Renault celebra 40 anos da estreia na F1 com desfile de clássicos na França

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Nesse final de semana, a Renault realiza no autódromo francês de Magny-Cours a edição 2017 do Classic Days. O evento contará com mais de 1.700 carros feitos pela montadora desde 1899 até os dias atuais. Além desses veículos, o evento contará com 11 bólidos de Formula 1 da montadora, para celebrar os 40 anos da estreia dos franceses na categoria.

Os carros escolhidos marcam as duas primeiras passagens da equipe na principal categoria do automobilismo. Na primeira, entre 1977 e 1985, foram conseguidas 15 vitórias e quase um título mundial de pilotos, em 1983, com Alain Prost. Após quase 20 anos sem ter equipe oficial na categoria, a Renault voltou em 2002 para sua passagem mais marcante na Fórmula 1.

Vejam também:

Renault de 1982! Como perder um título 

Nova Renault RS17

Como foi o retorno da Renault na Fórmula 1

O ápice foi durante as temporadas 2005 e 2006, quando o espanhol Fernando Alonso conquistou seus dois títulos de piloto. A equipe também celebrou o troféu entre os construtores nos dois anos. Depois do escândalo do GP de Cingapura de 2008, quando Nelsinho Piquet bateu no muro de propósito por ordem da equipe, e que beneficiou Alonso, seu companheiro, a equipe perdeu patrocínios e vendeu suas ações para um grupo de investidor. A última temporada dessa passagem foi em 2011.

Em 2016, os franceses voltaram a ter equipe de fábrica na categoria, mas ainda estão distantes dos tempos de glória. Além dos carros próprios, a Renault também se firmou como uma potência em fornecimento de motores para a F1. Diversos títulos foram conquistados pelas equipes Williams e Benetton, nos anos 1990, além dos quatro consecutivos da Red Bull, no inicio desta década.

Confira os carros que farão parte do Classic Days 2017:

Renault A500 (protótipo de 1976) Fonte: Divulgação
Renault A500 (protótipo de 1976) Fonte: Divulgação
Renault RS01 (1977) Fonte: Divulgação
Renault RS10 (1979) Fonte: Divulgação
Renault RE20B (1981) Fonte: Divulgação
Renault RE30B (1982) Fonte: Divulgação
Renault RE40 (1983) Fonte: Divulgação
Renault RE60 (1985) Fonte: Divulgação
Renault R23 (2003) Fonte: Divulgação
Renault R25 (2005) Fonte: Divulgação
Renault R26 (2006) Fonte: Divulgação
Renault R28 (2008) Fonte: Divulgação

Fonte: Garagem360.com.br/Renault-F1-40-anos

Rubens Gomes Passos Netto

“Netto”, popularmente conhecido entre os imigrantes Guaxupeanos que tocam a zueira no pequeno município de São Paulo, gosta de comprar livros e outras bugigangas que orbitam o universo da Fórmula 1, já semeava a discórdia ao aceitar o rótulo de “nerd”, quando em terras tropicais, tal rotulo era algo, um tanto quanto pejorativo aos descendentes de primatas residentes nas regiões montanhosas produtoras de café, o que julgava ser maravilhoso, ainda mais sendo um apaixonado pela Fórmula 1, fã da McLaren por paixão e pela Ferrari por criação, já que nasceu em uma família descente de italianos produtores de café e não fabricantes de macarrão, na sua pacata opinião a melhor temporada foi a 2008, já que por um infortúnio reprodutivo de seus pais não conseguiu assistir a temporada de 1986, admira e muito o Emerson Fittipaldi, tem como o carro dos sonhos o McLaren MP4/4 e sonha em um dia ou noite pilotar em Spa e provar que as teorias que não levam a humanidade a lugar algum dos quais ele defende são mais úteis que um relógio digital, salvo se for para comer um pastel de camarão acompanhado de um chopp escuro.