ColunistasFórmula 1

Pérez sente que o desenvolvimento do RB18 está se distanciando do seu estilo

Mesmo com uma temporada forte Pérez sente que está encontrando mais dificuldades agora, justamente pelas escolhas feitas para o desenvolvimento do RB18

O ano de Sergio Pérez começou de forma promissora, com o piloto conseguindo se aproximar de seu companheiro de equipe e ocupar o segundo lugar no campeonato. O mexicano conseguiu vencer em Mônaco, se aproveitando de uma boa estratégia para superar a dupla da Ferrari.

Em 2021 era nítida a dificuldade Pérez para guiar o RB16B, especialmente nas classificações. Pérez fez o possível para se adaptar para essa temporada e também se aproveitou da mudança no regulamento para se adequar aos carros da nova geração. Pole em Jeddah e depois a vitória em Mônaco, além dos pódios que conquistou até aqui, mostram um resultado muito melhor do piloto mexicano.

Existia uma dúvida relacionada ao desempenho de Pérez, o piloto foi muito bem em corridas de rua ou em circuitos que são mais diferenciados neste início de temporada, mas nas últimas duas provas o mexicano lutou um pouco mais com o carro e teve mais dificuldade para se aproximar do seu companheiro de equipe.

“Eu não estou tão confortável com isso [o desenvolvimento do carro] como estava no começo, vamos por dessa forma. Acho que tenho algum trabalho a fazer para entender o que está acontecendo e espero ter um fim de semana melhor na Áustria”, disse Pérez ao The Race.

Pérez terminou o GP da Inglaterra no segundo lugar, mas o resultado só foi possível por conta do Safety Car provocado pelo abandono de Esteban Ocon e a possibilidade de realizar a sua parada obrigatória durante um período de neutralização.

O RB18 já passou por diversas mudanças ao longo da temporada, recebendo atualizações para melhorar o seu desempenho. Verstappen que estava ‘brigando’ mais com o carro nas pistas que Pérez foi bem, agora está se sentindo mais confortável com o carro.

Sergio Pérez está se sentindo mais distante do projeto da Red Bull – Foto: reprodução Red Bull

“Bem, isso tem me afastado de quem sou, em termos do quão confortável eu estava no começo. Mas comentando isso, eu tive apenas duas corridas assim e no fim de semana passado eu não estava à altura, estava me sentindo muito mal, então acho que este é o primeiro fim de semana em que eu realmente vou saber”, disse Pérez.

Na Áustria, Pérez teve um resultado igualmente ruim, na classificação o mexicano não encontrou ritmo e só avançou para o Q3 pois extravasou os limites de pista e os comissários deixaram para analisar pós sessão. O piloto foi penalizado e começou a corrida Sprint do 13º lugar, conseguindo avançar no grid para ficar em P5.

O início da corrida principal parecia promissora, mas Pérez atacou George Russell por fora da curva 4, desta forma foi enviado direto para a brita. Sem possibilidade de avançar na corrida, a Red Bull optou por poupar equipamento e Pérez abandonou a prova.

Pérez agora ocupa a terceira posição do campeonato de pilotos, após ser superado por Charles Leclerc que recuperou o segundo lugar. A Red Bull está interessada em faturar o Campeonato de Construtores, mas não deseja que o piloto mexicano incomode Verstappen ao longo da temporada 2022.

“Foi simplesmente desnecessário. Nós já vimos isso antes, não funciona. O carro ficou danificado e não fazia sentido continuar. O assoalho sofreu vários danos, ele poderia ter terminado duas voltas atrás, portanto não fazia sentido, era melhor poupar a quilometragem”, disse Helmut Marko após o GP da Áustria.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!