TL1 Espanha - Bottas abre a sexta-feira na liderança em sessão com a presença de Kubica • BP • Boletim do Paddock

TL1 Espanha – Bottas abre a sexta-feira na liderança em sessão com a presença de Kubica

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Abrindo a primeira sessão de treinos livres nesta sexta-feira (11), Valtteri Bottas foi o nome que marcou o começo das atividades na pista, evoluindo sua marca no decorrer da uma hora e meia disponível, finalizou com 1:18:148, seguido por Lewis Hamilton e Sebastian Vettel.

Algumas equipes como Ferrari, Red Bull, McLaren e Williams trouxeram grandes atualizações para os seus carros na Espanha. A equipe de Grove aposta em um novo pacote aerodinâmico e com isso trouxe Robert Kubica para a primeira sessão de trinos livres esperando um parecer do seu piloto de testes e aquele com uma maior experiência na categoria. Os resultados obtidos não pareciam muito favoráveis tendo em vista que os dois carros da Williams ficaram com o décimo nono e vigésimo lugar na tabela, mesmo utilizando os pneus supermacios, compostos que são os mais velozes do final de semana.

Lance Stroll bateu seu carro o que acabou deixando a equipe desfalcada, com apenas um carro na pista restando mais de meia hora para o término da sessão. Outro piloto que também foi vítima do circuito catalão, foi Daniel Ricciardo que perdeu a traseira da sua Red Bull e foi parar na barreira de pneus, tendo que ser rebocado para os boxes. A pista estava bem verde o que ocasionou várias escapadas dos pilotos, mas apenas os dois tiveram consequências mais graves.

A sexta-feira e a primeira sessão de treinos não são muito reveladoras nem mesmo uma afirmação do que vai acontecer no restante do final de semana, ainda não dá para afirmar se o novo pacote da McLaren é eficaz, mas os dois carros ficaram no top-10 com Fernando Alonso em sexto e Vandoorne em nono.

As equipes ainda estão testando os novos componentes e o real desenvolvimento dos carros e sua eficiência só devem ser conhecidos na sessão classificatória onde eles vão buscar seus limites.

lll Saiba como foi a primeira sessão de Treinos Livres

Fernando Alonso foi o primeiro a deixar os boxes e utilizou os pneus macios, seguido pelo companheiro de equipe, pelos dois carros da Sauber e da Renault, mas aos poucos os demais pilotos também foram se encaminhando para a pista para a sua volta de instalação.

Fora a primeira vez possível de se ver com maiores detalhes os retrovisores que a Ferrari trazia instalado no seu halo.

A Red Bull com Daniel Ricciardo fez a aferição aerodinâmica com algumas grades instaladas na lateral do seu carro, assim como a Renault que realizava um teste semelhante, mas com as grades instaladas na parte traseira.

Robert Kubica, devido as alterações que foram trazidas pela Williams para o circuito da Espanha, participava da primeira sessão de treinos livres no lugar de Sergey Sirotkin.

A primeira rodada de tempos registrados veio com Fernando Alonso tomando a liderança ao registrar 1:22:226, seguido por Vandoorne com 1:22:529 e Esteban Ocon com 1:22:592. O piloto da Force India utilizou os pneus médios no começo da sessão.

Não demorou muito tempo para Raikkonen assumir a ponta, logo após registrar 1:20:336 com pneus macios instalados. Kubica também aparecia na tabela de tempo ocupando a quinta posição com os compostos supermacios registrando 1:23:386, seguido por Lance Stroll com 1:24:077 que também utilizava pneus de faixa vermelha.

Raikkonen investia na alternância de voltas rápidas e lentas e dois giros depois do primeiro tempo aferido tinha 1:20:262, onde melhorava a sua marca.

Sebastian Vettel apareceu na tabela de tempos, quando já se aproximava do final da primeira meia hora de sessão e tinha 1:21:195 ocupando a quinta posição e na volta seguinte o alemão perdia o controle da traseira do seu carro e rodando na pista na curva 10, assim como Valtteri Bottas na curva 13.

Hamilton era o terceiro colocado com 1:20:700 e havia reclamado do vento que causava instabilidade no carro, mas pouco tempo depois o inglês saltava para a primeira posição ao registar 1:18:997.

A disputa pela ponta havia começado no final da primeira meia hora da sessão e Bottas tomou a liderança ao registar 1:18:997, os carros da Mercedes foram os primeiros a chegar nessa marca. Sebastian Vettel saltava para a terceira posição com 1:19:900.

Diversos erros eram cometidos na pista, com vários pilotos passando pela brita, assim como Grosjean e Hartley, no entanto dava para se notar que alguns pilotos estavam abusando e explorando a pista da melhor forma, até para ajudar a equipe a encontrar o ajuste ideal para o carro, neste final de semana de disputas.

Ricciardo chegava ao terceiro lugar com 1:19:871 quando eles entraram na segunda meia hora da sessão, mas pouco tempo depois o piloto australiano causava um virtual Safety Car ao bater na barreira de pneus na curva 4 e o guincho precisou rebocar o seu carro para os boxes da equipe. A pista também se mostrava um pouco verde e com pouca aderência em vários pontos.

Os pilotos acabaram se encaminhando para os boxes já que existia um limitador de velocidade na pista e para a devolução dos pneus utilizados nesta primeira fase para a Pirelli. As posições nesta paralização eram: Bottas, Hamilton, Ricciardo, Vettel, Alonso, Verstappen, Raikkonen, Gasly, Vandoorne, Magnussen, Grosjean, Leclerc, Hulkenberg, Sainz, Pérez, Ocon, Hartley, Kubica, Stroll e Ericsson.

https://twitter.com/F1/status/994877227002220544

Restando pouco mais de 40 minutos para o término da sessão, Sergio Pérez era o primeiro piloto a retomar as atividades na pista, seguido por Bottas e Hartley. O finlandês da Mercedes conseguia melhorar ainda mais a sua marca e tinha 1:18:499, com um jogo de compostos macios novos. Hartley da Toro Rosso ainda na parte de baixo da tabela ocupando a décima sexta posição conseguia registrar 1:21:886.

Aos poucos os pilotos retornavam para a pista e as marcas voltaram a melhorar, Grosjean tinha 1:20:967 no décimo primeiro lugar. Vandoorne, que ocupava a sétima posição, tinha 1:20:140 com os pneus médios e Bottas melhorava um pouco mais com 1:18:441.

Hamilton era encaminhado para a pista com os pneus médios e Kubica retornava para a pista com um novo jogo de pneus supermacios. Lance Stroll, pouco depois de superar o tempo do seu companheiro de equipe ao registrar 1:22:756 ocupando a décima oitava posição, acabava perdendo a traseira da sua Williams, batendo na barreira de pneus e ficando parado na brita, necessitando ter o seu carro guinchado para os boxes e novamente um virtual Safety Car fora ativo, reduzindo a atividade na pista.

https://twitter.com/WilliamsRacing/status/994880181696376832

Assim que a o VSC foi desativado, os pilotos retornaram para a pista e Bottas ainda utilizando os mesmos compostos macios tinha 1:18:148. Pérez era o décimo segundo colocado com 1:20:924, ao subir da décima sexta posição.

Kubica conseguia melhorar para 1:21:510. Os pilotos da Ferrari também registravam as suas novas marcas e dessa vez com os pneus supermacios, Raikkonen subia de nono para terceiro com 1:19:449, seguido por Vettel com 1:19:772. Verstappen era o oitavo com 1:20:064

Na volta seguinte do alemão, o piloto da Ferrari superava o companheiro de equipe com 1:19:098, mas Raikkonen fazia a sua volta mais lenta para o resfriamento.

Fernando Alonso era enviado para a pista com o fluido espalhado pelo seu carro, justamente para a equipe saber o comportamento do vento e algumas áreas do carro.

Verstappen com os pneus médios conseguia evoluir na pista e passava a ocupar a quinta posição com 1:19:663, restando pouco mais de 10 minutos para o término da sessão. Fernando Alonso passava a ser o sexto colocado com 1:19:858.

Nos minutos finais do primeiro treino livre, Verstappen ainda conseguia melhorar a sua marca para 1:19:187 e passando a ocupar a quarta posição, assim como Vandoorne que tinha 1:20:083. Ericsson conseguia evoluir no último minuto colocando a sua Sauber em décimo quarto com 1:20:984.

https://twitter.com/F1/status/994888999914352640

https://twitter.com/F1/status/994888171975561216

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.