TL1 Alemanha – Ricciardo supera Hamilton por 0s004, colocando a Red Bull na liderança

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Fórmula 1 retornou para a Alemanha depois de dois anos sem provas da categoria serem realizadas no país. Daniel Ricciardo ficou com a ponta após a realização da primeira sessão de treinos livres ao registrar 1:13:525, superando o inglês da Mercedes por apenas 0s004.

A parte de cimda da tabela de tempos fora bem disputada, com Max Verstappen sendo o piloto com a primeira marca referencial para ser batida pelos outros competidores, à medida que eles foram passando a utilizar os pneus ultramacios o tempo de Max fora superado. O holandês terminou em terceiro com apenas 0s189 de diferença.

A pista é nova para esse tipo de carro, já que há dois anos as coisas eram bem diferentes na F1, a categoria corre agora em Hockenheim não só com carros mais largos, mas também com uma nova configuração de compostos, passando a ser uma novidade para as equipes.

A Ferrari ainda não mostrou toda a sua força, mas é bem típico da equipe buscar o seu maior potencial aos sábados, dessa forma Sebastian Vettel terminou em quarto com Raikkonen em sexto.

A Haas mais uma vez nesse ano volta a figurar na sétima e oitava posições com Grosjean e Magnussen na busca por ultrapassar a Renault e se tornar a quarta força do campeonato, apenas 19 pontos separam as equipes.

A sessão foi uma busca dos pilotos pela volta ideal no circuito, abusando das zebras e algumas vezes extravasando os limites da pista.

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre da Alemanha

Antonio Giovinazzi substituiu Marcus Ericsson na Sauber para a realização da primeira sessão de treinos livres. Na Force India, Nicholas Latifi assumia o lugar de Esteban Ocon.

https://twitter.com/F1/status/1020229242389397505

Daniel Ricciardo era o primeiro a alinhar no pit-lane com a Red Bull e seguir para a pista utilizando os pneus ultramacios e a grade de aferição acoplada em seu carro. O australiano se viu acompanhado de Giovinazzi utilizando os compostos médios e Sebastian Vettel com os macios. Aos poucos outros pilotos foram realizando as suas voltas de instalação.

Com oito minutos de sessão realizada, Max Verstappen era o primeiro a obter uma volta cronometrada em Hockenheim e tinha 1:16:526 utilizando os pneus médios. O holandês seguia na pista melhorando a sua marca para 1:15:055, após realizar sete voltas com o composto de faixa branca.

Os pilotos da Williams tinham quatro voltas não cronometradas, dessa forma a dupla da Toro Rosso fez ‘companhia’ para o tempo de Max Verstappen, utilizando os pneus macios com Gasly ocupando o segundo lugar, seguido por Hartley. O francês saiu muito de traseira na sua primeira volta e sentiu dificuldade para guiar o carro.

Aos poucos outros pilotos foram ocupando a pista, Raikkonen subia para a segunda posição com os pneus macios, seguido por Sainz com os ultramacios e Bottas em quarto utilizando os mesmos compostos do finlandês da Ferrari. A dupla da Haas também realizava as suas primeiras voltas cronometradas no circuito.

Um pedaço da lateral do carro de Giovinazzi da Sauber se soltava e ficava abandonado pela pista, mas não provocou nenhuma bandeira amarela, já que a limpeza foi realizada rapidamente. Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Verstappen, Raikkonen, Bottas, Ricciardo, Hamilton, Magnussen, Sainz, Vettel, Grosjean e Hulkenberg.

Ricciardo conseguia superar a marca do companheiro de equipe com 1:14:622, utilizando os pneus ultramacios e assumindo a primeira posição, com Sebastian Vettel em segundo, logo depois vinha a dupla da Mercedes com Bottas e Hamilton. Pérez passava a ser o sétimo colocado.

A sessão tinha o seu andamento e Hamilton saltava de quarto para o primeiro lugar, superando Ricciardo por 0s286. Fernando Alonso era o décimo quarto com 1:16:441. Vandoorne seguia nos boxes após realizar três voltas com os ultramacios e não ter nenhuma marca registrada no circuito. Apenas o belga e Giovinazzi ficaram mais tempo parados nos boxes.

Com a conclusão dos primeiros quarenta minutos de sessão, os pilotos se dirigiam para as suas garagens para a realização da troca dos pneus e a devolução dos primeiros compostos utilizados para a Pirelli.

Restando quarenta minutos para o término da sessão, Antonio Giovinazzi era o primeiro a se encaminhar para a pista, utilizando os pneus médios. Não demorou para o italiano ter companhia na pista, Hulkenberg e Bottas passavam a abrir novas voltas rápidas dando preferência para os compostos de faixa roxa. O italiano subia para a décimo oitavo com 1:17:517, com Bottas passando a assumir a liderança da sessão com 1:13:903.

Raikkonen passava a ser o terceiro colocado, utilizando um novo jogo de compostos macios. Leclerc que era o décimo sétimo subindo para a oitava posição com 1:15:097 também com os macios instalados.

A Haas realizava uma boa sessão, Grosjean era o quinto com 1:14:691 e Magnussen em oitavo com 1:15:066.

Com a aproximação da última meia hora da primeira sessão, Verstappen retornava ao primeiro lugar com 1:13:714, mas Hamilton pouco tempo depois superava o holandês por 0s185 e Sebastian Vettel era o terceiro. As posições eram: Hamilton, Verstappen, Vettel, Bottas, Raikkonen, Ricciardo, Grosjean, Magnussen, Leclerc e Hulkenberg.

Na busca pelas melhores voltas os pilotos abusavam das zebras do circuito e em algumas vezes extravasavam os limites da pista, assim como Nico Hulkenberg que perdia a sua Renault na curva 12, mas conseguia retornar para o traçado.

https://twitter.com/F1/status/1020248901067182081

Com pouco mais de 22 minutos para o término do primeiro treino livre, alguns pilotos passaram a executar voltas de simulação de corrida. Stoffel Vandoorne, que ficou preso muito tempo nos boxes enquanto a equipe executava uma nova configuração no seu carro, retornava com os pneus macios para buscar o seu primeiro tempo cronometrado.

Daniel Ricciardo pulava para o segundo lugar ao registrar 1:13:699, enquanto todos os outros pilotos retornavam aos boxes, com exceção de Vandoorne.

O australiano se mantinha na pista melhorando a sua marca para assumir a primeira posição na tabela de tempos com 1:13:525, superando o inglês da Mercedes por 0s004.

https://twitter.com/F1/status/1020250644203081728

Fernando Alonso era mais um dos pilotos a realizar um programa diferente, dessa forma com pneus ultramacios mais novos, o espanhol deixava a décima nona posição para assumir o décimo segundo lugar com 1:15:615.

Lance Stroll era enviado pela Williams com o flow-vis espalhado pela sua asa dianteira, assim como no carro de Fernando Alonso que tinha uma quantidade menor do fluído espalhado na asa dianteira, mas a McLaren também realizava os seus testes.

https://twitter.com/F1/status/1020253938610769921

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.