TL1 Inglaterra – Pierre Gasly surpreende ao assumir a ponta e supera Valtteri Bottas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A primeira sessão de treinos livres, realizada hoje (12) em Silverstone, Inglaterra, fechou liderada por Pierre Gasly, com 1:27:173. O francês superou Valtteri Bottas, após o cronômetro zerar e conseguiu ser melhor 0s456 que o finlandês, dono da segunda melhor marca, 1:27:629.

De fato, foi uma surpresa o tempo obtido por Gasly, mas na sessão que abriu o final se semana do GP da Inglaterra, o piloto da Red Bull, esteve andando próximo a Max Verstappen. O holandês ficou com a terceira colocação.

Leia também: Sem mais desculpas

A chuva fina, chegou na meia hora final da sessão, gerando um clima de incerteza, no entanto ela atrapalhou apenas 10 minutos do TL1 e rapidamente os pilotos conseguiram espaço para encaixar mais voltas rápidas. A Red Bull aproveitou este momento para crescer na pista.

Lewis Hamilton, ficou com o quarto lugar. Charles Leclerc, superou o companheiro de equipe, nos últimos minutos, portanto Sebastian Vettel foi sexto colocado.

Logo depois veio a dupla da Renault, com Nico Hulkenberg a frente de Daniel Ricciardo. A equipe francesa se posicionou à frente de Alexander Albon da Toro Rosso (9°) e Carlos Sainz da McLaren. Lando Norris foi o décimo primeiro, após a melhora das Renault.

Foi uma sessão até que confusa, por conta do enorme número de rodadas; a provocada por Romain Grosjean na saída do pit-lane foi a que mais chamou a atenção, por conta da quebra da asa dianteira. A Alfa Romeo, enfrentou problemas com Kimi Raikkonen, provocando uma bandeira vermelha. Ambos foram melhores, apenas que Robert Kubica.

A Fórmula 1 retorna às 10h, para a realização do segundo treino livre.

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre

A temperatura na pista estava alta, na casa dos 31°C, com 20°C no ambiente. A umidade no ar estava em 66%, um dia antes, a chance de chuva chegava aos 80%.

Assim que a pista foi liberada, Alexander Albon era visto com a grade de aferição aerodinâmica, instalada na lateral da sua Toro Rosso. Os pilotos que eram liberados, davam apenas uma volta de instalação, retornando rapidamente para os boxes.

Na Alfa Romeo, o teste aerodinâmico era feito com o flow-vis, espalhado pela lateral esquerda do carro de Antonio Giovinazzi. A Toro Rosso ainda optou por enviar Danill Kvyat, com a grade de aferição, instalada na parte da frente do carro. E assim foram os primeiros minutos na pista.

Restando pouco mais de 8 minutos para o término da primeira meia hora, Robert Kubica foi o primeiro piloto a ter volta registrada no circuito, anotando 1:34:735, mas era rapidamente superado por Lando Norris com 1:31:691, com Nico Hulkenberg com 1:32:422.

Enquanto isso, Romain Grosjean em sua saída do pit-lane, acabava rodando e batendo no muro de contenção. O francês quebrou o bico da Haas e precisou dar uma volta completa na pista, para finalmente realizar a troca da peça. O virtual Safety Car fora ativo, momentaneamente.

https://twitter.com/F1/status/1149611176847790081

Com a pista liberada, os tempos começaram a abaixar. Finalmente a dupla da Mercedes era liberada e rapidamente Valtteri Bottas, assumia a ponta com 1:29:604. Lewis Hamilton era visto em sexto com 1:31:296, atrás de Sebastian Vettel com 1:31:133.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Bottas, Norris, Verstappen, Leclerc, Pérez, Vettel, Hamilton, Raikkonen, Gasly e Russell. George Russell era visto rodando e passando pela generosa área de escape. O erro do piloto da Williams não era o único com dificuldades, até mesmo os pilotos da Ferrari e McLaren estavam com dificuldade para estabelecer um ponto de referência.

A dupla da Mercedes utilizava os pneus médios, assim como Lando Norris, mas os compostos macios ainda eram os favoritos. Entrando na segunda meia hora, Bottas conseguia melhorar para 1:28:562, Lewis Hamilton havia subido para a segunda posição com 1:29:118 e era seguido por Verstappen com 1:29:324. Daniel Ricciardo era o quinto colocado com 1:29:930, com Nico Hulkenberg também da Renault, em nono, com 1:30:361.

Kimi Raikkonen provocou uma bandeira vermelha ao parar na curva 7, o carro começou a fazer alguns barulhos estranhos que remetiam a quebra dele. O incidente ocorreu, na conclusão dos primeiros 40 minutos, coincidindo com o momento da devolução do primeiro composto utilizado para a Pirelli.

Com a paralisação, as posições eram: Bottas, Hamilton, Verstappen, Gasly, Pérez, Vettel, Albon, Ricciardo, Leclerc e Sainz.

Grosjean fora liberado com 43 minutos restante, para registrar a sua primeira marca do final de semana. Mas o francês cometia um erro e rodava no circuito, desta forma permanecia na última posição com uma marca muito alta.

Aos poucos os pilotos eram mais uma vez liberados. Bottas, Gasly, Vettel e Ricciardo utilizavam os pneus macios.

Charles Leclerc melhorou a marca para 1:28:621, deixando a nona posição para se tornar o terceiro colocado. Carlos Sainz era o quinto com 1:29:162, seguido por Daniel Ricciardo com 1:29:244. O novo stint de voltas rápidas era bem aproveitado, Bottas conseguia melhorar para 1:27:629, se mantendo na primeira posição.

Ao entrar na última meia hora, a chuva chegava ao circuito atrapalhando cerca de 10 minutos da sessão. Rapidamente as equipes recolhiam os seus carros, para não correr nenhum risco. Bottas ainda foi enviado com um composto intermediário, mas a pista tinha diversas áreas secas.

Com menos de 20 minutos, os pilotos mais uma vez eram liberados com os compostos macios, para mais algumas voltas rápidas. Max Verstappen conseguia superar o tempo de Leclerc, com 1:28:608.

Vettel e Leclerc ainda experimentaram os compostos intermediários de chuva, arriscando apenas uma volta na pista.

Com seis voltas do composto macio, Verstappen subia para a segunda posição com 1:28:009.

Com o cronômetro zerado, Pierre Gasly que havia superado o companheiro de equipe, passava a ser o líder da sessão, com 1:27:173.

Charles Leclerc ficou com a quinta colocação, superando Vettel, com o tempo de 1:28:253.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.