TL1 Itália – Pérez coloca Racing Point Force India na ponta, em sessão úmida em Monza

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O primeiro treino livre em Monza foi marcado pela pista úmida, após uma chuva que havia caído antes da sessão ter início. Como o final de semana tem grandes chances de ser bem chuvoso, os pilotos ficaram mais tempo nos boxes do que dando giros na pista, para conservar os pneus de chuva, dos quais as equipes têm poucos jogos disponíveis. 

Raikkonen teve a sua marca superada por Pérez que registrou 1:34:000 após o cronometro da sessão já estar zerado. O mexicano encaixou 0s550 no tempo obtido pelo finlandês da Ferrari. A pista passou a evoluir a cada volta que os pilotos realizavam e um trilho seco era formado no circuito.

Os primeiros lugares com exceção de Raikkonen não foram nada convencionais, Ocon era o terceiro, seguido por Hartley que até liderou o TL1 momentaneamente. Ricciardo após enfrentar problemas com o motor na sua volta de instalação fechou em quinto lugar.

Gasly era o sexto, com Verstappen em sétimo. A dupla da Renault ficou com o oitavo e nono tempo, com Sainz liderando a dobradinha. Bottas completou os 10 primeiros colocados.

Sebastian Vettel acabou optando por conservar os pneus e deu apenas quatro voltas no circuito, assim como Hamilton que tinha apenas 6 voltas. 

Alguns pilotos foram vistos cometendo alguns erros e extravasando os limites da pita, por ela estar muito escorregadia. 

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre

A primeira sessão de treinos livres em Monza, começava molhada, já que chovia no circuito desde antes do seu início. A temperatura na pista era de 21°C e no ambiente estava em 17°C. 

Uma fila para a saída dos boxes havia se formado no pit-lane, quase dez minutos antes da liberação da pisa. Daniel Ricciardo, Hulkenberg, Ericsson, Norris e Gasly logo deixavam os boxes utilizando os pneus de chuva extrema. Ainda na volta de instalação, Ricciardo já tinha problemas e passava a andar lento pelo circuito. O seu carro da Red Bull sofria com perda de potência de motor.

https://twitter.com/F1/status/1035453063190994945

Raikkonen era o primeiro a utilizar os pneus intermediários na sua volta de instalação.

O alemão da Renault era o primeiro a abrir os tempos na tabela, marcas que demoraram cerca de 15 minutos para aparecer. Hulkenberg registrava 1:39:567 levantando muito spray na pista e após duas voltas retornava aos boxes.

https://twitter.com/F1/status/1035457055287660544

Lando Norris que havia assumido o lugar de Stoffel Vandoorne na McLaren, retornava a pista ainda com os compostos de chuva extrema, dando apenas mais uma volta sem tempo registrado. A dupla da Haas por outro lado passava a apostar nos pneus intermediários.

O segundo tempo cronometrado veio com Carlos Sainz, após registrar 1:39:920 com os compostos intermediários. O espanhol logo era superado por Kimi Raikkonen que havia registrado 1:38:878.

Sebastian Vettel chegava a ponta da sessão perto da primeira meia hora de conclusão da sessão ao registrar 1:37:867. As posições eram, Vettel, Sainz, Hulkenberg e Raikkonen.

O espanhol conseguia chegar a ponta após registrar 1:37:424. Daniel Ricciardo era liberado pela equipe e o problema no motor aparentemente havia sido resolvido. O australiano já também era visto com os compostos intermediários. Aos poucos outros pilotos passavam a ocupar a pista.

Max Verstappen cometia um erro na curva 11, após perder a traseira da sua Red Bull e o holandês estava realizando uma boa volta, com um melhor primeiro setor, mas acabou concluído a volta no oitavo lugar.

Carlos Sainz seguia na liderança e era o primeiro a chegar na casa de 1:36, alto e logo depois retornava para os boxes. Hulkenberg aparecia em segundo e Verstappen subia para a terceira posição. Ricciardo após cometer um erro na curva 7, era mais um dos pilotos a retornar para os boxes.

A pista estava um sabão e era comum ver alguns pilotos cometendo alguns erros na pista e extravasando os limites da pista.

Com 40 minutos de sessão já realizados as posições eram: Sainz, Bottas, Hulkenberg, Verstappen, Vettel, Raikkonen, Pérez, Ericsson, Stroll e Leclerc.

Pouco tempo depois, Hamilton após realizar uma volta limpa conseguia registrar 1:36:866 e no giro seguinte, conseguia melhorar a sua marca para 1:36:546.

Bottas tomava a ponta do companheiro de equipe após registrar 1:36:308. Charles Leclerc evoluía para a terceira posição após registrar 1:36:648 e Ocon passava a ser o quarto com 1:36:931.

Poupando os pneus de chuva para o final de semana, os pilotos davam algumas voltas rápidas no circuito, mas logo depois retornavam aos boxes e quando eram liberados novamente para a pista, permaneciam com os mesmos compostos. Havia muito sprey na reta principal e a pista estava bem úmida ainda, não abrindo a possibilidade para a utilização dos pneus de pista seca.

Chegando a conclusão da penúltima hora de sessão, Raikkonen passava a ser o sexto ao registrar 1:36:877 e Verstappen deixava a décima terceira posição para ser o quarto colocado com 1:36:750.

Chegando a última hora de sessão as posições eram: Verstappen, Bottas, Hamilton, Leclerc, Pérez, Raikkonen, Ocon, Sainz, Magnussen e Gasly.

Hulkenberg e Sainz retornavam para a pista, com pouco mais de 20 minutos para o final. O alemão da Renault passava a ser o segundo colocado ao registrar 1:36:107 e o espanhol era o quarto com 1:36:262. Pouco depois Sainz conseguia superar o companheiro de equipe para assumir o segundo lugar.

Raikkonen era o piloto com mais voltas realizadas com os intermediários e havia realizado algumas voltas de simulação de corrida.

Restando pouco mais de dez minutos para o final da sessão, existiam vários pilotos nos boxes. O tempo de Verstappen seguia intocado, mas Gasly conseguia superar a dupla da Renault, se encaixando na segunda posição. Ricciardo passava a ser o terceiro ao registrar 1:35:899.

A pista passava a evoluir e já existia um trilho seco, os poucos pilotos que aproveitavam a pista disputavam a ponta, Hartley superava o companheiro de equipe ao registrar 1:35:024, com Ricciardo em segundo sendo separado por 0s183. Raikkonen retornava mais uma vez para a pista.

https://twitter.com/F1/status/1035474688758165504

A marca do finlandês era superada, após Pérez registrar 1:34:000 quando o cronometro já havia zerado.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.