TL1 Bahrein – Ferrari abre com dobradinha, puxada por Charles Leclerc

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Fórmula 1 retornou está semana para a realização do Grande Prêmio do Bahrein e nesta sexta-feira (29) a Ferrari abriu os trabalhos no circuito barenita liderando a sessão. Charles Leclerc anotou 1:30:354, com os pneus supermacios, acompanhado por Sebastian Vettel com 1:30:617.

A escuderia de Maranello se mostrou superior a Mercedes, pois Valtteri Bottas em terceiro ficou separado por 0s974 do primeiro colocado, duas semanas após a sua vitória na Austrália. Lewis Hamilton era visto na quarta posição, ainda mais distante da dupla da Ferrari.

Defendendo o quinto e o sexto lugar, Max Verstappen e Pierre Gasly respectivamente, atuaram como terceira força da sessão. Do sétimo para baixo era uma verdadeira ‘salada’, Carlos Sainz com a Mclaren, era seguido por Nico Hulkenberg da Renault, Daniil Kvyat da Toro Rosso e Kimi Raikkonen com a Alfa Romeo. 

Com o asfalto ainda ‘verde’ era possível ver vários pilotos extravasando os limites de pista. O asfalto abrasivo deixava os compostos bem desgastados, além disso é preciso levar em consideração que o horário do primeiro treino livre não é nada favorável por ser realizado ainda no calor intenso do Bahrein. 

O segundo treino livre do GP do Bahrein começa ao 12h pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi a Primeira Sessão de Treinos Livres no Bahrein

As temperaturas começaram elevadas, com 28°C no ambiente e 49°C na pista.

https://twitter.com/F1/status/1111584432077582336

Quando a pista foi liberada, Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo, Carlos Sainz e Lando Norris da McLaren, eram os primeiros a deixar os boxes, em uma variedade de pneus médios e macios instalados em seus carros, para realizar uma volta de instalação, antes do começo das voltas rápidas.

Pierre Gasly era visto com grades de aferição aerodinâmica instaladas na parte traseira do seu carro, ao lado esquerdo. É um dos circuitos mais abrasivos para os pneus traseiros e a parte com que as equipes acabam se preocupando mais.

Escute o BPCast Preview do Bahrein

Quinze minutos após o início da sessão, Max Verstappen se encaminhava para a pista, o piloto da Red Bull ainda não havia deixado os boxes. O holandês era o primeiro a abrir volta, registrando 1:33:085, com os pneus supermacios, inaugurando a tabela de tempos. Aos poucos outros pilotos tomavam a pista e Carlos Sainz assumia a segunda posição com 1:35:358, com os médios. Robert Kubica era o terceiro com 1:36:857 utilizando os supermacios.

Verstappen conseguia reduzir a sua marca para 1:32:950, seguido por Hamilton com 1:33:335. Pouco depois Bottas assumia a ponta com 1:32:340, com os compostos macios, assim como os utilizados pelo companheiro de equipe.

Sergio Pérez subia para o quarto lugar com 1:33:854, ao superar Kvyat com 1:34:497. Lance Stroll provocava uma bandeira amarela momentânea no setor 3, ao rodar sozinho. O canadense acabou dando uma leve batida no muro de contenção e logo depois retornava aos boxes. Os pneus traseiros ficavam danificados em sua primeira volta.

https://twitter.com/F1/status/1111592574152830976

A dupla da Ferrari, passou a ocupar a segunda e a terceira posições com Charles Leclerc e Vettel, mas pouco depois o alemão da Ferrari, subia ao primeiro lugar com 1:32:299.

Com a primeira meia hora concluída, as posições eram: Vettel, Bottas, Leclerc, Verstappen, Hamilton, Albon, Hulkenberg, Kvyat, Pérez e Ricciardo.

Era possível ver os pilotos perdendo a traseira em alguns pontos, por conta do asfalto que estava ‘verde’ e além disso ser uma pista muito técnica, com algumas curvas que exigem mais da sua entrada, para logo depois os pilotos buscarem uma boa retomada. Vettel que seguia na pista, melhorava para 1:31:747, acompanhado por Leclerc com 1:31:884.

Apenas Sainz, Norris e Gasly estavam com os compostos médios instalados. Quando os pilotos retornaram aos boxes, era possível notar que a faixa interna dos pneus estavam bem desgastadas.

Com a conclusão dos primeiros 40 minutos, os pilotos retornaram aos boxes, para a devolução dos primeiros compostos, utilizados nesses primeiros minutos de sessão. As posições antes do retorno para a pista, eram: Vettel, Leclerc, Bottas, Hamilton, Verstappen, Ricciardo, Albon, Hulkenberg, Magnussen e Kvyat.

https://twitter.com/F1/status/1111593739175129088

Max Verstappen era o primeiro a retornar para a pista, utilizando novos compostos supermacios. Com o circuito livre, o holandês registrava 1:31:673. Pouco depois Gasly também era liberado pela Red Bull.

https://twitter.com/F1/status/1111597120283389953

Romain Grosjean, abandonava os médios, para rodar com os supermacios. Enquanto isso, Gasly subia para o terceiro lugar com 1:31:815, melhorando bem no segundo setor, mas ainda sendo inferior ao que o companheiro de equipe, conseguiu tirar no segundo e terceiro.

Grosjean conseguia subir para a sétima posição com 1:32:994, após fechar a sua volta com os compostos novos, no entanto os outros pilotos também iniciavam o seu novo stint de voltas rápidas. Bottas que havia caído para o sexto lugar, conseguia subir para a primeira posição com 1:31:328, desbancando o tempo de Verstappen.

Giovinazzi que estava próximo ao final da tabela, passava a ser o oitavo com 1:32:949. Hamilton que estava o sétimo, pulava para o segundo lugar, logo após cometer um erro na penúltima curva do circuito e anotar 1:31:601.

A nova rodada de voltas rápidas era apertada e Vettel registrava 1:30:617, com Leclerc o por 0s263, subindo a primeira posição. Em ordem de forças, Ferrari, Mercedes e Red Bull, entravam assim para a última meia hora.

https://twitter.com/F1/status/1111599613717475328

Lance Stroll seguia nos boxes, após aquela batida no início da sessão, enquanto Pérez era o décimo sétimo colocado.

https://twitter.com/F1/status/1111599966361919489

Raikkonen de décimo segundo, passava a ser o décimo, com 1:32:385. Stroll conseguia retornar para a pista, nos 20 minutos finais, mas era apenas o décimo oitavo colocado com 1:33:876.

Com quase todos os pilotos nos boxes, Pérez e Stroll aproveitavam para realizar alguns giros sozinhos.

Nos quinze minutos finais, os pilotos realizaram algumas voltas de simulação de corrida e testes aerodinâmicos, como Carlos Sainz que tinha o flow-vis espalhado pela lateral esquerda do seu carro.

Alexander Albon e Kimi Raikkonen acabavam se tocando, com o piloto da Alfa Romeo sendo jogado para fora da pista. George Russell, perdia a sua Williams na curva três, rodando e provocando uma bandeira amarela.

Com o cronometro zerado, Nico Hulkenberg se estranhava com Kimi Raikkonen e pouco depois Antonio Giovinazzi que vinha andando aparentemente rápido, os dois se chocaram, o alemão reclamava da conduta do italiano, por ter ”jogado’’ o carro para cima dele e assim o relógio chegava ao zero.

https://twitter.com/F1/status/1111599966361919489

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.