TL3 Inglaterra – Hamilton coloca Mercedes na ponta, mas a disputa é acirrada com Raikkonen

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A última sessão de treinos livres antes da classificação contou com Hamilton na liderança ao registrar 1:26:722, mas a ponta foi concorrida entre ele e Raikkonen da Ferrari e não é à toa que os dois pilotos ficaram separados por apenas 0s093. Nos treinos livres que aconteceram na sexta-feira (6) um foi liderado pela Mercedes e o outro pela Ferrari, mostrando que a disputa final desse sábado (7) vai ser muito acirrada.

Bottas também participou da briga pela ponta nos minutos finais, mas ficou com a terceira posição. Já Sebastian Vettel era o quarto, não retornando para a pista, já que estava com uma dor no pescoço, preferindo se poupar para a classificação.

O destaque do TL3 vai para a dupla da Sauber que figurou entre P5 e P6, mas terminou com Charles Leclerc ocupando a sétima posição e Marcus Ericsson em décimo.

Brendon Hartley sofreu um acidente, provocando uma bandeira vermelha, logo após a suspensão esquerda da sua Toro Rosso quebrar, deixando o piloto sem nenhum controle do carro e indo direto para o muro de contenção. Nada aconteceu com o neozelandês, que saiu aparentemente bem, mas o seu carro ficou com as duas suspensões quebradas depois do choque e a lateral e parte da traseira, danificadas. Gasly foi poupado pela equipe e não enviado mais para a pista, já que eles queriam saber se o problema poderia ocorrer nos dois carros. 

A classificação começa às 10h pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi a Terceira Sessão de Treinos Livres

Stoffel Vandoorne da McLaren e Charles Leclerc da Sauber foram os primeiros a se alinhar no pit-lane e seguir para a pista para a volta de instalação. No carro do piloto belga era possível ver o flow-vis aplicado em algumas áreas do seu carro, justamente para identificar o comportamento do ar.

O primeiro a abrir volta no circuito foi Max Verstappen e tinha 1:50:527, mas era uma marca muito alta para as que foram obtidas principalmente no TL1 realizado na sexta-feira (6). Na volta seguinte o holandês melhorava para 1:29:238 e Raikkonen passava a assumir a primeira posição com 1:27:913.

Dando seguimento à sessão, Vettel era mais um dos pilotos que aferia tempo e tinha 1:28:190, assumindo a segunda posição. Raikkonen melhorava a sua marca para 1:27:607. Grosjean e Gasly ocupavam o quarto e o quinto lugar, mas aos poucos outros pilotos seguiam para a pista.

Com pouco mais de 45 minutos de sessão uma bandeira vermelha era acionada, por conta de Brendon Hatley, que ao desacelerar para fazer a curva 6, via o braço da suspensão da sua Toro Rosso quebrar perdendo o controle do carro e se dirigindo ao muro de contenção.

Doze minutos depois do acionamento da bandeira vermelha, a pista voltava a ser liberada, restando 32 minutos de sessão. Leclerc se adiantava com os pneus macios instalados, mas aos poucos outros competidores também tomavam a pista. Quinze pilotos ainda não tinham tempo aferido.

Hamilton ao obter a sua primeira marca tinha 1:27:701, ficando na segunda posição, atrás de Raikkonen. Vettel seguia evoluindo a sua marca e Bottas passava a ser o quarto colocado com 1:28:281. A dupla da Haas estava ocupando a sexta e a sétima posições com Magnussen e Grosjean. Gasly seguia com a sua marca e parado nos boxes da equipe, enquanto a Toro Rosso tentava identificar algum problema no seu carro que pudesse levar a acontecer um acidente semelhante ao de Hartley.

Fernando Alonso que estava no final da tabela passava a ser o nono com 1:29:614, utilizando os pneus médios. Hamilton passava a ser o primeiro colocado com 1:27:442.

Ainda no circuito era muito comum ver alguns pilotos escapando na pista e Esteban Ocon da Force India era um deles.

Com vinte minutos restantes para o término da sessão, os pilotos passavam a retornar para os boxes. A dupla da Sauber chamava a atenção por estar ocupando a quinta e a sexta posição com Leclerc e Ericsson.

Raikkonen conseguia superar Hamilton ao registrar 1:27:199 e apenas ele e Bottas seguiam na pista, iniciando um novo stint de pneus macios. Bottas deixava a quarta posição para ocupar o segundo lugar com 1:27:364.

O finlandês da Ferrari seguia melhorando para 1:26:815 colocando 0s549 no piloto da Mercedes. Segundos depois Hamilton conseguia aferir mais uma marca com os compostos macios novos e tinha 1:26:722 superando Raikkonen por 0s093.

Nos minutos finais da sessão, alguns pilotos retornavam com pneus novos, Ricciardo, assim como Magnussen, superava a equipe da Sauber. Alonso com os médios era o décimo com 1:29:070.

Com os pneus novos, havia muita movimentação nos tempos, Verstappen superava o companheiro de equipe com 1:28:012, Ricciardo era o sexto com 1:28:018 e Leclerc em sétimo com 1:28:146. Ericsson retornava à décima posição com 1:28:814.

Os pilotos aproveitaram os minutos finais para melhorarem as suas marcas, na última sessão de treinos livres antes da classificação. Gasly não retornou para a pista. Vettel com dores no pescoço se poupou para a definição da pole.

Após o encerramento da sessão os pilotos ainda treinaram a largada.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.