Netto e Deborah

Escreva para nós: contato@boletimdopaddock.com.br

Nossas Redes Sociais: Twitter | Facebook | Instagram | Youtube

lll Agradecimento aos apoiadores: Ricardo Bunnyman, Maya Barbosa, Elieser Teixeira, Luis Felix, Arthur Felipe, Thiago Bulet, Rafael Celloni, Will Mesquita, Anthony Santos, Rogério Froner, Helena Lisboa, Cássio Machado, Carlos Del Valle, Bruno Valle, Erick Nemez, Bruno Shinosaki, Alberto Xavier, Will Bueno e Ricardo Silva.

lll CONTATO

l Escreva para nós: contato@boletimdopaddock.com.br

l Nossas Redes Sociais: Twitter | Facebook | Instagram | Youtube

lll Participantes:

l Débora: @DehFlowers | Contando Estrelas | Edição Rápida | OsKarteiro 

l Rubens: @rubensGPnetto | Podcast F1 Brasil | Edição Rápida | OsKarteiro

lll Vinheta de abertura e trilha:

l Abertura: Extreme Sports por Amillion

l Trilha: Weekend in Tattoine da biblioteca do Youtube

lll Feed do Boletim do Paddock: Feeds.Feedburner.com/DiznoBoletimque

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Rubens Gomes Passos Netto

“Netto”, popularmente conhecido entre os imigrantes Guaxupeanos que tocam a zueira no pequeno município de São Paulo, gosta de comprar livros e outras bugigangas que orbitam o universo da Fórmula 1, já semeava a discórdia ao aceitar o rótulo de “nerd”, quando em terras tropicais, tal rotulo era algo, um tanto quanto pejorativo aos descendentes de primatas residentes nas regiões montanhosas produtoras de café, o que julgava ser maravilhoso, ainda mais sendo um apaixonado pela Fórmula 1, fã da McLaren por paixão e pela Ferrari por criação, já que nasceu em uma família descente de italianos produtores de café e não fabricantes de macarrão, na sua pacata opinião a melhor temporada foi a 2008, já que por um infortúnio reprodutivo de seus pais não conseguiu assistir a temporada de 1986, admira e muito o Emerson Fittipaldi, tem como o carro dos sonhos o McLaren MP4/4 e sonha em um dia ou noite pilotar em Spa e provar que as teorias que não levam a humanidade a lugar algum dos quais ele defende são mais úteis que um relógio digital, salvo se for para comer um pastel de camarão acompanhado de um chopp escuro.