Matheus Leist conquista top-5 em sua estreia nas 24 Horas de Daytona

Pilotando protótipo da Cadilllac, gaúcho avaliou bom resultado em sua primeira corrida de endurance na carreira

A estreia de Matheus Leist em uma prova de endurance aconteceu neste final de semana na tradicional 24 Horas de Daytona, com o piloto gaúcho conquistando um quinto lugar na geral entre os 38 carros do grid. O piloto da equipe JDC Miller Motorsports aprovou sua primeira participação no campeonato americano de esporte-protótipos (IMSA) e comentou sobre as situações inéditas que viveu dentro do carro 85 da Cadillac.

“Fiquei bem feliz por conseguimos um quinto lugar nas 24 Horas de Daytona, minha primeira prova de endurance e uma das mais clássicas do automobilismo mundial. Eu nunca tinha passado a madrugada pilotando, cheguei a fazer um stint entre 2h e 5h da manhã, então o corpo fica bem cansado, mas com certeza foi uma das experiências mais especiais que eu já tive em corrida”, diz Leist.

Piloto da Indy nas temporadas 2018 e 2019, Leist chegou aos Estados Unidos em 2017, quando veio do título da F3 Inglesa no ano anterior. Matheus logo se destacou na Indy Lights com três vitórias, com destaque para o triunfo na preliminar das 500 Milhas de Indianápolis. O piloto brasileiro acumula experiência em vários circuitos históricos dos EUA, mas esta foi sua primeira vez pilotando em Daytona.

“Eu tive pouco tempo de adaptação com o carro e com a pista, mas mesmo assim consegui ter uma performance boa. Normalmente as equipes escolhem os pilotos mais rápidos em cada carro para que fechem a prova e fui o escolhido para terminar no meu carro, por isso fiquei contente de receber isso do meu time. Vamos seguir o trabalho e a minha expectativa é boa para a sequência do campeonato”, completa Leist, que dividiu o Cadillac 85 com Chris Miller (EUA), Juan Piedahita (Colômbia) e Tristan Vautier (França).

A próxima etapa do IMSA será as 12 horas de Sebring, prova marcada para o dia 21 de março.