TL2 Brasil – Mercedes passa a ser a mais veloz no circuito brasileiro, mas os pneus são a grande preocupação do final de semana

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O mais veloz da sexta-feira foi Valtteri Bottas, anotando 1:08:846. O interessante desta sessão foi a proximidade em que os três primeiros chegaram, Hamilton ficou separado do companheiro de equipe por 0s003 e Vettel em terceiro com 0s073.

Além de uma disputa acirrada na pista, os pneus estão com uma alta taxa de degradação, formando bolhas de 12 a 19 voltas, vai ser difícil fazer essa prova com apenas uma parada. A pista no autódromo chegou aos 30°C, mas hoje nem foi um dia tão quente.

Os pilotos e equipe aproveitaram para coletar a maior quantidade possível de dados. Para o sábado existe a possibilidade de chuva, o que muda a configuração dos carros.

Ricciardo com o turbo trocado pela sexta vez no ano, perde 5 posições no grid de largada do domingo (11), o australiano finalizou em quarto. Verstappen fechou em quinto, seguido por Raikkonen, o finlandês utilizou apenas os compostos médios e macios nesta sessão.

Grosjean passou a ser o sétimo, com Leclerc que evoluiu para oitavo, Magnussen o nono e Ocon para fechar o top-10.

Nico Hulkenberg que já vinha abusando do uso das zebras e extravasando os limites de pista com a sua Renault, varias vezes nesta sexta, abusou, passando com os dois pneus do lado direito fora da grama e foi direto para o muro de contenção na curva 13. O incidente provocou o acionamento da bandeira vermelha que permaneceu cerca de dez minutos ativada. O alemão não retornou mais para a sessão.

Os carros retornam para a pista neste sábado (10), para a realização do terceiro treino livre às ao 12h e para a classificação às 15h, pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi o Segundo Treino Livre

https://twitter.com/F1/status/1060940927680856065

A temperatura na pista estava na casa dos 33°C e no ambiente 21°C. A umidade subira um pouco com relação ao primeiro treino livre, atingindo os 75%.

Sergio Pérez retornou ao seu carro, após ceder o seu lugar para Nicholas Latifi, e foi assim com Fernando Alonso na McLaren e Marcus Ericsson.

Raikkonen foi o primeiro a deixar os boxes e utilizava os compostos médios em sua Ferrari, assim como Hulkenberg da Renault. A preferência era pelos macios.

O finlandês não demorou muito para registrar 1:10:587 e era seguido por Sirotkin com 1:11:642.

Com a previsão de chuva os pilotos não demoraram para ocupar a pista e registrar as suas primeiras voltas rápidas com os compostos mais lentos do final de semana. As nuvens em torno do autódromo começavam a ficar mais pesadas e para obter mais informações sobre os carros, não hesitaram em tomar a pista.  

Sebastian Vettel, foi o primeiro a andar na casa de 1:09 alto, o alemão anotou 1:09:990 de macios. 

Com 11 minutos de sessão, uma bandeira vermelha provocava uma paralisação momentânea na pista, pois Nico Hulkenberg havia batido forte entre a Junção e a Cuva do Café.

https://twitter.com/F1/status/1060942922907033600

https://twitter.com/F1/status/1060944418092601344

A pista foi liberada após a remoção do carro do alemão. Charles Leclerc foi o primeiro a deixar os boxes ainda com os compostos macios.

Raikkonen abandonou os médios para utilizar os supermacios, enquanto o finlandês aquecia os pneus, Hamilton passava a ser o segundo com 1:09:662.

Sendo o primeiro com os compostos mais macios, Raikkonen assumiu a ponta com 1:09:508. O piloto havia travado a roda dianteira direita. No entanto não era o único, Charles Leclerc também marcava o asfalto de Interlagos.  

A Mercedes passou a andar rápido com Hamilton, e o inglês registrava 1:09:245, assumindo a ponta. Com meia hora de sessão concluída, às posições eram: Hamilton, Raikkonen, Vettel, Bottas, Grosjean, Ricciardo, Magnussen, Leclerc, Ocon e Stroll.

Quebrando a barreira do 1:08, alto, Sebastian Vettel registrava 1:08:919, mas Bottas com quatro giros do seu pneu supermacios superava o alemão por 0s073. Foi neste momento com 35 minutos de sessão concluída que os pilotos retornaram para os boxes.

Hamilton conseguia dar uma volta tão rápida quanto o companheiro de equipe, 1:08:849, era surpreendente o quanto os três primeiros colocados estavam tão próximos na tabela de tempos.

Alonso apresentou um giro rápido com o supermacio mais novo (1:10:507) passando a ser o décimo segundo colocado. Verstappen com os macios ainda sem nenhuma volta registrada no TL2, apareceu na tabela de tempos, restando apenas 40 minutos para o final da sessão, foi o sétimo e evoluiu para sexto com 1:09:652. Depois que o holandês realizou a troca para os supermacios passou a quinto com 1:09:339.

Os pilotos aproveitaram para utilizar os 30 minutos finais para a simulação de corrida. A Mercedes era veloz, mas a grande preocupação foi com os pneus, que estão tendo um alto consumo e se degradando rapidamente.

Sebastian Vettel também apresentou bolhas com 19 voltas realizadas com os supermacios.

Parecendo domingo, Sainz e Grosjean se encontraram no ”S” do Senna, travaram uma disputa enquanto o espanhol da Renault tentava a ultrapassagem.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.